Usando comandos dos DOS com o mtools

Mtools é uma ferramenta que executa praticamente os mesmos comandos do antigo MS-DOS do Bill no Linux. A sua grande vantagem é a praticidade e a versatilidade que ele oferece ao se mexer com dispositivos de armazenamento, evitando contratempos com a montagem e desmontagem deles.

[ Hits: 30.239 ]

Por: David em 13/10/2005 | Blog: http://twitter.com/dias_david


Por que ter o mtools



Bem... já vou avisando aos fanáticos de plantão que a intenção deste artigo é apresentar uma ferramenta extremamente viável e fácil de se usar quando o assunto se trata de trabalhar com dispositivos formatados em DOS, não é em momento algum uma apologia ao mesmo ou uma alternativa à política de montagens de dispositivos (melhor do mundo, em minha opinião).

Imagine a seguinte situação:
Você tem um disquete com um arquivinho qualquer e precisa executar uma tarefa extremamente rápida e indolor como ler esse arquivo ou copiá-lo para alguma área do computador. Para executar essa tarefa é preciso que você monte o dispositivo, faça o que tem que ser feito e desmonte o dispositivo. Não é nenhum bicho de sete cabeças (muito pelo contrário!), mas para executar coisas muito rápidas como esta, três ações podem jogar fora um tempo, muitas vezes, precioso.

O mtools permite que você trabalhe com mídias removíveis ou qualquer outro dispositivo formatado em DOS sem precisar montá-los, igualzinho no sistema do Bill. Assim você pode resolver tarefas simples com poucos comandos.

Bem, mas chega de conversa mole e vamos ao que interessa. O primeiro passo é ter o mtools instalado. Como ele é um programa muito simples e de fácil acesso, a maioria das grandes distribuições já o traz instalado em suas instalações padrão. É o caso do Slackware, Conectiva, Kurumin, Mandrake e Debian. Caso ele não esteja instalado em sua máquina, você pode baixar o código fonte e instalá-lo neste endereço:
Depois de instalado, basta dar um breve checkada no arquivo de configuração dele e sair usando. Vamos ver o arquivo de configuração do mtools que está localizado em /etc/mtools.conf. Abra esse arquivo e vamos para a próxima página. ;-)

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Por que ter o mtools
   2. Configurando o mtools
   3. Usando o mtools
   4. Considerações finais
Outros artigos deste autor

Compartilhando músicas pela Web com o Amarok

Instalando o poderoso gerenciador de redes Nagios 3.0 com Apache2

Mapeando todas os tipos de unidades de redes no Linux

Identificando problemas básicos de redes Linux para principiantes

Fazendo um Kmenu excelente

Leitura recomendada

Mandrake 10.1 Official - Análise de instalação e uso

VirtualBox 2.1.0: Rede no VirtualBox agora é fácil!

Turbine o seu SUSE instalando o apt-get com um repositório de mais de 5.000 pacotes

Atualizando o Ubuntu 8.10 para 9.04 na mão

Instalando o SNX check point no Linux Mint 18 e Ubuntu 16.04

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 13/10/2005 - 17:32h

Legal. mas fiquei curioso: Em uma prte do artigo você diz logo no começo, para realizar tarefas simples como copiar para área de trabalho, mas no final me deu a entender que eu somente posso copiar do computar para o disquete (por exemplo) mas não conseguiria no sentido contrário. Então como ficamos, é possivel copiar do disquete para o HD ou não ?
Acho interessante usar essa ferramenta para disquetes, em especial por que é a mídia que mais me dá trabalho para usar em linux (ultimamente eu nem uso mais de tanto que perdi dados com disquetes ), mas especialmente na hora de gravar.
OBS.: Perdi dados com disquetes pode incompetência minha, não por ineficiencia do software

[2] Comentário enviado por professordavid em 13/10/2005 - 17:46h

Cara, acho que eu devo ter me expressado mau mesmo! É possível sim
copiar do HD para o disquete e vice-versa. Por exemplo: Supondo que
voce queira copiar o arquivo oi.txt para o disquete e vice-versa.

mcopy /home/user/oi.txt a:
agora o inverso:

mcopy a:/oi.txt /home/user

Pode tentar que funciona cara!

É isso!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts