R4$T4 Scan - Portscan básico comentado

Publicado por Jonatan Gomes (última atualização em 12/12/2010)

[ Hits: 8.342 ]

Homepage: Em construção xD

Download rastascan.pl




Portscan ideal para quem está começando (assim como eu) em sockets, está bem comentado, muito fácil de entender.

Qualquer dúvida poste seu comentário.

R4$T4

  



Esconder código-fonte

#!/usr/bin/perl

use IO::Socket; # Ativa o modulo Socket#

system ("clear"); # Limpa a Tela do Terminal#

#Pequeno enfeite# 
print "\t\t#------------------------------------#\n";
print "\t\t#___________[_R4\$T4_]Scan_____BETA___#\n";
print "\t\t#___ 04/12/2010______________________#\n";
print "\t\t#Exclusivo para o VOL (Viva o Linux) #\n";
print "\t\t#------------------------------------#\n";
print "\t\t#__by R4\$T4\\Jonatan Gomes____________#\n";
print "\t\t#------------------------------------#\n";

sleep 4; # Espera 4 segundos para continuar o Script#

print "\n\n Digite o IP da maquina ou 'localhost':\t ";
chomp (my $server = <STDIN>); # Pega o computador que vai ser vistoriado

print "\n\n\nDigite o numero das Portas que serao vistoriadas ex: (23,80,1462,21).\n\n";
print "OU  Escreva (TODAS) para fazer uma vistoria completa:\t";
chomp ($portas= <STDIN>); #As portas a serem vistoriadas ou se vai ser uma vistoria completa

if (($portas eq "Todas") || ($portas eq "todas") ||($portas eq "TODAS"))
   {
   print "\n\n\tESSE PROCESSO IRA DEMORAR BASTANTE... E A VIDA....\n"; #caso seja todas Portas
   
   for ($op= 0; $op <= 65535;$op++)  #65535 porque é o número  máximo de portas no tcp
      {
      
        $socket = new IO::Socket::INET (
        PeerAddr => $server, # poem-se o server digitado anteriormente 
        PeerPort => $op,     # E testa porta por porta começando do 0 demora um pouco 
        Proto => "tcp");
      
if($socket) # Caso for possivel fazer a conexão quer dizer que a porta está aberta
{
print "Porta $op ABERTA...\n"; # Então mostra a porta que está aberta 
}                              # Se não estiver não aparece nada se não ia ser muitas linhas



}



print "\n\n\n\Fechando...\n\n\n\n\n"; 
sleep 2;

print "\t\t#------------------------------------#\n";
print "\t\t#___________[_R4\$T4_]Scan_____BETA___#\n";
print "\t\t#--------MANTENHA OS CREDITOS--------#\n";
print "\t\t#------------------------------------#\n";
exit;
}


if (($portas ne "Todas" ) && ($portas ne "todas") && ($portas ne "TODAS")) 
{                        #Se o usuário especificar a porta 
@array= split (/,/, $portas); #Separa-se cada porta pela "," e poem na matriz "ARRAY"

foreach $var(@array) #Aqui usando foreach testamos 1 por 1 as portas digitadas pelo usuário
        {
         $socket = new IO::Socket::INET (
        PeerAddr => $server,
        PeerPort => $var,
        Proto => "tcp");
      
if($socket) 
{
print "\nPorta $var ABERTA...\n";
}
else{
print "\nPorta $var Fechada\n";
}


  }
  
  print "\n\n\n\n\n Fechando...\n\n\n\n\n"; 
sleep 2;

print "\t\t#------------------------------------#\n";
print "\t\t#___________[_R4\$T4_]Scan_____BETA___#\n";
print "\t\t#--------MANTENHA OS CREDITOS--------#\n";
print "\t\t#------------------------------------#\n";
exit;  
  }
#Por favor deixe meu nome no cabeçalho =D 

Scripts recomendados

Multi Security Scan

Gerador de senhas aleatórias

script para encontrar verificar a vulnera bilidade RFI

Script de Analise do Syslog SNORT

Criando sua própria criptografia em hash


  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts