Reconhecimento de síntese por voz no GNU/Linux

Nesse pequeno manual quero mostrar como fazer a integração de dois excelentes programas para reconhecimento de voz no Linux, o Sphinx e o Festival, utilizando uma interface feita em Perl chamada PerlBox-Voice.

[ Hits: 36.186 ]

Por: Éderson Luiz Honorato dos Santos em 29/05/2008


Executando e configurando o PerlBox-Voice



Após fazer a instalação do pacote, basta abrir um terminal e executar:

$ perlbox-voice

Irá se abrir a seguinte interface:



Clicando na seção Control você terá a seguinte tela:



A caixa em branco no menu é onde você poderá escrever ou colar qualquer texto para que o PerlBox-Voice leia.

O que mais interessa é o botão Start Listener, que vai iniciar o listering, interpretando todos os comandos falados no microfone e executando a ação correspondente que foi configurado na seção Vocab.

O botão Stop Listener para o listering.

Clicando na Seção Vocab você terá a seguinte tela:



Nesta seção você vai configurar os comandos de voz propriamente ditos. Um inconveniente é que os comandos de voz devem ser dados em inglês, que é a linguagem padrão do PerlBox-Voice ( e a única por enquanto ;-) ).

Para adicionar um comando, basta digitar na caixa When You Say (Quando Você Disser ...) o comando de voz e na caixa Computer Does (O Computador Faz...) a chamada a um comando de sistema ou aplicativo. Depois basta clicar no botão Add Entry e reiniciar o listering.

Na Seção Config você terá a seguinte tela:



No botão deslizante você configura o nível de verbosidade do locutor. Se você usa o KDE como Window Manager, na caixa Desktop Plugins encontrará a opção kde, que ativa o plugin de compatibilidade com o KDE.

Após fazer as mudanças, basta clicar no botão Apply Changes e reiniciar o listering.

Conclusão

O uso do Sphinx2 juntamente com o Festival e PerlBox-Voice fornece uma ferramenta muito útil e OpenSource para deficientes que fazem uso do Linux. Embora falte suporte para a língua portuguesa (e outros idiomas), o trio cumpre o que promete e mostra mais uma vez que soluções livres podem competir com softwares proprietários em qualidade e usabilidade, já que o consumo de recursos (CPU e memória) é mínimo se comparado com aplicativos existentes para outras plataformas e o tempo de resposta é aceitável, além da boa integração com os gerenciadores de janelas mais usados, KDE e Gnome.

Espero que gostem... :-)

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Integração do Sphinx2 e Festival com PerlBox-Voice
   3. Executando e configurando o PerlBox-Voice
Outros artigos deste autor

A Vida no Shell

Utilizando o celular como webcam no Linux

Instalando o Notify-OSD do Ubuntu 9.04 no Ubuntu 8.10 Intrepid Ibex

A Vida no Shell (parte 2)

Leitura recomendada

Balanceamento simples com BALANCE

Instale já o Audacity na sua máquina!

aMSN 0.98 com suporte a áudio e vídeo, pronto para vídeo e chamada

Vamos usar Slack!

Como criar uma distribuição GNU/Linux com o SUSE Studio

  
Comentários
[1] Comentário enviado por michel5670 em 29/05/2008 - 16:34h

Cara muito bom seu artigo já instalei os pacotes no debian sarge e não teve dependencia nenhuma, foi na boa.
Agora vou testar e posto aqui a resultado.
obs: Já tive problemas aqui na empresa em relação a aplicativos para pessoas especiais que a falta desses programas em linux obrigava a utilização do ruindows.

[2] Comentário enviado por asdf2 em 29/05/2008 - 17:12h

show de bola, nota 10

[3] Comentário enviado por gjr_rj em 29/05/2008 - 18:46h

Muito bom, vou testar assim que chegar em casa.

[4] Comentário enviado por rafasmart em 30/05/2008 - 12:24h

alguém saberia o quanto seria complicado a implementação disso em português?
seria interessante se a comunidade brasileira se mobilizasse neste sentido... o software é livre, cabe a nós modificá-lo às nossas necessidades, não é?!

[5] Comentário enviado por lealmape em 31/05/2008 - 15:38h

Hmm instalaççao tudo certo mas na hora de rodar ele diz nao ter 'default voice in tal tal tal'
Aqui descobri que tinha que baixar vozes.
Só mandar um apt-cahce search festival.
Um exemplo de voz que achei foi esse aqui:

apt-get install festvox-kallpc16k

Só falta eu descobrir onde é o microfone do meu note que é novo hahah

Boa sorte pra vocês.

[6] Comentário enviado por upc0d3 em 02/06/2008 - 08:28h

Muito bom o artigo.
gostei.
Obrigado!

[7] Comentário enviado por Yusuke Urameshi em 18/09/2008 - 20:35h

Então não é possível gravar minha voz com qualquer coisa como eu fazia no cvoicecontrol? só posso utilizar as palavras que estão na aba de Vocab desse programa? ou se adicionar uma nova, terá de ser em inglês?

[8] Comentário enviado por Seikensoul em 15/06/2012 - 23:57h

Nossa estou querendo instalar isso no meu ubuntu 12.04 mas não consigo achar os pacotes pelo apt-get o que eu faço?

[9] Comentário enviado por edersonhonorato em 19/06/2012 - 22:34h


[8] Comentário enviado por Seikensoul em 15/06/2012 - 23:57h:

Nossa estou querendo instalar isso no meu ubuntu 12.04 mas não consigo achar os pacotes pelo apt-get o que eu faço?


O festival e o Sphinx2 estão presentes nos repositórios do ubuntu.
Já o perlbox-voice você pode baixar no link abaixo:

http://sourceforge.net/projects/perlbox/files/Perlbox">http://sourceforge.net/projects/perlbox/files/Perlbox Voice for TK/Perlbox-Voice 0.09/perlbox-voice-0.09.noarch.deb/download

Ou acessando http://sourceforge.net/projects/perlbox/files

Não esquecendo de seguir o artigo para a intalação.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts