Trabalhando com arquivos e diretórios

Talvez uma das grandes dificuldades para um iniciante é lidar com os arquivos e diretórios via terminal. Têm-se a impressão que é algo superior, onde coisas mais simples parecem grandes segredos. Iremos explorar a estrutura do sistema de arquivos e também como lidar com arquivos e diretórios.

[ Hits: 27.800 ]

Por: Juliao Junior em 28/08/2007


Sistema de arquivos



Quando falamos 'sistema de arquivos', estamos nos referindo a forma como as informações são guardadas em nosso computador. Os arquivos são organizados em um sistema hierárquico, sendo dispostos dentro de diretórios (as conhecidas 'pastas', no sistema concorrente). E cada diretório pode conter tanto arquivos como outros diretórios.

Se olharmos para o sistema de arquivos de maneira figurativa, veremos algo parecido (meio que de longe) com uma árvore, contendo vários ramos. No início da árvore, vemos o diretório 'root', representado pelo símbolo '/' (uma barra). Logo abaixo deste diretório, vemos alguns diretórios bem comuns ao sistema Linux, como 'bin', 'dev', 'home', e vários outros. E como já dissemos, cada um desses pode conter outros diretórios. Usamos o termo 'subdiretório' para indicar um diretório 'dentro' de outro.

Vamos exemplificar como os diretórios estão ligados usando um exemplo simples: digamos que o diretório '/home' contém dois subdiretórios, 'pedro' e 'joao'. O diretório 'pedro', por sua vez, contém outros dois subdiretórios 'empresa' e 'pessoal'. Se você estiver no diretório '/home/pedro' e deseja se referir ao subdiretório 'empresa', simplesmente use 'empresa', pois tal diretório está diretamente 'abaixo' do seu diretório atual. Porém, se você quiser se referir ao subdiretório 'joao', é preciso usar '/home/joao'.

Diretórios importantes

Veja alguns diretórios relevantes que podemos encontrar e seus conteúdos.

ComandoConteúdo
/bincomandos comuns para o usuário, como 'cp' e 'ls'.
/devarquivos que representam os pontos de acesso aos componentes de hardware. São os chamados arquivos de dispositivos.
/etcarquivos de configuração
/homediretórios pessoais para cada usuário do sistema.
/tmparquivos temporários


Claro que os exemplos acima são apenas exemplos; há diversos outros. Mas nada melhor que treino e uso para reconhecer melhor as coisas.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Sistema de arquivos
   2. Migrando do Windows?
   3. Criando e alterando arquivos/diretórios
   4. Metacaracteres
Outros artigos deste autor

Guia Introdutório do Linux V

Blender - Iniciante (parte 1)

Convertendo formatos de vídeo/áudio

Processador - Tipos e características

Por que os GAMES não são a chave para o Linux em desktops

Leitura recomendada

Nmap - 30 Exemplos para Análises de Redes e Portas

FeniX Linux - Conhecendo o que é Nosso

Gerenciamento de Discos com o Shell

Lógica para computação - parte III

Trabalhando dentro de outro Linux (que não o de Boot) do Disco Rígido - Método para iniciantes

  
Comentários
[1] Comentário enviado por glaudiston em 28/08/2007 - 12:32h

Básico, mas com certeza serve para iniciantes,

poderia ter enfatizado mais comandos básicos e permissões de arquivos.

de qualquer forma, parabéns pela iniciativa.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts