Basicão Funtoo

Artigo de noob para noob que resume como instalar e usar a distribuição Funtoo. Ideal para iniciantes e para curiosos que acham que Funtoo é complicado, mas que gostariam de experimentá-lo.

[ Hits: 7.417 ]

Por: Xerxes Lins em 27/07/2015 | Blog: https://goo.gl/uu8OUX


Aviso introdutório



Uso a distribuição Funtoo no desktop há quase um ano. Sim, sou noob, e todos os dias eu aprendo algo. Por isso esse artigo é de noob para noob. Usuários avançados e profissionais podem se decepcionar com este artigo, pois criei um artigo para usuários iniciantes. O artigo contém o pouquinho do que aprendi e que, acredito, pode ajudar usuários a instalar e a usar a distribuição Funtoo no desktop.

Em resumo este artigo aborda a instalação do sistema e o uso do básico do gerenciador de pacotes Portage.

Funtoo é uma distribuição "source based". O que isso quer dizer?

"Source based" significa algo como "direto da fonte".

Todo programa de computador é escrito em uma linguagem de programação pelos seus programadores. Aquilo que o programador escreveu para criar o programa é o que se chama código fonte. A linguagem usada pelo programador é classificada como linguagem de alto nível, e é mais fácil de ser entendida por humanos.

O computador não compreende o código fonte (linguagem de alto nível), ele não entende esse código da forma como ele foi escrito pelo programador. O código fonte, escrito pelo programador, usa uma linguagem criada para ser entendida por humanos. O computador só entende a sua linguagem, ou seja, a linguagem de máquina (linguagem de baixo nível).

Para que o computador consiga compreender o que o programador escreveu, o computador precisa transformar o código fonte em linguagem de máquina. Esse processo de transformar o código escrito pelo programador em linguagem de máquina se chama compilação. Por isso a linguagem de máquina também pode ser chamada de linguagem compilada, ou linguagem binária.

Para transformar o código fonte em linguagem de máquina (binária) usa-se um programa compilador. No Linux usa-se o "GNU Compiler Collection" abreviado como GCC. É um compilador criado pelo Projeto GNU.

E é aqui que diferenciamos as distribuições Linux "source based" das comuns (binárias). Nas distribuições "source based" a compilação dos programas ocorre na máquina do usuário. Ou seja, o usuário baixa o código fonte, compila o programa e depois instala. Nas distribuições comuns, ou "binárias", o usuário apenas faz o download dos programas previamente compilados em outros computadores, de forma genérica, e os instala, sem qualquer controle das funcionalidade e otimizações para o seu processador.

Quais as vantagens em compilar os programas na máquina do usuário? O usuário pode definir certos parâmetros de compilação antes de compilar os programas e, assim, adaptá-los, "ligando" ou "desligando" determinadas funcionalidades daquele programa. Tal controle não existe depois que o programa já estiver compilado.

Compilar os programas na própria máquina do usuário também concede a vantagem de adaptar os programas de forma específica para o seu processador, aumentando assim o desempenho da execução deles, evitando lentidões, travamentos e aproveitando melhor o processador. Por fim, é mais divertido compilar na própria máquina, pois dá ao usuário a sensação de estar no controle do seu sistema.

E as desvantagens? Compilar programas na própria máquina tem como principal desvantagem a demora, pois o processo de compilação de vários programas em sequência pode levar muitas horas, dependendo do processador. Por exemplo, levei oito horas para instalar a distribuição Funtoo com o ambiente gráfico MATE. Grande parte dessa demora foi devido ao tempo de compilação dos programas. Compilar também exige muito do processador, ele aquece, e isso pode diminuir a sua vida útil.

Funtoo é uma distribuição "Rolling Release". O que isso quer dizer?

"Rolling Release" significa algo como "lançamento contínuo".

Distribuições comuns costumam ter versões lançadas de tempos em tempos. Debian e Slackware, por exemplo, tem uma nova versão lançada a cada 2 anos, mais ou menos. Depois que uma nova versão é lançada, o usuário pode atualizar para a nova versão, o que significa baixar uma grande quantidade de programas novos de uma vez, deixando para trás uma versão antiga que foi substituída.

É como uma escada onde cada degrau significa uma nova versão. O usuário passa um tempo em um degrau e só depois que constroem o próximo degrau ele dá mais um passo adiante.

Distribuições de lançamento contínuo, como Funtoo, recebem atualizações constantes que sempre deixarão o usuário com o sistema mais atual possível. Não há separação de versões. O usuário sempre estará com a última versão dos programas desde que, continuamente, mantenha-os atualizados.

É como uma rampa. O usuário está sempre subindo um pouquinho sem obstáculos.

Quais as vantagens de uma distribuição "Rolling Release"? O usuário não precisa reinstalar o sistema a cada versão, nem baixar uma grande quantidade de arquivos de uma vez a cada nova versão. Basta continuar recebendo as pequenas atualizações diárias.

Quais as desvantagens de uma distribuição "Rolling Release"? Distribuições de atualização constante não tem os seus programas exaustivamente testados, como nas distribuições de atualização de versão padrão, que ficam sendo testadas e corrigidas mesmo após o surgimento de novas versões dos programas. Então, distribuições "Rolling Release" estão menos sujeitas a correções de segurança e bugs.

Na página seguinte: instalação do sistema.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Aviso introdutório
   2. Instalação
   3. Gerenciador de pacotes
Outros artigos deste autor

Instalação do Funtoo a partir do Debian já instalado

Pipelight Flash vs. Fresh Player vs. Adobe Flash nativo vs. Pepper Flash nativo

Ganhe uma camiseta do Viva o Linux ajudando o Viva o Android

Conhecendo o Slpkg (gerenciador de pacotes para Slackware)

O que fazer após instalar Linux Mint 15 (sim, há o que fazer!)

Leitura recomendada

Arredondando o Ubuntu em seu desktop

Lidando com compactação de arquivos no Linux

Gentoo - Instalação partindo de LiveCD/USB do Sabayon LXDE

Software Livre - Melhor você ir se acostumando

Diário de um SysAdmin 1 - Truques | Macetes | Atalhos & Comandos

  
Comentários
[1] Comentário enviado por zezaocapoeira em 27/07/2015 - 05:31h

Salve mano . Parabéns pelo trabalho .

Obrigado pela atenção , salve !!!

[2] Comentário enviado por lopesjv em 27/07/2015 - 13:26h

Bacana o artigo, lendo me pareceu mais simples de instalar que o Arch Linux por exemplo

[3] Comentário enviado por xerxeslins em 27/07/2015 - 13:42h


[2] Comentário enviado por lopesjv em 27/07/2015 - 13:26h

Bacana o artigo, lendo me pareceu mais simples de instalar que o Arch Linux por exemplo


Praticamente não há diferença.

O arch tem alguns atalhos que são ótimos como "arch-chroot" e "genfstab" que substituem o "mount -t proc none proc && mount --rbind /sys sys && mount --rbind /dev dev" e a edição manual do fstab.

Antes, o Funtoo obrigava o usuário a compilar o kernel, agora ele já vem com kernel, o que torna mais fácil ainda!

Hoje eu uso dualboot: Funtoo + Arch.

Muito bons!

Abraço!

[4] Comentário enviado por xerxeslins em 27/07/2015 - 13:55h


Na parte do Portage foram adicionadas algumas dicas do zezaocapoeira.

Abraço!

[5] Comentário enviado por sacioz em 27/07/2015 - 16:38h


Já vai o Xerxes a elevar-se de novo : agora é nubão....8-))

[6] Comentário enviado por sacioz em 27/07/2015 - 16:55h


Agora que terminei de ler , emendo o outro comentario. Obrigado Xerxes , mais uma vez , ainda que continue com e Debian e aprendendo o OpenBSD(sou mais noob q o Sr.)não vou mexer com o rolling release.Ouço falar bem do Arch mas ainda é cedo , no meu caso.

[7] Comentário enviado por xerxeslins em 27/07/2015 - 17:12h


[5] Comentário enviado por sacioz em 27/07/2015 - 16:38h


Já vai o Xerxes a elevar-se de novo : agora é nubão....8-))


kkkk ^^

não adianta, eu sempre me sinto noob testador de distros.

[8] Comentário enviado por xerxeslins em 27/07/2015 - 17:13h


[6] Comentário enviado por sacioz em 27/07/2015 - 16:55h


Agora que terminei de ler , emendo o outro comentario. Obrigado Xerxes , mais uma vez , ainda que continue com e Debian e aprendendo o OpenBSD(sou mais noob q o Sr.)não vou mexer com o rolling release.Ouço falar bem do Arch mas ainda é cedo , no meu caso.


Que tal virtualbox para Arch?! :)

Abraço!

[9] Comentário enviado por albfneto em 27/07/2015 - 18:41h

mais um artigo excelente. Favoritado!
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].

[10] Comentário enviado por portmanX em 27/07/2015 - 20:29h


Olá mestre.Li mas fiquei na dúvida.O método de instalação que tu seguiu foi o que usa o livecd do funtoo,ou o live cd de qualquer outro sistema?

[11] Comentário enviado por xerxeslins em 27/07/2015 - 20:59h


[10] Comentário enviado por r34per em 27/07/2015 - 20:29h


Olá mestre.Li mas fiquei na dúvida.O método de instalação que tu seguiu foi o que usa o livecd do funtoo,ou o live cd de qualquer outro sistema?


olá! fico lisonjeado. :)

quando instalei, eu só tinha Debian. usei um particionador e liberei espaço no HD.

usando o Debian já instalado, eu instalei o Funtoo. não usei nenhum live-cd. instalei usando um sistema já instalado.

mas a forma como está no artigo é usando live-cd de outra distro .

funtoo não tem live-cd.

para instalar a partir de um sistema já instalado é parecido. na dúvida veja este artigo:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Instalacao-do-Funtoo-a-partir-do-Debian-ja-instalado

[12] Comentário enviado por removido em 27/07/2015 - 23:35h

Que legal!Uma vez eu tentei instalar o gentoo pelo ubuntu e na hora do boot nao iniciou.Esse seu outro tutorial sera que funciona com ubuntu?

A liberdade indocil e domada pela propria desgraça -William Shakespeare

[13] Comentário enviado por xerxeslins em 28/07/2015 - 07:35h


[12] Comentário enviado por SamsonBurke em 27/07/2015 - 23:35h

Que legal!Uma vez eu tentei instalar o gentoo pelo ubuntu e na hora do boot nao iniciou.Esse seu outro tutorial sera que funciona com ubuntu?

A liberdade indocil e domada pela propria desgraça -William Shakespeare


Sim, funciona.

[14] Comentário enviado por xerxeslins em 28/07/2015 - 07:35h


[9] Comentário enviado por albfneto em 27/07/2015 - 18:41h

mais um artigo excelente. Favoritado!
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].


Valeu! :)

[15] Comentário enviado por juniorlucio em 30/07/2015 - 14:47h

Muito bacana o artigo. Não tem nada de noob aí (talvez um pouco) kkkkk
Parabéns mesmo, amigo!

Abs

[16] Comentário enviado por xerxeslins em 30/07/2015 - 15:42h


[15] Comentário enviado por juniorlucio em 30/07/2015 - 14:47h

Muito bacana o artigo. Não tem nada de noob aí (talvez um pouco) kkkkk
Parabéns mesmo, amigo!

Abs


Obrigado!!! :))

[17] Comentário enviado por Lisandro em 30/07/2015 - 15:47h

Mais um ótimo artigo Xerxes.
Valeu amigo ;-)

[18] Comentário enviado por xerxeslins em 30/07/2015 - 16:13h


[17] Comentário enviado por Lisandro em 30/07/2015 - 15:47h

Mais um ótimo artigo Xerxes.
Valeu amigo ;-)


Valeu! Abraço!

[19] Comentário enviado por mvforce em 01/08/2015 - 08:51h

Muito bom artigo.. parabéns...
Pra galera que ainda tem receio de instalar e usar o Arch ou Funtoo saibam que é muito tranquilo. A instalação é um pouco difirente do que vocês estão acostumados, mas se seguir a WIKI direitinho dá tudo certo.

[20] Comentário enviado por Lucas_Mariano em 04/08/2015 - 14:23h

Muito bom o artigo!! Cara, que bom que o Daniel colocou o kernel pronto no stage 3. Agora dá para instalar com bem menos dor de cabeça. Eu ainda prefiro compilado, mesmo que não vá fazer tanta diferença no desempenho. Agora minha instalação será assim: instala o sistema usando o kernel binário mesmo, ai depois de tudo configurado, quando já estiver tudo tranquilo, compila um kernel git-sources e um gentoo-sources. Isso facilitou muito a instalação.

“O mundo nunca sofrerá com a falta de maravilhas, mas apenas com a falta da capacidade de se maravilhar.” G.K. Chesterton

[21] Comentário enviado por xerxeslins em 04/08/2015 - 15:11h


[20] Comentário enviado por Lucas_Meneses em 04/08/2015 - 14:23h

Muito bom o artigo!! Cara, que bom que o Daniel colocou o kernel pronto no stage 3. Agora dá para instalar com bem menos dor de cabeça. Eu ainda prefiro compilado, mesmo que não vá fazer tanta diferença no desempenho. Agora minha instalação será assim: instala o sistema usando o kernel binário mesmo, ai depois de tudo configurado, quando já estiver tudo tranquilo, compila um kernel git-sources e um gentoo-sources. Isso facilitou muito a instalação.

“O mundo nunca sofrerá com a falta de maravilhas, mas apenas com a falta de capacidade de se maravilhar.” G.K. Chesterton


Obrigado pelo comentário!

Boa estratégia essa sua!!!

[22] Comentário enviado por removido em 26/11/2015 - 14:06h

Descobri uma coisa usando funtoo voce sente falta do gentoo!Agora entendo porque demitiram o Daniel Robbins do gentoo,o funtoo e lerdo pra caramba ¬¬maria!!!Estou transformando ele em gentoo que pra mim era bem mais rapido o que demorava 1 hora no gentoo no funtoo demora 6 ou +. A liberdade indocil e domada pela propria desgraça -William Shakespeare

[23] Comentário enviado por xerxeslins em 26/11/2015 - 14:12h


[22] Comentário enviado por SamsonBurke em 26/11/2015 - 14:06h

Descobri uma coisa usando funtoo voce sente falta do gentoo!Agora entendo porque demitiram o Daniel Robbins do gentoo,o funtoo e lerdo pra caramba ¬¬maria!!!Estou transformando ele em gentoo que pra mim era bem mais rapido o que demorava 1 hora no gentoo no funtoo demora 6 ou +. A liberdade indocil e domada pela propria desgraça -William Shakespeare


Mande um e-mail para o Daniel. Ele terá prazer em ajudar.

[24] Comentário enviado por removido em 04/12/2015 - 15:14h

Valeu!!!Mais ja desisti do funtoo e to pensando em outra distro!
A liberdade indocil e domada pela propria desgraça -William Shakespeare

[25] Comentário enviado por visterine em 30/01/2016 - 18:54h

Boa noite,
estou seguindo esse tutorial pela segunda fez e apresentou esses mesmos erros:
mint17 / # rc-update add dhcpcd default
* service dhcpcd added to runlevel default
mint17 / # rc-update add syslog-ng default
* rc-update: service `syslog-ng' does not exist
mint17 / # rc-update add cronie default
* rc-update: service `cronie' does not exist
mint17 / # rc-update add wicd | NetworkManager default
bash: NetworkManager: command not found
* rc-update: service `wicd' does not exist
mint17 / # rc-update add xdm default
* rc-update: service `xdm' does not exist
mint17 / # rc-update add dbus default
* rc-update: service `dbus' does not exist

O que pode ser? Será que tem que instalar um por um em vez do comando: emerge dhcpcd syslog-ng cronie mlocate wicd networkmanager linux-firmware xorg-x11 lightdm lightdm-gtk-greeter sudo?

[26] Comentário enviado por visterine em 31/01/2016 - 11:59h

Não estou conseguindo acesso com meu usuário, apenas com root.
O que pode ser?

[27] Comentário enviado por xerxeslins em 01/02/2016 - 11:43h


[26] Comentário enviado por visterine em 31/01/2016 - 11:59h

Não estou conseguindo acesso com meu usuário, apenas com root.
O que pode ser?


Olá amigo, não estou usando mais o Funtoo e acredito que este artigo esteja desatualizado. Não o siga mais.
Tente seguir o manual oficial em inglês :

http://www.funtoo.org/Install

[28] Comentário enviado por visterine em 01/02/2016 - 23:45h

Que pena xerxeslins, rsrsrs
Me divertindo aqui, rsrsrs
Consegui com essa dica:
https://under-linux.org/showthread.php?t=59037

supondo usuário jose e home dele setado para /home/jose
cp -a /etc/skel /home/jose
id jose (para ver o grupo primário e usar no próximo comando)
chown -R jose /home/jose
chmod 700 /home/jose

E mais essa aqui:
https://wiki.gentoo.org/wiki/Xfce/Guide/es

root #rc-update add xdm default
oot #emerge --ask x11-misc/slim

O Lightdm não estava funcionando para tela grafica de login do XFCE.
Agora com o Slim está tudo certo.
Cara que sufoco rsrsrs.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts