Sistemas Operacionais, Kernel e Shell

O artigo discorre um pouco sobre o que são sistemas operacionais, o que é kernel do sistema e o shell do sistema.

[ Hits: 95.032 ]

Por: Willians em 11/05/2009 | Blog: http://www.williansribeiro.com.br


O Shell



O que é o Shell

A tradução de shell é concha. O shell é a camada que envolve o kernel. Como dito antes, o kernel é o núcleo do sistema operacional. É ele quem conversa com o hardware indicando o que deve ser feito.

O kernel abstrai a interface de hardware fazendo com que os processos utilizem os recursos do computador de forma organizada. O shell é a camada mais acima do kernel. É a camada que o usuário tem acesso para que ele possa fazer as requisições para o kernel para que este entre em contato com o hardware.

Resumindo: o shell nada mais é que o interpretador de comandos que transmite ao kernel o que é para ser realizado. Vale lembrar que existe uma diferença gritante de poder entre os shells para Windows e os shells para Linux. O shell para Linux tem muito mais recursos e é onde um administrador de servidores pode trabalhar a maior parte de seu tempo. Pode-se realizar muitas tarefas usando o shell e criando scripts para o mesmo.
Linux: Sistemas Operacionais, Kernel e Shell.
Shell e as Camadas do SO
A seguir alguns exemplos de shells.

Shells do Windows

Command.com e cmd.exe:

São os nomes do shell padrão para o sistema operacional DOS e padrão de linha de comando para (Windows 9X/ME). O cmd.exe veio para substituir o Command.com nos sistemas operacionais mais novos da Microsoft, Windows NT, 2000, XP, Vista, CE e nos OS2 da IBM.

Modos de operação:

O command.com tem dois modos distintos de trabalho. O primeiro é o modo interativo, no qual o usuário entra com os comandos, que são executados assim que pressionado o nome do comando e Enter. O segundo é o modo batch, o qual executa uma sequência de comandos predefinidos armazenados como um arquivo texto.

4Dos / 4Nt / 4OS2:

O 4Dos é um interpretador de comando desenvolvido por JP Software projetado para substituir o interpretador de comando padrão Command.com em DOS, Windows 95, Windows 98 e Windows ME.

O 4Nt foi desenvolvido pela mesma empresa e foi projetado para substituir o cmd.exe do Windows NT. E a empresa também desenvolveu um shell para substituir o shell padrão, no caso o cmd.exe também, do OS2 da IBM.

Windows PowerShell:

O Windows PowerShell é uma versão aprimorada do prompt de comandos do Windows voltada ao uso de scripts para manutenção de sistemas por parte de administradores. para um controle maior do sistema, acelerar e automatizar tarefas.

O Windows PowerShell é integrado como componente opcional do Windows Server 2008 e seu download pode ser feito gratuitamente para posterior instalação em Windows XP SP2, Vista e 2003 Server.

Shells do Linux

Bourne shell (sh):

O Bourne shell, ou simplesmente sh, foi o shell padrão do Unix Versão 7 e substituiu o Thompson shell, cujo arquivo executável tinha o mesmo nome, sh. Ele foi desenvolvido por Stephen Bourne dos laboratórios AT&T e foi lançado em 1977 junto com o Unix Versão 7 distribuído para as faculdades e universidades. Logo tornou-se um shell popular para as contas Unix. O programa binário do Bourne shell fica em /bin/sh da maioria dos sistemas Unix e ainda permanece como o shell padrão para o superusuário root em muitas das implementações do Unix atuais.

Korn Shell (ksh):

Sendo considerado o mais popular Shell em sistemas Unix, o Korn Shell foi desenvolvido por David Korn e é um superconjunto do sh, isto é, possui todas as facilidades do sh e a elas agregou muitas outras. A compatibilidade total com o sh vem trazendo muitos usuários e programadores de shell para este ambiente. O ksh foi o primeiro shell a introduzir recursos avançados.

C Shell (csh):

O csh foi desenvolvido por Bill Joy da Universidade de Berkeley. É o shell mais utilizado em ambientes BSD e xenix. Derivado originalmente da sexta edição do Unix /bin/sh. A sintaxe foi modelada segundo a linguagem de programação C. A estruturação de seus comandos é bem similar à da linguagem C. Seu grande pecado foi ignorar a compatibilidade com o sh, partindo por um caminho próprio.

Bash:

O Bash é o shell desenvolvido para o projeto GNU, da Free Software Foundation, que se tornou padrão nas várias distribuições Linux. Pode ser usado também com outros sistemas operacionais, como o Unix. É compatível com o Bourne shell (sh), incorporando os melhores recursos do C shell (csh) e do Korn shell (ksh).

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Sistemas Operacionais
   2. Kernel e Kernel Linux
   3. O Shell
   4. Finalizando
Outros artigos deste autor

Memórias

Funcionamento do Processador

Redes, Modelos de Referência, suas Camadas e seus Protocolos

Leitura recomendada

Truques úteis de linha de comando Linux para iniciantes

Princípios do APT-GET: Conheça esta fantástica ferramenta do Debian

O Surgimento do Linux

diff e patch - Um guia sem hora pra acabar

A origem do nome Fedora

  
Comentários
[1] Comentário enviado por everton3x em 11/05/2009 - 21:20h

Parabéns pelo artigo. Interessante do ponto de vista dos iniciantes...

[2] Comentário enviado por mcl085 em 11/05/2009 - 21:31h

Concordo com o amigo acima. Parebéns pelo artigo.

[3] Comentário enviado por albertguedes em 12/05/2009 - 01:30h

Ai Willians, tentando angariar mais pupilos pra engenharia da computação ? hehehe

Bom artigo cara, simples e acessível, bom ver algo de fundamento de computação de vez quando.


[4] Comentário enviado por daemonio em 12/05/2009 - 07:31h

Muito bacana o artigo! Parabéns.

[5] Comentário enviado por pogo em 12/05/2009 - 09:38h

Parabéns pelo belo artigo, me ensinou várias coisas que ainda não conhecia!

[]s

Pedro
www.pedropereira.net

[6] Comentário enviado por icefusion em 12/05/2009 - 17:15h

Opa..obrigado gente pelos elogios..fico feliz em contribuir com o vivaolinux o qual me ajudou tanto e com a comunidade :D....

[7] Comentário enviado por nicolo em 13/05/2009 - 12:43h

Assunto original. Poderia ter explicado mais cada tópico, muito interessante.
Faço votos que continue desenvolvendo esses assuntos mais detalhadamente.
Parabéns!

[8] Comentário enviado por _d4rks1d3_ em 07/06/2009 - 23:51h

Um artigo bem interessante !!
valeu por compartilhar estas informações!!

[9] Comentário enviado por orionnunes em 18/06/2009 - 08:51h

Muito obrigado, me auxíliou a sanar pequenas dúvidas que eu tinha que encomodando já fazia algum tempo.



[10] Comentário enviado por ianwerlang em 12/08/2009 - 18:56h

cara, gostei mto desse artigo...ele me ajudou mto a preparar uma de minhas aulas...

[11] Comentário enviado por walkerjosh em 03/03/2010 - 10:51h

Simples e Objetivo! Muito bom para iniciantes e para servir de menu para buscar outras Distros.

[12] Comentário enviado por andrezc em 04/07/2010 - 20:13h

Realmente muito bom, gostei da didática do texto.

Nota 10 p/ você.

André Junior,
Security Professional and Pentester
[]'s


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts