Sinais de processos

Publicado por Sandro Roberto Ferrari em 24/08/2007

[ Hits: 8.723 ]

 


Sinais de processos



Os sinais são meios usados para que os processos possam se comunicar e para que o sistema possa interferir em seu funcionamento.

Por exemplo, se o usuário executar o comando kill para interromper um processo, isso será feito por meio de um sinal.

Entre os sinais existentes, tem-se os seguintes exemplos:

STOP - esse sinal tem a função de interromper a execução de um processo e só reativá-lo após o recebimento do sinal CONT. Ex:

# kill -STOP 4220

CONT - esse sinal tem a função de instruir a execução de um processo após este ter sido interrompido. Ex:

# kill -CONT 4220

TERM - esse sinal tem a função de terminar completamente o processo, ou seja, este deixa de existir após a finalização.

KILL - esse sinal tem a função de "matar" um processo e é usado em momentos de criticidade.

A sintaxe para a utilização do comando kill é a seguinte:

kill -SINAL PID

Outras dicas deste autor

Testar o funcionamento do serviço DHCP

Samba - Erro que pode ocorrer durante ao ingresso no domínio

Configuração do sinal ADSL no Servidor

Trabalhando com discos

Analisado logs do Samba

Leitura recomendada

Login do Ubuntu não funciona - Erro na variável de ambiente PATH [Resolvido]

Cálculos matemáticos no próprio bash

iptables - Diferenças entre -I e -A

80 Comandos para o pinguim (parte 3)

Vídeo interessante sobre o strace no GNU/Linux

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts