Linux mais do que um sistema, uma cultura

Publicado por Perfil removido em 04/10/2009

[ Hits: 5.870 ]

 


Linux mais do que um sistema, uma cultura



Hoje tenho 22 anos e sou usuário de Linux desde que tinha 19 anos, comecei com o Linux Kurumin 5.1, uma distribuição para iniciantes em Linux. Aprendi a instalar e remover programas via terminal, porém esse foi apenas o primeiro passo da minha jornada. Moro em Jaraguá do Sul, no estado de Santa Catarina, entretanto parece que os técnicos em informática sempre inventam uma desculpa, porque não desejam evoluir na sua profissão, como por exemplo:

"Linux é chato", "Linux é difícil" e o último técnico em informática disse nitidamente a frase:

"Eu não sei mexer em Linux"

Esses são os profissionais da informática?

Tenho certeza que não, fico decepcionado em saber que esses infelizes trabalham em lojas de informática e tiram o emprego daquele que tem talento no que faz, o talento não é calculado em um papel chamado "diploma",o diploma apenas mostra um pouco do conhecimento que a pessoa tem. Vejam como exemplo os políticos que tem diploma mas não fazem nada de útil para o país, não investem em educação, saúde e ciência o suficiente para evoluir esse país cheio de esperança, sem mencionar o combate a pirataria de software, que não se vê na TV porque ninguém deseja combater esse crime e o governo somente pensa em seus impostos e viver a custa do trabalhador brasileiro, que nem sabe os seus direitos e deveres.Daqui para frente mencionarei sobre a cultura Linux.

A cultura Linux

Os usuários do Windows estão tão acostumados à facilidade de uso, desejam o conhecimento na palma da sua mão, a cultura Linux não dá o conhecimento na palma da mão, pelo contrário, ela ensina a buscar o conhecimento que lhe falta. O usuário de Linux pesquisa, pensa de maneira lógica, descobre, cria, apresenta os seus talentos, e todo esse conjunto de virtudes é chamado por mim de educação. Demonstrarei a minha analogia referente a essas duas culturas tão distintas.

Duas pessoas diferentes, a criança e o soldado, a criança vai para a creche para desenhar e pintar, e seus professores ficam maravilhados com o desenho primitivo da criança, esse é o limite da criança.

O soldado irá para o exército para enfrentar generais e sargentos disciplinadores, o mais forte não irá desistir, pois tem a persistência como sua maior virtude, e sabe que terá no futuro a autodisciplina.

A cultura Linux não cria idiotas e degenerados, pelo contrário, cria profissionais com talentos e virtudes. O que você prefere, um sistema livre que te ensina a ser um mestre ou um sistema pago que está contribuindo para a pirataria de software?

Acha mesmo que uma pessoa com bom senso irá pagar 499 reais no CD original do Windows sabendo que no futuro ele terá vírus e travações. Na cultura Linux é diferente, o Linux detecta o som e o vídeo automaticamente e para acessar a internet temos o Mozilla Firefox como navegador padrão. O Linux que eu uso nunca travou ou pegou vírus. Posso lhe garantir que o Linux é leve e mais seguro do que o Windows.

Outras dicas deste autor

Java 8 Oracle no novíssimo Mageia 5

Convertendo formato de vídeo *.ogv para *.avi no Linux

Baixando emails via POP3 do Gmail

Desabilitando modo "offline" no Firefox 3.x

Como abrir arquivos .docx, .xlsx, .pptx no OpenOffice ou BROffice

Leitura recomendada

Instalação do KDE no idioma português brasileiro

Criando chroot no CentOS 6.x

Soluções alternativas no Kurumin

Ntop em um G4 com Yellow Dog Linux 6.0

Novos repositórios Ubuntu e Debian

  

Comentários
[1] Comentário enviado por kern em 04/10/2009 - 11:38h

Muito bom cara, Parabéns

[2] Comentário enviado por silvadouglas em 04/10/2009 - 13:13h

"... entretanto parece que os técnicos em informática sempre inventam uma desculpa, porque não desejam evoluir na sua profissão, como por exemplo:

"Linux é chato", "Linux é difícil" e o último técnico em informática disse nitidamente a frase:

"Eu não sei mexer em Linux"...



Fato, a preguiça fala mais auto pra esses "tecnicos".




"A cultura Linux não cria idiotas e degenerados, pelo contrário, cria profissionais com talentos e virtudes."

Show!

Parabéns

[3] Comentário enviado por dtux em 04/10/2009 - 13:28h

Muito bom cara, meus parabéns!!!
Isso vai acordar mtas pessoas!!

[4] Comentário enviado por victor_linux em 04/10/2009 - 17:05h

achei muito interesante seu artigo , o primeiro computador aqui de casa foi comprado em 2007 e vei com o mandriva 2006, aqui em casa nao fazia nenhuma diferença ja que ninguem sabia mexer eu so sabia escrever texo e entra na internet que tinha aprendido na escola no rwindows 98 quando o tecnico monto o computador ele so ensinou como conectar na internet e o resto a gente teve que aprender por conta propria mais eu nao achei nada difilcio mexer em linux e consegui fazer o que qualquer pessoa que tem um computador gostaria de fazer trabalho da escola, navegar na internet, ouvir musica, ver video, claro que nao aprendi mexer do dia para noite demorei um ano para aprender o ./configure make & make install e sempre tinha alguem dizendo coloca o rwindows mais estou usando linux ate hoje apesar de achar que ele esta ficando cada vez mais parecido com rwindows e perdendo a simplicidade que eu via nele. mais o problema dos usuarios do rwindows e que eles sao muito preguisos querem tudo na mao as veses nen da para acreditar em algunas perguntas que eles fazem as vezes e so da uma pesquisada que resolve e eles ainda pedem ajuda para usuarios do rwindows

[5] Comentário enviado por removido em 04/10/2009 - 18:48h

Pessoal,obrigado pelo elogio de cada um,porém o Fabio converteu o meu artigo para uma dica,ao meu ver isso é um artigo,porém para o Fabio isso é uma dica.

[6] Comentário enviado por vivi_cruz em 05/10/2009 - 15:48h

Creio também que seja um artigo e por sinal muito interessante.

Acho que o pessoal que esta voltado para a tecnologia deveria sim investir mais em conhecimento do código aberto e principalmente do Linux, e incentivar outras pessoas.

Eu particularmente ainda utilizo o Windows, mas, a cada dia descubro uma nova. Geralmente mudo rapidinho para o Ubuntu pq minha 3g pega melhor lá...sem contar que o Firefox no Ubuntu nunca travou, ja não posso dizer do IE e dos outros programas. Sou iniciante no Linux, mas por intermédio do VIVAOLINUX tenho aprendido bastante, e acho que é só uma questão de pesquisar.

Adorei seu artigo/dica. Parabéns! ;-)

[7] Comentário enviado por killerbean em 05/10/2009 - 23:51h

Acho um assunto um pouco curto para um Artigo, também.
E há muita mais que ver sobre a cultura do Linux, ou sobre a pirataria citada. Para Windows, por exemplo, há alternativas, como Linux, OSX, FreeBSD, etc. Mas há software que não temos alternativas. Ou há um Adobe Flash mais barato ou livre ? Que eu saiba, não. E quem paga ou pagaria por uma licença deste ? E CDs, quem nunca baixou um musica, que atire a 1ª pedra.
Ambos são assuntos com bastante a discutir.
Por fim, boa dica/artigo ;)

[8] Comentário enviado por Teixeira em 07/10/2009 - 09:12h

Também acho que o assunto ficou um pouco curto, mas que, com um pouco mais de pesquisa e dissertação, seria um bom artigo.

Acho que o Fabio não errou, e que você certamente escreverá sobre esse ou outros assuntos com uma maior profundidade.

A dica é boa e proveitosa, e foi bem redigida.

Quanto à minha opinião, tenho verificado que as pessoas que jamais tiveram contato com computadores não encontram a mínima dificuldade para lidar com o Linux - uma vez que ele já esteja instalado.

Nessa situação, as pessoas têm prazer em fazer descobertas por si próprias. São conquistas que não têm preço.

Não falando mal do Windows (afinal ele não é o culpado disso), existem pessoas viciadas em não raciocinar, e que mal tendo aprendido a tirar a casca de uma banana acham que são o supra-sumo do conhecimento humano.
Esse tipo de pessoas acha o Linux - e todo o demais conhecimento das coisas que nos cercam - 'difícil", "inútil", "problemático"...

Quanto a técnicos e "técnicos", acho que um profissional pode muito bem se especializar em algum segmento, porém ter algum conhecimento empírico sobre tudo o que envolva a sua profissão.
Isso é um dever do profissional competente.
Ele saberá que no sistema "X" encontrará diiculdades, mas igualmente saberá como contorná-las, como lidar com elas.
Afinal, o cliente quer uma SOLUÇÃO, e não palpites e reclamações - ou mais problemas.

Para comprovar minha linha de raciocínio, veja-se o grau e os tipos de rejeição que os sistemas da Apple vêm "sofrendo" com esse tipo de atitude. Desde os anos 70 se comenta por aí que a Apple "vai mal das pernas"... Será?
Para uma empresa "que vai mal" ter uma sobrevida de mais de 30 anos...
Em período muito mais curto que esse, foram para o buraco muitas gigantes do segmento.
A Apple ficou e vai bem, obrigado.

Diz o velho ditado que "praga de urubu não pega em cavalo gordo".



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts