Princípios do APT-GET: Conheça esta fantástica ferramenta do Debian

Este artigo tem como único intuito apresentar o básico desta ferramenta Debian ao iniciante GNU/Linux.

[ Hits: 100.823 ]

Por: Percival F. Jr. em 10/11/2005 | Blog: http://www.debianbrasil.890m.com


Conheça o APT-GET



O sistema operacional Debian GNU/Linux conta com uma das mais eficientes ferramentas de atualização do sistema, tanto no que se refere a atualizações críticas de segurança colocadas em servidores/repositórios pelo pessoal do desenvolvimento, como na instalação/remoção de programas. É o chamado apt-get.

A "engenharia" deste sistema é simples de se entender e em poucos instantes você estará familiarizado com seu funcionamento. Ao receber um comando da família apt-get, seu Debian procurará no arquivo /etc/apt/sources.list a configuração de repositórios que deverão ser consultadas para a realização da ordem efetuada. Explicando melhor, neste arquivo está a lista de repositórios (oficiais ou não) de sua preferência, que podem estar em um CD/DVD ou na web (mais comum).

O Debian conta com 3 árvores de desenvolvimento: stable, unstable e testing. Ele é famoso pela sua chatice na busca pela perfeição e estabilidade, por isso da demora de anos entre o lançamento de uma versão e outra (entre o Woody e o Sarge foram 3 anos... sendo que o normal entre as outras distros Linux, 6 meses a 1 ano). Então pode ter certeza de que os pacotes que você puxar da árvore stable foram mais que exaustivamente testados, são "stable".

Na árvore seguinte, encontram-se os pacotes que já se encontram em um nível adiantado de testes e desenvolvimento (segundo os padrões Debian, não é verdade universal para todas distros, pois muitas delas apresentam pacotes aqui relatados como unstable/testing, como default em seus lançamentos - o que nunca vai ocorrer no Debian, você escolhe os seus riscos). O testing, por sua vez, contém pacotes menos testados e com maior probabilidade de "bugs".

Como eu estava cansado de travamentos, erros e falhas no "outro" sistema, eu sempre uso apenas pacotes stable, salvo raras exceções e recomendo que o façam também. É o forte deste sistema operacional: estabilidade.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Conheça o APT-GET
   2. Editando o sources.list
   3. Os comandos básicos
   4. O Synaptic
   5. Apt-get.org - repositórios não-oficiais
Outros artigos deste autor

Desktop em 3D - customizando seu GNU/Linux

Emulando o saudoso jogo ELITE em seu Linux

Instalando o Automatix no Debian Etch

Linux_logo: customizando até o SHELL do seu GNU/Linux

Instalando o Debian Lenny Linux

Leitura recomendada

Migrando para Linux sem medo (parte 2)

LookXP-IceWM - Linux leve e com cara de XP

OpenLDAP: Instalando um servidor de diretórios com replicação (SyncRepl)

Ubuntu no Samsung Chromebook com processador ARM

Programando: Escolhendo a melhor opção

  
Comentários
[1] Comentário enviado por bucaneiro2 em 10/11/2005 - 00:41h

muito bom este artigo parabens


[2] Comentário enviado por removido em 10/11/2005 - 01:28h

Caro,

Parabens pelo artigo, e com certeza o Debian é a melhor distribuição.

Sem Mais,

[3] Comentário enviado por Marco Carvalho em 10/11/2005 - 02:10h

É importante lembrar que desde o lançamento do Sarge o gerenciador de pacotes *oficial* do Debian é o aptitude e o uso do apt-get vem sendo fortemente desaconselhado por não tratar corretamente as dependências, principalmente quando se desinstala um pacote. Enquanto o aptitude remove os pacotes que não são mais necessários por não ter mais nenhum pacote no sistema que dependa deles, o apt-get os mantém, ocupando espaço inutilmente.
Vale lembrar também que o apt-get foi criado apenas para demonstrar o funcionamento da libapt, porém como não havia um verdadeiro gerenciador de pacotes disponível seu uso foi se disseminando.

Informações mais detalhadas podem ser vistas em http://debian-br.alioth.debian.org/docs/textos/porque-aptitude.txt

[4] Comentário enviado por andrefpacheco em 10/11/2005 - 08:18h

Ótimo artigo...

Eu conheço bem o Debian e precisei muuuiiiittooo do Apt-get pois tive que ralar bastante com a integração LDAP+SAMBA 3+ NSS + Microsoft$$$ e se não fosse o apt-get estava na faculdade ainda!!!! hehe


Parabéns

[5] Comentário enviado por lennon.jesus em 10/11/2005 - 09:31h

Não há como negar: o apt-get é uma ferramenta e tanto! É extremamente natural que sejam construídas ferramentas melhores e que venham a substituí-lo. Mas devemos deixar nossa eterna gratidão ao tão famoso APT-GET. E que venham as próximas evoluções...

XD

[6] Comentário enviado por ZX350 em 10/11/2005 - 12:18h

Artigo bem simples bem explicativo.

[7] Comentário enviado por removido em 10/11/2005 - 14:59h

Este APT tem poderes de super vaca. Have you mooed today? ;-)
Se não entenderam, dêem o comando: apt-get moo

Quanto ao artigo, você poderia falar sobre os outros comandos do apt-get. :P
Mas de todo, ficou ótimo.

Parabéns,
[]'s

[8] Comentário enviado por removido em 10/11/2005 - 17:19h

Fui testar o aptitude upgrade hoje e pra minha surpresa ele indicou que iria remove aplicativos como: cvs, python, vim, xmms.. além de bibliotecas como gtk e myspell. Acabei desistindo do aptitude. =/

[9] Comentário enviado por percival em 10/11/2005 - 17:42h

Mesmo um pouco mais "antiquado" eu também prefiro o APT-GET, murata.

O aptitude insiste em remover algumas coisas que eu uso, bibliotecas GTK ( como vc. disse ) e sdl.

[10] Comentário enviado por s_hole em 10/11/2005 - 18:35h

Eu também gosto muito do apt-get, já me dei mal com o aptitude. Gostei muito do artigo, é bom para quem está começando.

[11] Comentário enviado por Ønymush4 em 10/11/2005 - 20:05h

nice post ... thanx

sinapse

leave me alone

[12] Comentário enviado por Marco Carvalho em 11/11/2005 - 09:26h

Isso acontece porque o apt-get foi usado para instalar esses pacotes e o aptitude não sabe disso. Para corrigir basta entrar no aptitude pela interface, apertar "g" e apertar "+" nos pacotes que ele quer remover. Pronto, o banco de dados do aptitude está atualizado ;)

[13] Comentário enviado por alexandrecorso em 11/11/2005 - 11:53h

Olá, preciso instalar o Debian em várias máquinas. estou usando o Sarge, e a na instalação há uma opção de modo de instalação. Estou usando como "Desktop" - acho que é isso. Já baixei 7 cds do Debian, mas mesmo assim, ele ainda baixa pacotes no momento da instalação. Eu preciso realmente baixar os 14 CDS? Há alguma dica de como fazer um repositório de arquivos para que não sejam baixados sempre os mesmos arquivos?

[14] Comentário enviado por lennon.jesus em 11/11/2005 - 11:59h

Cara, se você não queiser, não precisa baixar todos os CD's. Eu, por exemplo, na maioria das vezes, só utilizo DOIS.

Aqui no VOL tem um artigo falando sobre a criação de um repositório de pacotes Debian localmente.

Vou procurar e depois posto.

Abraços.
XD

[15] Comentário enviado por warlinux em 11/11/2005 - 14:44h

Se a configuração for padrão para todas uma outra alternativa seria você configurar uma máquina padrão com todos os pacotes necessários e depois usar o Partimage ou o DD para fazer um clone dos hds.

Seria mais rápido do que fazer as instalações uma a uma.

[16] Comentário enviado por robotics em 14/11/2005 - 22:16h

hoje em dia encontramos muitos sites na web com um monte de inforacoes inuteis, isso acontece pq seus escritores nao sabem nada so querem se exibir para outros usuarios , o que nao é o caso deste site, ele me ajudou muito, nao estou babando ovo pq é escoto, mas sinto orgulho de de escrever bem de vcs aqui valeuzz!!

Bruno Martins
robotics_br@hotmail.com

[17] Comentário enviado por removido em 15/11/2005 - 11:47h

Isso me faz lembrar de alguns usuários que me diziam que era difícil instalar programas no linux e eu mostrava a instalação via apt e eles tinham de engolir as bobagens que diziam a respeito do linux. Espero não dizer bobagem mas hoje está tão fácil ou mais fácil instalar programs no linux do que no outro sistema, pois é só digitar o nome do programa e esperar, muit complicado :)

sniper!

[18] Comentário enviado por lennon.jesus em 16/11/2005 - 09:46h

Não é nada difícil fazer instalações no Linux (e o APT tá aí pra provar isso!).
Além do mais, tem gente que também não sabe fazer instalações no windows. E olha que, na maioria das vezes, é só NEXT NEXT NEXT FINISH...

Abraços,

Lennon Jesus

[19] Comentário enviado por p-hammer em 18/11/2005 - 11:35h

Ótimo artigo, principalmente para quem está iniciando no Linux........
Parabéns!!!!!

[20] Comentário enviado por gsi.vinicius em 07/08/2006 - 10:48h

mto bom o artigo....simples, direto e mostra várias possibilidades para os novos usuários....vou usá-lo em minhas aulas!!!

[21] Comentário enviado por dokka em 30/09/2008 - 21:43h

muito boas as dica sobre apt-get ----mais eu queria aproveitar para pedir ajuda.sobre debian etch40r4a i386.sou iniciante no linux com pequeno conhecimento. eu nao consigo instalar nada no deb.como root...error permissão negada outro error
diretorio e arquivo não encontrado eporai vai..qual o meio mais facil e comando para instalar pacotes no debian. por exemplo limewire e com instalar o java sun-jre6 no deb. pct rpm/alien e nada ja usei -- dpkg -i /apt-get install - y /aptitude install -y ====e nada. valeu um abraço. vivaolinux dokka msn manorj1@hotmail ===e-mail

[22] Comentário enviado por cintiaelisa em 24/06/2009 - 18:06h

Muito simples e prático!

Muito obrigada!

[23] Comentário enviado por luan.andrade em 24/12/2009 - 12:21h

Muito bom Tutorial...

Só uma duvida, eu desinstalei o Wine da minha maquina com o comando
# apt-get remove --purge wine
até ai tudo bem.

Só que agora não consigo reinstalar o wine com o comando
# apt-get install wine ou # apt-get install wine1.2

E agora, como eu faço?

[24] Comentário enviado por devlucas em 04/02/2010 - 16:40h

Ótimo tutorial, parabéns
mas... com tudo
tive problemas em aplicá-lo ao ubuntu 9.04
pois me desconectou do servidor oficial do ubuntu
sendo assim, fui obrigado a utilizar o backup que graças a deus tinha feito antes de editar o apt-get!
Mas mesmo assim gostei do tutorial, esse comentário é mais para lembra usuários da mesma distro que eu a fazerem o backup antes de por em pratica as dicas do tutorial, no mais vivaolinux !!!!

[25] Comentário enviado por dBourgLaReine em 27/01/2014 - 00:14h

Isso ai meu caro belas recomendações.
Sudações Linux!

[26] Comentário enviado por edpes em 30/07/2016 - 13:43h

O Debian e fantástico sempre inovador desde o principio, criou o DPKG e aperfeiçoando logo em seguida com o mecanismo de instalação de pacotes com apt-ge.

Mas deixando os confetes de lado ALGUÉM SABE ONDE FICAM OS PACOTES BAIXADOS CO A OPÇÃO -D..
GRATO.

JÁ ACHEI -- > /var/cache/apt/archives/


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts