Servidor de e-mail com OpenBSD - Postfix & Cia

cvs

Nesse breve HOWTO vamos discorrer a respeito da instalação de um servidor de e-mail usando a plataforma OpenBSD com Postfix, MySQL e mais algumas coisas legais de se mexer.

[ Hits: 70.530 ]

Por: Thiago Alves em 28/01/2009 | Blog: http://www.seeufosseopresidente.com.br


Introdução - O que é o que?



Nesse artigo falaremos a respeito da instalação de um servidor de e-mail usando OpenBSD, Postfix, MySQL, Courier-IMAP, Cyrus SASL, Amavisd-new, SpamAssassin, ClamAV e SquirrelMail (e similares).

OpenBSD

Linux: OpenBSD logo
O OpenBSD é um sistema operacional livre da família UNIX, multiplataforma. Seu time de desenvolvedores enfatiza a portabilidade, padronização, correção e segurança. Ele suporta emulação binária da maioria dos binários de SRV4 (Solaris), FreeBSD, Linux, SunOS e HP-UX e funciona nas plataformas alpha, amd64, armish, hp300, hppa, i386, landisk, luna88k, mac68k, powerpc, mvme68k, mvme88k, sgi, sparc, sparc64, vax, e zaurus. A versão atual é a 4.3.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Openbsd

Postfix

Linux: Postfix logo O Postfix é um agente de transferência de emails (MTA), um software livre para envio e entrega de emails. Rápido e fácil de administrar, é uma alternativa segura ao Sendmail, muito utilizado em servidores UNIX.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/postfix



MySQL

Linux: MySQL logo
O MySQL é um sistema de gerenciamento de banco de dados (SGBD) que utiliza a linguagem SQL (Structured Query Language - Linguagem de Consulta Estruturada) como interface. É atualmente um dos bancos de dados mais populares, com mais de 10 milhões de instalações pelo mundo.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/mysql

Courier-Imap

Courier é um servidor IMAP (Internet Message Access Protocol), que por sua vez é um protocolo de gerenciamento de correio eletrônico superior em recursos ao POP3 - protocolo que a maioria dos provedores oferece aos seus assinantes. A última versão é o IMAP4.

O mais interessante é que as mensagens ficam armazenadas no servidor e o internauta pode ter acesso à suas pastas e mensagens em qualquer computador, tanto por webmail como por cliente de correio eletrônico (como o Outlook Express ou o Evolution). Outra vantagem deste protocolo é o compartilhamento de caixas postais entre usuários membros de um grupo de trabalho. Além disso, é possível efetuar pesquisas por mensagens diretamente no servidor, utilizando palavras-chave.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Imap

Cyrus SASL

SASL é o Simple Autenticação e Layer Security, um método de autenticação adicionando suporte para conexão com base em protocolos. Para usar SASL, um protocolo inclui um comando para identificar e autenticar um usuário a um servidor e opcionalmente para a proteção das negociações subsequentes, protocolo e interações. Se a sua utilização é negociada, uma camada de segurança é inserida entre o protocolo e a conexão.

Fonte: http://asg.web.cmu.edu/sasl

O resto já sabem o que é né? Pelo menos espero que sim.

Preparando o sistema

Essa parte do artigo eu não vou abordar de forma detalhada, tendo em vista que já existe muita documentação aqui no VOL a respeito de instalação, configuração e atualização. Segue então alguns links interessantes:
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução - O que é o que?
   2. Postfix
   3. MySQL
   4. Courier-IMAP
   5. Filtragem de conteúdo (Spamassassin + ClamAV + Amavisd-new)
   6. Webmail (Squirrel ou RoundCube)
   7. Postfixadmin
   8. Sugestão de script
   9. Conclusão
Outros artigos deste autor

Snort - The Open Source Network Intrusion Detection System

CentOS + RAID1 via software

Tornando seu Apache mais seguro com o ModSecurity

Sistema de arquivos distribuídos usando Gmail

Criando uma ISO bootável do OpenBSD

Leitura recomendada

Montando um servidor de e-mail completo com Postfix

Claws Mail: o cliente de correio eletrônico que morde!

Hotwayd :: Conectando-se ao servidor POP3 do Hotmail

Servidor de e-mails vinculado ao AD (Postfix + Courier)

MTA Selor: Servidor de E-mails - Novo Projeto GPL

  
Comentários
[1] Comentário enviado por jmucelli em 28/01/2009 - 17:25h

Show de bola o artigo... parabéns... e continue escrevendo sobre o Open... muito bom

[2] Comentário enviado por diogojp em 29/01/2009 - 13:19h

Show de bola o artigo, vc ja tentou aplicar essa solução em um SO Freebsd ?

[3] Comentário enviado por cvs em 29/01/2009 - 13:20h

Opa..
Valeu...
Mas não, ainda não tentei...
Mas acredito que não havera muitas coisas diferentes pra fazer no freebsd.

[4] Comentário enviado por pogo em 30/01/2009 - 11:09h

CVS,

Muito bom o texto. Com certeza precisamos de mais artigos desta qualidade e voltados para sistemas BSD's. Parabéns!

[]'s

Pogo.

[5] Comentário enviado por mathcuei em 31/01/2009 - 18:49h

Caro Thiago!

Primeiramente, agradeço a grande contribuição a toda comunidade!

Estou tentando configurar o servidor como descrito, porém estou com dificuldades de instalação do postfix + mysql. O problema é relacionado alguma source nas configurações do proprio port. Qual é a versão do port que foi instalado? É por um acaso a da data 08/08/2008?

Estou usando a versão 4.4. Poderia ser isso?


Desde já agradecido!


Atenciosamente

[6] Comentário enviado por cvs em 02/02/2009 - 09:45h

Eu usei a versão padrão que fica em ftp://ftp.das.ufsc.br/pub/OpenBSD/4.4/ports.tar.gz e não tive que fazer nada alem do que descrevi para subir o postfix com suporte a mysql. A versão é a 4.4 mesmo que estou usando.

Qual erro que aparece? Cola ae pra gente ver.

[7] Comentário enviado por mathcuei em 03/02/2009 - 10:27h

Caro Thiago!

Acabei por descobrir qual era o erro apresentado. O problema na compilação estava acontecendo pelo uso do interpretador Bash. Efetuei a modificação para o interpretador padrão, continuando assim a compilação perfeitamente. Consegui subi o servidor, seguindo os passos descritos neste. Muito Obrigado pela atenção!


Atenciosamente


[8] Comentário enviado por TecBSD em 06/02/2009 - 12:08h

Para montar um script para popular:

GRANT SELECT ON mail.* to 'vmail'@'localhost' IDENTIFIED BY 'vmail';
use mail; (faltou acrescentar isso)
INSERT INTO domains (domain) VALUES ('exemplo.com.br');

INSERT INTO users (login, name, password, maildir)
VALUES ('thiago@exemplo.com.br', 'Thiago Alves', ENCRYPT('thiagogostosao'), 'exemplo.com.br/thiago/');

INSERT INTO alias_maps (account, alias)
VALUES ('postmaster@exemplo.com.br', 'postmaster@localhost.exemplo.com.br');

INSERT INTO alias_maps (account, alias)
VALUES ('root@exemplo.com.br', 'root@localhost.exemplo.com.br');

[9] Comentário enviado por pardalz em 21/01/2010 - 11:31h

amigão... pode me ajudar?


[11] Comentário enviado por pardalz em 21/01/2010 - 17:11h

respondi la..


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts