Solucionando problemas no sistema de arquivos

Esse artigo aborda algumas das principais ferramentas usadas para a manutenção do sistema de arquivos mais usado no Linux, o ext2. Dentre as ferramentas abordadas podemos citar o fsck, badblocks e e2defrag. Saiba pra que cada uma delas serve e como usá-las da melhor forma possível.

[ Hits: 86.880 ]

Por: Leonardo Berbert Gomes em 23/02/2005 | Blog: http://leonardo-berbert.branded.me/


Introdução



Apesar do pinguim ter a fama de durão, basta por exemplo, uma queda de energia para que o sistema de arquivos tenha uma falha geral.

Quem passa por esta situação é apresentado de forma forçada ao famoso fsck (abreviação de File System Check, em português, verificador de sistemas de arquivos). O comando é usado para recuperar a integridade do sistema de arquivos.

Usar o fsck não é difícil. Seguindo as instruções exibidas pelo próprio boot do Linux, é possível rodar o programa e restaurar o sistema. Os especialistas não gostam desta explicação, mas para quem está começando agora fica fácil entender quando dizemos que o fsck funciona de forma parecida com o scandisk do Windows. Entretanto, nem sempre o uso básico do fsck resolve os problemas do sistema de arquivos.

A seguir você irá descobrir os vários recursos do fsck e saber como usar o comando para restaurar o sistema de arquivos mesmo quando ocorrer os erros mais "cabeludos".

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Quem é o fsck?
   3. Na prática
   4. Fim dos bad blocks
   5. O famoso defrag
Outros artigos deste autor

Instalando Apache, PHP e PostgreSQL no Slackware 12 (compilando)

Linux, uma história sem fim!

Monitorando as conversas do MSN

Detectando vulnerabilidades com o Nessus

Gerando gráficos sem mistérios no MRTG (Debian)

Leitura recomendada

Clonando HDs via rede com G4U (Ghost for UNIX)

Tunando sistemas de arquivos para GNU/Linux

Sistema de arquivos distribuídos usando Gmail

Entendendo MBR e sistema de arquivos GNU/Linux

Montando a partição do Windows no Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por internero em 24/02/2005 - 10:38h

Muito explicativo ao demonstrar que mesmo o pinguim precisa de uns 'reparinhos' as vezes.. hehe ;)

Parabéns pelo artigo!! Parabéns!

[2] Comentário enviado por wavemmx em 01/12/2005 - 00:37h

foi legal ,mas quem ainda usa o ext2 ,se hoje em ia tem os poderosos sistemas reiserfs e xfs entre outros

[3] Comentário enviado por elisson.costa em 07/04/2006 - 10:14h

.

[4] Comentário enviado por metall em 14/08/2006 - 15:38h

Muito bom Artigo velho..
Poderia passar as opcoes para ext3! para ambos os Comandos...
Abraco...

[5] Comentário enviado por removido em 11/10/2006 - 09:57h

Parabéns, leoberbert ...

Excelente artigo e bem descritivo.

:::... Viva o Linux ...:::

[6] Comentário enviado por xerxeslins em 15/04/2008 - 23:37h

igualzin ao texto do foca linux mas td bem, valeu pela divulgação


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts