Rumo a um pinguim móvel

Wireless está na moda, wireless é cool, wireless é uma tendência irreversível. Com GPRS e 1xRTT se espalhando pelo Brasil, certamente chegou a hora do wireless. Neste artigo, vamos dar algumas dicas e fazer umas reflexões sobre a vida sem fio.

[ Hits: 29.848 ]

Por: Cesar Cardoso em 18/11/2003


Mitos e verdades móveis



Antes de seguirmos em frente, vamos comentar três "verdades" sobre acesso móvel:
  1. GPRS, EDGE e 1xRTT são banda larga sem fio - MITO. Vamos aos fatos:
    • GPRS: velocidade máxima teórica 128Kbps, na prática (Classe 8, o mais comum) 8-12Kbps envio, 32-40Kbps recebimento);
    • EDGE: velocidade máxima teórica 384Kbps, na prática consegue-se velocidades de 100Kbps. É importante observar que há pouquíssimas implementações EDGE no mundo e nenhuma no Brasil (a Claro está prometendo, mas até agora nenhum telefone EDGE apareceu);
    • 1xRTT: velocidade máxima teórica 144Kbps, na prática chega-se a 60-80Kbps; algumas redes conseguem o máximo de 110Kbps.
    Nenhuma das tecnologias alcança banda larga (256Kbps ou mais, na definição brasileira). Ficam, em geral, ali perto do velho e bom modem, no máximo ameaçando chegar ao ISDN.
  2. 1xRTT é 3G - MITO. O CDMA Development Group e a Vivo dizem que 1xRTT é 3G porque pela definição do ITU-T 3G é qualquer coisa acima de 144Kbps; por esta definição EDGE também é 3G e a Claro também vai poder dizer que tem 3G... Eu considero que 144Kbps não é suficiente para cumprir as promessas do 3G, então 3G é 1xEV-DO (o 3G do CDMA) e UMTS (o 3G do GSM), que alcançam megabits de velocidade.
  3. A cobrança por Kbyte que se pratica em GPRS e 1xRTT torna o acesso caro - DEPENDE. Você não vai baixar arquivos grandes, ou comandar aquele upgrade do seu sistema operacional, via GPRS; mas para acessos ao email, ou mesmo navegação WAP ou utilizando versões leves dos sites, não fica tão caro.
Agora vamos para a parte mais crítica: as escolhas.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. GPRS, EDGE, 1xRTT e porque não Wi-Fi
   2. Mitos e verdades móveis
   3. As escolhas críticas: operadora, tecnologia e telefone
   4. Daqui pra frente
Outros artigos deste autor

Configuração de rede para RedHat e similares utilizando VI/Emacs/etc

As incríveis aventuras de um RedHat 9 migrando para kernel 2.6

Criando um pinguim móvel com Fedora Core 1 e Siemens M50

NPTL, Exec-Shield e outros palavrões que fazem seus programas crasharem

Linux, USB-IrDA, T300 on the rocks

Leitura recomendada

Instalando uma placa wireless

Como instalar um display LCD em seu servidor Linux

Instalando o ATI Driver (Suse 9.1)

Sistemas de proteção de acesso a dados do seu HD, será efetivo?

Configure seu modem SmartAx MT810 no Ubuntu

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 18/11/2003 - 14:38h

Excelente artigo Cesar, parabéns!

[2] Comentário enviado por arknoid em 18/11/2003 - 18:08h

Como sempre sendo pioneiro neh?

Parabéns pelo trabalho cesar, o artigo ficou bem claro e objetivo, muito bome fácil de ser apreciado!

[3] Comentário enviado por delta em 29/06/2004 - 14:38h

Trabalho muito bom, mais achei que fosse falar de wireless IEEE802.b, concerteza isso so faz irrequecer nossa comunidade.

Parabéns Cara

[4] Comentário enviado por GilsonDeElt em 09/06/2007 - 11:58h

Cara, doidi+ seu artigo.
Ótima pedida pra quem procura informações sobre redes móveis.
Vlw!!


Contribuir com comentário