Slackware Current redondo com XFCE

Instruções de configuração para usuários do Slackware que acham o KDE pesado e preferem usar o XFCE. O artigo abordará o processo de configuração do sistema, atualização para a versão Current e configuração do XFCE. O objetivo é deixar o Slackware "redondo", ou seja, muito mais usável que o padrão.

[ Hits: 38.916 ]

Por: Xerxes em 05/06/2009 | Blog: https://static.vivaolinux.com.br/imagens/dicas/comunidade/300.jpg


Configuração e atualização do sistema



Introdução

Este artigo foi testado no Slackware Linux 12.2. Seu objetivo é fornecer algumas orientações de configuração para deixar o Slackware mais usável após uma instalação recente do sistema sem KDE, tendo como ambiente padrão o XFCE.

Apesar de o Slackware Linux oferecer várias opções de ambiente gráfico/gerenciadores de janelas, o seu maior suporte é para o KDE, um ambiente gráfico muito bem trabalhado e completo, mas que infelizmente pode ser uma opção pesada para algumas máquinas e isso pode ocasionar lentidão e/ou travamento.

Para quem prefere algo simples, rápido e prático de configurar, há como opção o XFCE. Ele funciona perfeitamente no Slackware, mas não vem com todas as "frescuras" que o tornariam mais usável (como o Zenwalk ou o Xubuntu). Por exemplo, não vem com o plugin Clipman para gerenciar áreas de transferência, nem com o Xfburn para gravar CD. Claro que se pode usar o K3B, mas o ideal seria não precisar instalar nada do KDE e sobreviver apenas com o XFCE.

Obs.: Estou considerando que o leitor já configurou o sistema (Xorg, drivers etc), ou sabe como fazê-lo. Caso não saiba, sugiro a leitura de alguns artigos:
De qualquer forma, ao final dessa página, o leitor encontrará de forma resumida os comandos necessários para fazer configuração do Xorg e outras coisas.

Excluindo o KDE

Se você ainda não instalou o sistema, a dica é: durante o processo de instalação, desmarque o KDE da lista de pacotes a serem instalados.

Se você já o tem instalado, remova-o:

# slackpkg remove kde

Uma lista de pacotes do KDE será mostrada. Deixe todos marcados e escolha "Aceitar". É recomendável, se você estiver no ambiente gráfico KDE, que feche-o antes de realizar esse procedimento.

Agora, para não ser incomodado quando você realizar procedimentos de instalação e atualização, coloque o KDE na lista negra:

# slackpkg blacklist kde

Uma relação de pacotes será mostrada. Deixe tudo marcado e escolha "Aceitar".

Pronto. Nos livramos do KDE. Caso deseje remover algum item da lista negra, edite o arquivo "/etc/slackpkg/blacklist".

Atualizando para a versão Current

Para atualizar para a versão Current é preciso escolher um mirror da versão Current para o Slackpkg. Isso é feito, como você deve saber, descomentado um mirror em /etc/slackpkg/mirrors.

# nano /etc/slackpkg/mirrors

Não esqueça de comentar o mirror antigo, pois se houver mais de um mirror descomentado, o Slackpkg não funcioná.

Atualize a árvore de pacotes:

# slackpkg update

Instale os novos pacotes:

# slackpkg install-new

Atualize o sistema:

# slackpkg upgrade-all

Dependendo da versão do seu Slackware será necessário refazer os passos (update, install-new, upgrade-all) pelo menos mais uma vez. Isso ocorre quando há uma mudança drástica na árvore de pacotes e o Slackware precisará primeiro de algum pacote novo antes de você prosseguir com a instalação dos demais.

Um exemplo disso foi a mudança do formato .tgz para o .txz. O Slackware 12.2 originalmente não suporta o formato .txz (atual formato dos pacotes do Slackware), então você precisará instalar os pacotes necessários para que ele aceite o .txz antes de prosseguir com a real atualização do sistema. Se for esse o seu caso, não se preocupe, apenas execute novamente os comandos citados.

Talvez seja perguntado se deseja continuar apesar de não haver aparente mudança na árvore de pacotes. Nesse caso surgirá a seguinte mensagem:

No changes in ChangeLog.txt between your last update and now.
Do you really want to download all other files (y/N)?

Responda "Yes" teclando "y" seguido de Enter.

O procedimento normal seria escolher "N", mas após atualizar o sistema para suportar o .txz, torna-se necessário responder "y" dessa vez.

Após todo o processo, que talvez leve horas dependendo da versão do seu sistema, execute o seguinte comando:

# lilo

Para garantir que o novo kernel (se foi atualizado) seja escrito nas configurações do LILO.

Resumo da configuração do sistema

Você já deveria saber, mas só para lembrá-lo, aí vão alguns comandos importantes:

# xorgsetup

Para configurar o Xorg de forma "mágica", basta responder algumas poucas perguntas. Não esqueça de escolher o teclado abnt2.

# nano /etc/profile.d/lang.sh

Mude o a linha:

export LANG=en_US

Para:

export LANG=pt_BR.UTF-8

Assim você terá suporte ao português do Brasil no sistema.

Retirando a notificação de e-mail:

# nano /etc/login.defs

Onde tiver:

MAIL_CHECK_ENAB      yes

Mude para:

MAIL_CHECK_ENAB      no

Nas novas versões do Kernel, não é mais preciso usar o comando "alsaconf" para detectar o driver de som. Mas em todo caso:

# alsaconf
# alsamixer
# alsactl store


O primeiro detecta, o segundo configura e o terceiro salva.

Depois reinicie o sistema e você poderá escolher o XFCE como ambiente gráfico padrão:

xwmconfig

Entre no ambiente gráfico:

startx

Bem-vindo ao XFCE! Antes de configurá-lo instalaremos algumas coisas.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Configuração e atualização do sistema
   2. Aplicativos e ferramentas
   3. Configuração do XFCE
Outros artigos deste autor

Diferenças entre Gentoo e Funtoo

Fedora: 5 passos essenciais

Não quebre o Debian

Introdução ao gerenciador de janelas i3

Como está o meu bebê?

Leitura recomendada

Slackware - Instalação com Tagfiles

LILO gráfico e animado no Slackware

Debian NetInstall: instalação personalizada

Rsync sem senha

Viegas Rubim RMS

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Diadema em 06/06/2009 - 21:46h

Parabéns Xerxes, como sempre traz grandes contribuições aos usuários.
Abs, Diadema

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 06/06/2009 - 21:53h

Valeu Diadema =]

[3] Comentário enviado por Lu1z N3tt0 em 15/06/2009 - 01:51h

cara...muito boa suas tutos.....instalei aki o slack vendo elas.....ja at[e decorei d tanto q instalei aki rsrsrs.......so falta agora configura meu xorg, pois tenho uma placa on-board aki....uma via vn800..... :S
mas muito bem.....vc salvo a vida de muito usuario iniciante como eu rsrsrs

abrasss

[4] Comentário enviado por ltbplinux em 19/08/2009 - 17:32h

Poxa meu velho, venho agradecer por esta ótima contribuição. Realmente foi de muita valia para mim. Espero que seja para todos os outros "slackware users" :)


[5] Comentário enviado por eduams em 24/08/2009 - 22:06h

Muito obrigado! Salvou minha vida! Hehehe...
Parabéns pelos seus artigos!

[6] Comentário enviado por removido em 09/04/2010 - 14:11h

Amigo muito obrigado por ter feito esse artigo,segui perfeitamente os procedimentos e o resultado foi muito bom,parabens.


[7] Comentário enviado por removido em 27/05/2010 - 01:41h

Cara, não posso deixar de te parabenizar pelo seu trabalho aqui no vol.

Estás de parabens! Sua ajuda vale ouro para nós que estamos começando no mundo do linux.

[8] Comentário enviado por douglas.giorgio em 09/12/2010 - 09:26h

eita.. vou fazer tudo isso agr msm xD

o unico problema que tenho que me incomoda msm é que não aparece os discos removiveis no painel, nem o som "para aumentar e abaixar o volume" e quando excluo algum arquivo do pendrive, só consigo remover se excluir o arquivo da lixeira

tbm os acentos no teclado

[9] Comentário enviado por removido em 22/02/2011 - 10:18h

Boa dica.
Gosto do slack e do xfce.

[10] Comentário enviado por izaias em 09/11/2013 - 20:58h

Estou com o Slack 14 Current Xfce, aqui instalado.

Artigo direto e eficiente.


Obrigado, Xerxes.

[11] Comentário enviado por xerxeslins em 10/11/2013 - 20:42h


[10] Comentário enviado por izaias em 09/11/2013 - 20:58h:

Estou com o Slack 14 Current Xfce, aqui instalado.

Artigo direto e eficiente.


Obrigado, Xerxes.


Valeu, Izaias!

Só avisando: estou finalizando um artigo aqui sobre Slackware... acho que hoje eu envio.


Contribuir com comentário