Linux na IPTV do Brasil - difícil caminho

Publicado por Cleber Campos em 28/11/2007

[ Hits: 11.702 ]

Blog: http://cleber.eng.br

 


Linux na IPTV do Brasil - difícil caminho





Um grande nicho para o Linux - o desenvolvimento da IPTV no Brasil, não depende apenas de questões técnicas. Existem três 'barreiras' ou 'abismos' enormes a serem vencidos:

1. As cinco famílias detentoras das principais redes de TV não querem nem ouvir falar em IPTV. Alguma coisa me fez lembrar da palavra 'cartel'...

2. As distribuidoras de TV a cabo também não querem saber da IPTV. Vale destacar que esse modelo de negócio (IPTV) depende de tecnologia que está intimamente ligada à penetração/acesso da banda larga e da TV por assinatura; então, porque eles não querem?

3. O ministro das comunicações Hélio Costa é um crítico(?) corrente da IPTV, e segundo Alberto Luchetti, fundador da AIITV e presidente da Associação Brasileira de IPTV, o ministro defenderia os interesses da Rede Globo de Televisão.

Cerca de 85% das operadoras a cabo da América Latina prestam serviço analógico, por isto têm pouco espaço em sua rede para trafegar serviços de valor adicionado.

Com compressão oferecida pela tecnologia IP é possível dobrar o número de canais oferecidos e ainda oferecer interatividade, sem muita alteração na rede das operadoras.

Estima-se que em três anos o que hoje é cabo poderia virar IP, se deixarem...

Outras dicas deste autor

O Linux terá sucesso em desktops. Sabe por quê?

"Self Service" ou "A la carte"? O Linux mostra sua força em desktops

As 10 distribuições Linux preferidas nos últimos 3 meses

O novo mecanismo de busca para o Ubuntu

Leitura recomendada

Fazer o leitor de cd ejetar a bandeja

Instalando Java e NetBeans5.0 no Ubuntu 5.10

O Everest do Linux

Servidor VNC no Fedora

Firebird + Fedora Core 6

  

Comentários
[1] Comentário enviado por albertguedes em 28/11/2007 - 13:11h

Se deixarem ? Isso vai ficar travado até que o mundo inteiro esteja no IPTV primeiro, depois vão COMEÇAR a falar sobre o assunto.
Isso se esperarmos pelos canais (trocadilho) convencionais, ou se tivermos mais empresas independentes que ofereçam serviços de cabo.
Concorrência é a única coisa que sempre rompou as barreiras tecnológicas no Brasil, vide a TV digital, se não fosse a instalação de fábricas concorrentes aqui no país, quando íamos ter isso ? Ia ser nesta década, pois o mundo inteiro tá indo pra esse caminho, mas ia demorar mais.
E considerando a classe mais desprivilegiada, que dependem do sinal aberto, a concorrencia embarata equipamentos e serviços, que nem acontece coma banda larga hoje.
É uma idéia para os empreendedores no país, um bom nicho com demanda, pode ter certeza.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts