Software livre na educação de crianças

Hoje em dia o Software Livre não avança apenas no sentido de inovações tecnológicas nas áreas de indústria e comércio, mas também na produção de softwares educacionais e nos meios acadêmicos.

[ Hits: 41.384 ]

Por: Antonio Junior em 23/10/2006


Informática Educativa



Em linhas gerais, a informática na Educação significa a inserção do computador no processo de ensino-aprendizagem dos conteúdos curriculares de todos os níveis e modalidades de educação. Os assuntos de uma determinada disciplina da grade curricular são desenvolvidas por intermédio do computador. Uma vez isso posto, a primeira distinção que é necessário explicitar é que essa visão elimina o uso do computador para ensinar conteúdos de ciência da computação ou "alfabetização em informática".

Nesse caso o aluno usa o computador para adquirir conceitos computacionais como princípios de programação e implicações sociais do computador na sociedade. Essa abordagem tem sido bastante divulgada e é a solução que muitas escolas encontram para o uso do computador na educação. Para tanto, o atual currículo é incrementado com uma disciplina de "Introdução à Informática", cujo objetivo é ensinar sobre computação. Certamente isso permitirá ao aluno conhecer o computador. Porém, do ponto de vista educacional, isso não altera o modo como os conteúdos das outras disciplinas são ministrados.

Portanto a Informática na Educação significa o desenvolvimento do conteúdo de disciplinas curriculares por intermédio do computados. Por exemplo, o conteúdo de uma determinada série pode ser desenvolvido integrando o computador aos métodos tradicionais que o professor usa. No entanto isso pode ser feito tanto pelo próprio professor da disciplina como por um especialista em informática, cuja missão é desenvolver as atividades de uso de computador na escola.

Em geral, a presença do especialista em informática tem sido adotada por escolas que desejam ter o computador implantado nas atividades educacionais, mas não estão interessadas em resolver as dificuldades que a inserção do computador na disciplina normalmente acarreta, como a alteração do esquema de aulas ou investir na formação dos professores das disciplinas.

A Informática na Educação que o MEC-PROINFO tem adotado enfatiza o fato de o professor da disciplina curricular ter conhecimento sobre os potenciais educacionais do computador e ser capaz de alterar adequadamente atividades tradicionais de ensino-aprendizagem e atividades que usam o computador. No entanto a atividade de uso do computador pode ser feita tanto para continuar transmitindo a informação para o aluno e, portanto, para reforçar o processo instrucionista, quanto para criar condições do aluno construir seu conhecimento.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. O que é Software Livre?
   2. Paulo Freire - Liberdade!
   3. Informática Educativa
   4. Software Livre na Educação
   5. Psicomotricidade
   6. Programas educacionais
Outros artigos deste autor

Servidor Jabber com LDAP

Leitura recomendada

Rodando um servidor de IRC (ircd)

Instalando SAGU-PRO no Debian Squeeze

Shell do GNU/Linux

Como criar pacotes para o Gentoo ou Sabayon Linux

Criando máquinas virtuais e utilizando o VMWare-Player

  
Comentários
[1] Comentário enviado por henriquefm em 23/10/2006 - 12:29h

Antonio,

você está envolvido com esse projeto, o Edubuntu-BR? Estou querendo participar.

Um abraço.

[2] Comentário enviado por removido em 23/10/2006 - 12:37h

Opa, eu tbm estou iniciando um projeto para a área educacional, seria interessante todos trocarmos ideias.

[3] Comentário enviado por buscator em 24/10/2006 - 08:58h

Bom artigo...o futuro e o amadurecimento do GNU/Linux depende de educar nossas crianças. Só uma correção: GNU é um PROJETO de aplicativos em código livre, eles visam um sistema operacional baseado em UNIX, mas nunca conseguiram isso. Depois do Kernel do Linux esse objetivo perdeu fôlego. Por isso que o correto é dizer GNU/Linux.

Abçs
Buscator

[4] Comentário enviado por alanreboucas em 25/10/2006 - 09:37h

Também estou trabalhando com isso! Excelente iniciativa! Parabéns!

[5] Comentário enviado por angeloshimabuko em 25/10/2006 - 10:32h

buscator, a definição do GNU apresentada pelo autor está CORRETA, e consta do próprio site: www.gnu.org. Aliás, a definição está no primeiro parágrafo da página. O uso da expressão GNU/Linux foge ao escopo desse tópico.

[6] Comentário enviado por Tux_V8 em 25/10/2006 - 15:28h

Toda literatura relativa ao Paulo Freire é muito boa... seria legal dar uma aprofundada nesse artigo... ficaria interessante, se fizesse um paralelo ao universo Linux...


[7] Comentário enviado por mtutucv em 25/10/2006 - 19:12h

muito bom vou aprovitar para ler e tirar ideis para a minha proxima monogafia

[8] Comentário enviado por antoniorcjr em 03/11/2006 - 08:51h

Bom galera...
quem quiser trocar ideias sobre Software Livre na Educação...
cadastre-se na lista de discusssao do projeto:
www.edubuntu-br.org

obrigado...
e em breve irei escrever um artigo sobre a Filosofia de Paulo Freire fazendo um paralelo com o Software Livre como foi solicitado!

[]'s


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts