Trabalhando com arquivos e diretórios

Talvez uma das grandes dificuldades para um iniciante é lidar com os arquivos e diretórios via terminal. Têm-se a impressão que é algo superior, onde coisas mais simples parecem grandes segredos. Iremos explorar a estrutura do sistema de arquivos e também como lidar com arquivos e diretórios.

[ Hits: 28.604 ]

Por: Juliao Junior em 28/08/2007


Sistema de arquivos



Quando falamos 'sistema de arquivos', estamos nos referindo a forma como as informações são guardadas em nosso computador. Os arquivos são organizados em um sistema hierárquico, sendo dispostos dentro de diretórios (as conhecidas 'pastas', no sistema concorrente). E cada diretório pode conter tanto arquivos como outros diretórios.

Se olharmos para o sistema de arquivos de maneira figurativa, veremos algo parecido (meio que de longe) com uma árvore, contendo vários ramos. No início da árvore, vemos o diretório 'root', representado pelo símbolo '/' (uma barra). Logo abaixo deste diretório, vemos alguns diretórios bem comuns ao sistema Linux, como 'bin', 'dev', 'home', e vários outros. E como já dissemos, cada um desses pode conter outros diretórios. Usamos o termo 'subdiretório' para indicar um diretório 'dentro' de outro.

Vamos exemplificar como os diretórios estão ligados usando um exemplo simples: digamos que o diretório '/home' contém dois subdiretórios, 'pedro' e 'joao'. O diretório 'pedro', por sua vez, contém outros dois subdiretórios 'empresa' e 'pessoal'. Se você estiver no diretório '/home/pedro' e deseja se referir ao subdiretório 'empresa', simplesmente use 'empresa', pois tal diretório está diretamente 'abaixo' do seu diretório atual. Porém, se você quiser se referir ao subdiretório 'joao', é preciso usar '/home/joao'.

Diretórios importantes

Veja alguns diretórios relevantes que podemos encontrar e seus conteúdos.

ComandoConteúdo
/bincomandos comuns para o usuário, como 'cp' e 'ls'.
/devarquivos que representam os pontos de acesso aos componentes de hardware. São os chamados arquivos de dispositivos.
/etcarquivos de configuração
/homediretórios pessoais para cada usuário do sistema.
/tmparquivos temporários


Claro que os exemplos acima são apenas exemplos; há diversos outros. Mas nada melhor que treino e uso para reconhecer melhor as coisas.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Sistema de arquivos
   2. Migrando do Windows?
   3. Criando e alterando arquivos/diretórios
   4. Metacaracteres
Outros artigos deste autor

Emacs - Poderoso ambiente de trabalho

Explorando a máquina sem abrí-la

Processador - Tipos e características

Instalação ou Recuperação do GRUB

CSS - Manual de Estilo (parte 3)

Leitura recomendada

Permissões e propriedades de arquivos

Linux sob o ponto de vista de um iniciante

Quer entrar no mundo de Tux ou está ajudando alguém a fazê-lo?

Configure o Linux para sua avó!

Ubuntu: desvendando o "fantasma" das instalações de programas

  
Comentários
[1] Comentário enviado por glaudiston em 28/08/2007 - 12:32h

Básico, mas com certeza serve para iniciantes,

poderia ter enfatizado mais comandos básicos e permissões de arquivos.

de qualquer forma, parabéns pela iniciativa.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts