Qual a melhor distribuição? Ainda a pergunta...

Uma das maiores dificuldades para quem não trabalha com Linux e está tentando entrar neste universo (seja usuário final ou sysadmin) é a definição da melhor distro. A bem da verdade, mesmo quem já tem alguns anos de praia no assunto às vezes cai no terreno da dúvida. Neste artigo listo o que, na minha opinião, deveria ser avaliado na hora de escolher.

[ Hits: 8.743 ]

Por: Marta Vuelma em 16/09/2010


Como decidir pela melhor distribuição?



Uma das maiores dificuldades que vejo para quem não trabalha com Linux e está tentando entrar neste universo (seja usuário final ou sysadmin) é a definição da melhor distro. A bem da verdade, mesmo quem já tem alguns anos de praia no assunto às vezes cai no terreno da dúvida. E será que isso não prejudica um pouco a divulgação do Linux? Com certeza que sim! E por isso, respondo sempre às perguntas frequentes que recebo sobre o assunto com uma resposta que não satisfaz muito ao ouvinte impaciente: "Depende." E abaixo listo o que, na minha opinião, deveria ser avaliado na hora de escolher.

1. Qual o perfil do usuário que irá utilizar o equipamento? Existem distribuições (como o Ubuntu e suas variantes, o Mint (ou Ubuntu), o openSUSE, o Fedora, entre outros, que são aprimorados para oferecer melhor usabilidade. Isso quer dizer que os recursos gráficos são melhores, a quantidade de aplicativos instalada é maior, a facilidade para se instalar novos programas é maior. Enfim, ele é todo dedicado a "melhorar a experiência do usuário". Algumas vezes, essa melhor usabilidade requer um hardware mais robusto. Antes que alguém comente, a resposta é: "Não, o Linux não opera milagres". E requer hardware adequado proporcionalmente ao tipo de recursos que se deseja ter.

2. Qual a finalidade que desejo dar ao sistema? Estou planejando montar um servidor? Existem distros que são aprimoradas para uso em servidores. É o caso do Slackware, do Red Hat, do CentOS, entre outros. Eles se preocupam em ter um suporte a hardware de servidor melhorado, performance e atualizações de software (principalmente segurança) otimizadas. Além disso, algumas delas oferecem a opção de suporte pago. Isto realmente faz diferença no ambiente corporativo.

3. Qual hardware eu tenho disponível? Conforme eu falei acima, o Linux não opera milagres. Ou seja, eu não posso esperar performance de um servidor com um HD IDE e uma placa de rede 10Mbps!

4. A distribuição escolhida está em desenvolvimento ativo? Principalmente para servidores de rede e outros equipamentos de missão crítica é fundamental optar por uma distro que esteja sendo mantida pela comunidade. É quase um suicídio instalar qualquer software hoje em dia que não tenha mais atualizações de segurança ou correção de bugs.

5. Os fóruns da distro escolhida são ativos? É muito bom dar uma olhada no tipo de problemas, perguntas e respostas sobre uma determinada distro nos sites de suporte. Isso pode mudar nossa decisão na hora de escolher.

6. Teste o máximo que puder antes de colocar em produção. No caso de servidores, vale instalar em um ambiente virtualizado para esgotar todos as possibilidades.

7. O hardware que irei utilizar é suportado pela distro escolhida? É notório que atualmente o suporte à hardware do Linux está muito melhorado. Mas ainda existem dispositivos como modems 3G e impressoras, por exemplo, que requerem drivers ou procedimentos específicos para funcionar adequadamente. A responsabilidade de disponibilizar isto é do fabricante. Então antes de instalar uma distro, verifique se o fabricante do seu hardware oferece suporte para Linux.

Para quem quiser conhecer um pouco mais sobre as distribuições Linux, recomendo visitar o site:
Por hoje é isso. Até mais.

Marta

   

Páginas do artigo
   1. Como decidir pela melhor distribuição?
Outros artigos deste autor

Guia de preparação para LPI

Software Livre, Comunidade e Ubuntu

Gerenciamento de segurança da informação com open source (parte 1)

Leitura recomendada

Dando uma olhada no Mageia 7 (beta)

Qual distribuibuição GNU/Linux devo utilizar?

GNU e Linux: amigos para sempre

Linux para máquinas antigas - Que distribuição escolher?

Manjaro Linux - Treze motivos para desfrutar da simplicidade

  
Comentários
[1] Comentário enviado por elvanineto em 16/09/2010 - 18:38h

Gostei da sua abordagem bem imparcial. Vejo por esse lado também. A escolha de uma distribuição depende muito de como eu vou utilizar esse computador ou servidor.

[2] Comentário enviado por moisespedro em 16/09/2010 - 22:22h

Slackware pela estabilidade e robustez e Ubuntu pra quando eu estou com preguiça e também pq é bem bonito

[3] Comentário enviado por [gregory] em 17/09/2010 - 07:21h

OpenSuse

[4] Comentário enviado por Teixeira em 18/09/2010 - 10:52h

Temos de nos conformar com o fato de que essa pergunta é eterna.
Acho que a maioria de nós um dia teve de formulá-la a alguém, e sempre alguém terá dúvidas suficientes para que se anime a fazê-la.

Sua abordagem foi bastante oportuna, e também vejo por essa ótica.

Realmente tudo depende - não apenas do gosto pessoal de cada um - mas também do tipo de utilização que se tem em mente.

Há uma grande diferença entre utilizar Linux através de uma GUI de forma amigável sem se importar com as "entranhas" do sistema (e quase sem usar a linha de comando), e usar como servidor em modo console, onde é altamente desejável o conhecimento e o domínio de uma poderosa linha de comandos.

Quando ensaiei meus primeiros passos no "S.O. do pinguim" foi debaixo de situações muito específicas, que não se enquadram na maioria das respostas quase prontas que podemos dar hoje em dia (e com bastante segurança. diga-se de passagem): Eu tinha problemas de hardware demasiadamente modesto e antigo e precisava de algo que funcionasse DE VERDADE.
Foi dificil, mas com a ajuda do pessoal do VOL eu finalmente consegui e hoje em dia sou 100% Linux.

[5] Comentário enviado por rweu em 19/09/2010 - 12:38h

É isso Marta,

Muito bom o seu artigo, são escritos como o seu que fazem e farão sempre a diferença e ajudarão a trazer mais pessoas para o lado bom da força.
É notório a quantidade de pessoas que têm dificuldade em instalar o linux, dada as incontáveis distros que se apresentam ante ele.

Se voce me permite, deixe me dar mais alguns pitacos, acerca desse fascinante assunto:
http://rweu.blogspot.com/search/label/Escolhendo%20distros

Muito boa sorte a todos!

[6] Comentário enviado por stilldre em 19/09/2010 - 15:18h

a melhor distribuição é aquiela que você sabe usar...

[7] Comentário enviado por premoli em 19/09/2010 - 20:36h

Ubuntu ou Slack, 8 ou 80 !!! Viva o Linux!!!

[8] Comentário enviado por mateusislaneo em 20/09/2010 - 20:11h

Mandriva e kubuntu!!

[9] Comentário enviado por CerberusBH em 21/09/2010 - 11:35h

Com todo o respeito, e de maneira alguma desmerecendo o artigo, acho que este assunto é muito repetitivo entre os artigos publicados.
Concordo com o comentário do "stilldre": "a melhor distribuição é aquela que você sabe usar".
Abraços a todos!

[10] Comentário enviado por mvuelma em 21/09/2010 - 11:44h

Prezado CerberusBH
A crítica sempre é bem-vinda.
Concordo que o assunto se repete. Mas entendo que muitas pessoas esquecem de considerar os fatores que listei na hora de escolher. No ambiente corporativo e principalmente quando se trata de servidores, não podemos simplesmente nos resumir "ao que sabemos usar" e sim, ao que melhor atende o hardware e ambiente em questão.
Obrigada pelo comentário. Um abraço.


Contribuir com comentário