Trabalhando com Java e SQL (parte 1)

Neste artigo veremos como é possível trabalhar com Java e SQL de forma prática e rápida.

[ Hits: 38.654 ]

Por: André em 15/04/2010 | Blog: http://127.0.0.1


Preparando o ambiente



Vamos começar instalando a nossa IDE, vocês podem obter o NetBeans em:
Ele vem em formato sh (shell script), para executá-lo para instalar dê permissão de execução para ele:

# chmod +x netbeans.sh

Depois execute-o para iniciar a instalação:

# ./netbeans.sh

Para quem usa Debian GNU/Linux ou uma distribuição baseada no Debian, pode obter com o apt-get, com o comando:

# apt-get install netbeans

Para quem usa o Ubuntu pode fazer mais fácil ainda, só ir no "Adicionar/Remover", procurar na categoria "Programming" e instalar. Ok, agora que temos o NetBeans vamos instalar o MySQL.

Você pode obter em:
Para quem usa Debian ou uma distribuição baseada nele pode usar o apt-get:

# apt-get install mysql-server

Coloque a nova senha do usuário root do MySQL na hora da instalação e vamos ver se conseguimos logar nele, para isso use o comando:

# mysql -u root -p

Significado dos comandos:
  • mysql - Chama o MySQL
  • -u - Mostra o usuário que é o root
  • -p - Solicita o password

Ele vai pedir senha, daí você coloca a senha, se aparecer algo como a screen abaixo é porque deu certo:
Para sair do MySQL use o comando:

mysql> exit;

Agora vamos construir o nosso banco de dados.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Preparando o ambiente
   3. Criando o banco de dados
   4. Conectando o Java com o banco de dados
Outros artigos deste autor

Expressões Regulares (POSIX) em C

Instalando e utilizando o LimeWire no Debian

Introdução ao Fortran (parte 1)

A profissão: Programador

Instalando o Debian em uma máquina virtual (VirtualBox)

Leitura recomendada

Criar um Pool de Conexão entre o GlassFish 3.1 e PostgreeSQL

Escrevendo aplicações com MySQL e Java

Arch Linux + NetBeans + MySQL + Oracle 10g

Imagens e áudio no banco de dados Oracle

Hibernate - Persistindo dados como se fosse objetos

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cruzeirense em 15/04/2010 - 17:43h

Parabéns pela iniciativa!
Quando chegar em casa vou testar no meu ubuntu (aqui na empresa é só windows...)

Abraço,

Renato

[2] Comentário enviado por sazoniti em 15/04/2010 - 23:11h

muito bom, parabéns

[3] Comentário enviado por msajunior em 19/04/2010 - 13:58h

Parabéns!!!

Mto bom o tuto!

Obrigado!

[4] Comentário enviado por andrezc em 19/07/2010 - 18:28h

;)

[5] Comentário enviado por abelfrancia em 06/10/2011 - 16:45h

Amigão, só uma correção na seguinte frase...

"Para quem usa o Ubuntu pode fazer mais fácil ainda, só ir no "Adicionar/Remover",..."

Eu uso Ubuntu e não existe (e nunca existirá) esta expressão, e sim "Central de Programas do Ubuntu".


Senti uma dor no peito lendo este "Adicionar/Remover", num sei pq... kkkk

Abraço, valeu pela explicação....

[6] Comentário enviado por Juniorx em 22/09/2012 - 10:49h

Cara valeu mesmo por esse post me ajudou muito para o entendimento de sql valeu cara XD


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts