Por quê?

O objetivo deste artigo é lembrar o "significado" do GNU/Linux e Software Livre.

[ Hits: 6.471 ]

Por: moisaniel moraes em 17/03/2011


Início



Ultimamente tenho visto vários artigos aqui no VOL sobre prós e contras acerca do GNU/Linux. Sinceramente a meu ver muitos desses artigos tem mostrado muito mais contras que prós. Parecem usuários decepcionados com seus sistemas. Eu não entendo, o nome do site é "VIVA O LINUX" seguido por "porque amamos a liberdade!".

Então tá, todos tem direito a enviarem suas opiniões, legal, a constituição nos garante liberdade de expressão, a minha pergunta é: será o VOL o lugar certo para tais opiniões? O objetivo do VOL não é formar uma comunidade em que nós usuários conhecendo os problemas do nosso sistema tentamos buscar soluções em conjunto?

Acredito também que quando se diz "porque amamos a liberdade" não falamos apenas liberdade de dizer o que se pensa, nós escolhemos:

escolhemos usar software livre, escolhemos usar o GNU/Linux. Ninguém nos forçou a isso. Mas continuamos sendo livres, e nós mais do que outros dizemos em alto e bom tom amar a liberdade, o que quero dizer é que podemos mudar seja de distro seja de sistema operacional.


O VOL é a maior comunidade de usuários GNU/Linux da América Latina! Então se nós usuários muitas vezes temos dito coisas que diminuem nosso querido sistema, quem vai querer usar GNU/Linux? Quem vai querer experimentar Software Livre? Percebamos que o GNU/Linux é um movimento, não apenas um sistema operacional. Ele é dotado sobre tudo de ideais de liberdade, de paixão por algo que é mais que nossa individualidade.

O GNU/Linux, assim como tudo, tudo mesmo, desde programas até aviões, tem seus prós e seus contras? Tem, mas não será dizendo - isso tá ruim; -isso aí não presta, que vamos resolver os problemas. E convenhamos, tem sido bem menos. Há incompatibilidade de hardware? Ainda há, mas não por culpa dos desenvolvedores do Software Livre. E aqui penso, que deveríamos prestar nossa homenagem a esses heróis do movimento do software livre, que doam seu tempo, suas ideias para nós.

E defender o sistema GNU/Linux não é, de maneira alguma, ter mente fechada para o novos tempos, que ao final das contas são os mesmos velhos tempos. Enfrentamos as mesmas dificuldades de antes, fabricantes de hardware não liberando drivers compatíveis com GNU/Linux, empresas de software não fornecendo programas, que são bastante utilizados etc. Mas não será abaixando a cabeça e nos rendendo a programas fechados que iremos vencer, pelo contrário, vai ser resistindo, vai ser apoiando os desenvolvedores, vai ser ajudando novos usuários a dar os primeiros passos.

Por outro lado muitas das novas tecnologias tão logo foram lançadas logo tiveram suporte no GNU/Linux e no Software Livre, apenas para citar nova versão de USB, suporte a 64 bits etc.

O GNU/Linux, o Software Livre em geral, apenas vai retroceder quando nós usuários retrocedermos, e isto não vai acontecer, pois somos uma comunidade.

Não sejamos tiranos de nós mesmo, não sabotemos o nosso movimento, o movimento do Software Livre.

Então vamos deixar de filosofar e mãos à obra, pois ainda há muita linha de código por ser escrita.

E viva o GNU/LINUX e o SOFTWARE LIVRE, PORQUE AMAMOS A LIBERDADE!

   

Páginas do artigo
   1. Início
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

O que é Software Livre?

Auditoria de computadores com OPEN-AUDIT

O Ser e o Ter no Linux

LaTeX - Figuras e tabelas

Remastersys: Crie seu próprio Live-CD do Ubuntu Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por gabrielgr90 em 17/03/2011 - 13:31h

É Isso Aí Cara

[2] Comentário enviado por cristiano.moraes em 17/03/2011 - 13:52h

Há de se elogiar o que deve ser elogiado e criticar o que deve ser criticado.

Não é fingindo que os problemas não existem que eles deixam de existir. A crítica (a construtiva pelo menos) serve para identificar esses problemas, e quando vêm com uma proposta de solução são ainda melhores. Não vejo isso como algo que desvalorize o linux e o Software Livre, pelo contrário.

[3] Comentário enviado por tjpp em 17/03/2011 - 14:34h

Eu acho que você está falando de outro VOL. Não vejo esta conspiração contra o Linux, por aqui, pelo contrário. Nenhum sistema evolui por elogiar os aspectos positivos de si mesmo (narcisismo) mas retirando desvantagens e ampliando vantagens. Deveríamos entar deixar de enviar bugs reports ? Ou tornar estes privados, sem conhecimento do público ? Isto é outro tipo de procedimento: o das companhias que desenvolvem software proprietário. Não temos vergonha de recall, aliás, até garantimos a devolução do dinheiro e tempo aplicado em caso de insatisfação.

[4] Comentário enviado por wisetux em 17/03/2011 - 14:58h

VIVA O LINUX !

[5] Comentário enviado por albfneto em 17/03/2011 - 15:54h

Também não vejo aqui no VOL, críticas ao Software Livre, ao Código Aberto, nem ao GNU/Linux, nem ao Linux em sí.
pelo contrário, somos defensores disso.
Nòs não depomos aqui CONTRA o Linux.
gostaria que o autor do artigo, citasse aqui, quais artigos e dicas do VOL, ou posts, falam mal de linux ou do software livre!
Houve alguns, mas foram pessoas, que em sua maioria, entraram no VOL, depois rapidamente sairam, decepcionadas com Linux,a maioria não usa mais Linux, nem frequenta mais o VOL.

[6] Comentário enviado por pinduvoz em 17/03/2011 - 16:58h

Todos os usuários do VOL, ou ao menos a grande maioria deles, são pessoas "realistas".

Eles sabem onde o calo aperta, por assim dizer.

Sabem quando podem e devem usar Linux, sabem quando precisam de um duplo boot ou de um Windows instalado na máquina virtual.

Não é preciso vir aqui e escrever uma ode ao Linux, ou uma crítica ácida a ele, para que a realidade seja melhor percebida.

[7] Comentário enviado por Blake em 18/03/2011 - 08:18h

Acho que uma crítica é saudavel até certo ponto, comecei a usar linux a pouco mais de 1 mês, aqui eu faço dual boot do Ubuntu com o Windows 7.
Mesmo tendo muitas dificuldades, eu ainda tento fazer tudo no linux, uso o windows mais quando tento de várias maneiras fazer no linux e não consigo, ou para jogar.
Mas ainda acho o linux bem melhor que o windows, mais fácil de mecher.
Acho que como o pinduvoz disse: "Não é preciso vir aqui e escrever uma ode ao Linux, ou uma crítica ácida a ele, para que a realidade seja melhor percebida".

[8] Comentário enviado por nicolo em 18/03/2011 - 10:31h

Hum... o pessoal est'a achando que o VOL estah com sindrome de big brother, onde gostar e nao gostar sao extremos e absolutos e todos querem tem carinha de anjo, o tempo todo.
Esse tipo de coisa e normal na pre adolescencia.

Pessoas maduras exergam defeitos naquilo que gostam ateh
na propria amada, mas isso nao significa que nao gostam ou
que estao despontados. Quando se enxerga os defeito eh bom sinal,eh sintoma que analisou tudo, que nao estah de bobeira e nem ilusao e que foi tomada uma decisao adulta. O mundo dos homens eh imperfeito e aprende-se que o bom nao eh perfeito, mas eh melhor que o otimo, porque o otimo perfeito nao existe.

Em termos de logica: Conforme Descartes um contra exemplo invalida a teoria. A maioria aprendeu isso e jura que eh uma verdade absoluta.
Pareto diz que nao. Nao h'a tese nem teoria perfeita para tudo, cada coisa tem um bom uso e um mau uso, ha que se distinguir uma coisa da outra.
OU
Como diz a musiquinha
When your heart is on fire- smoke gets in your eyes.
As paixoes embaçam a visao.


[9] Comentário enviado por raulgrangeiro em 18/03/2011 - 13:53h

Amigo, eu concordo com você. Atualmente tem surgido muitos artigos criticando o Linux. Eu acho, que não devemos fazer isso. É lógico que não devemos esconder os problemas do sistema, mas que devemos gostar do que usamos isso eu concordo. Ninguém é obrigado a usar o linux, se não está satisfeito, então use o que quiser, ninguém é obrigado a nada.

[10] Comentário enviado por carlosalberto4ti em 19/03/2011 - 09:30h

Concordo 100% com o autor .

O vol apresentou alguns artigos extremamente pouco técnico , mostrando apenas a visão de novos usuarios (normalmente usuarios de ubuntu , não que eu esteja certo em nenhum ponto) , mostrando o lado feio do linux , sendo ele .

Comparado ao sistema Windows , minha rede wi-fi , fez puf , minha placa de video , fez paft , meu outlook2007 não funciona no linux , meu live messenger , não funciona com os emotions , etc .

O vol sempre foi minha fonte de pesquisa técnica , sendo : render farm , nagios , postfix , compilação de kernel , lista de software compativeis com minhas tarefas , etc

O que se passa ainda é que o brasil , traz mais mercadoria que são tão baratas , que nem chegam a ter suporte a linux (comprador não soube pesquisar compatibilidade) e com isso , gera muitos maus entendidos sobre a plataforma .


Precisamos mesmo de mais linhas de código e de mais pagaento pela distro usada e pelo seu suporte , só assim , dá para se ter códigos , mais autosustentaveis , concordam ?

[11] Comentário enviado por rogerio pg em 19/03/2011 - 23:13h

fui apresentado ao linux atravez do falecido kurumim , tudo novo , tudo diferente . hoje uso ubuntu tenho varias duvidas que são esclarecidas pela comunidade VOL , encontro dificuldades mas sempre consigo uma solução , hoje não uso windows para nada, nem para jogas pois meus jogos se comportam muito bem no wine . o linux tem muita coisa a melhorar com certeza , mas veja a uns 6 anos atraz era tudo mais dificil , ele ja melhorou muito e vai melhorar ainda mais e quero acompanhar de perto .

[12] Comentário enviado por Teixeira em 20/03/2011 - 11:12h

Discordo do autor.
Sou usuário Windows e sou usuário Linux.
Nas MINHAS máquinas o "S.O. proprietário" já foi DEFINITIVAMENTE abolido, mas nas dos meus clientes e associados não. Então tenho de ser ponderado em tudo quanto faço. Não vou convencer ninguém à força a usar o Linux, pois ninguém é obrigado a pensar da mesma forma que eu.
Muitos são usuários de softwares gerenciais que só trabalham em Windows, e não serei eu quem irá garantir a eles que usando o Wine, por exemplo, a coisa funcionará 100%.
Portanto, uso Linux no meu dia a dia e estou satisfeito de uma forma geral.
Mas é claro que se alguma coisa puder melhorar e isso não acontecer, eu terei o direito de criticar - e até de mudar de distro.
E se algo funcionar mal, não direi que funciona bem apenas por sentimentos bairristas.
Por outro lado, não tenho visto nenhum dos tais artigos que "têm mais contras que prós". Aqui todo mundo é pró-Linux e pró-open source.
O que acontece é que de vez em quando vem algum novato que tem alguma experiência frustrada ao instalar/usar/substituir o Linux e coloca exatamente aqui a sua reclamação. Geralmente são pessoas que não têm o mínimo conhecimento para mexer nas entranhas do PC e não têm paciência de seguir as orientações dadas, frustrando-se mais ainda.

[13] Comentário enviado por nicolo em 20/03/2011 - 11:13h

O pensamento dissidente não é sabotagem. Dizer que quem critica está sabotando é apelação . Consta que o Linux não é religião
mas parece estar atraindo radicalismos.

Nuriel Rubini bateu forte no sistema financeira americano durante 2 anos. Foi ridicularizado, chamado de louco de Mister catástrofe,
Em agosto de 2008 a realidade provou que ele estava completamente certo. e o resto era um bando de fanáticos e espertalhões.
Hoje Nuriel Rubini é um gênio um Guru , profeta sagrado.

O pensamento dissidente é a lucidez do sistema, a parte sadia que evita um apodrecimento do todo.
O dia que todos estiverem de acordo o Linux estará acabado. Refrescando a memória:
TUDO COMEÇOU PORQUE TORVALDS NÃO CONCORDOU COM A TURMA DO MINIX/UNIX.
Se ele não criticasse tudo estaria nas mãos do Tio Bill.

Não gosto deste tipo de artigo dos que não aceitam a crítica, isso mostra no mínimo imaturidade intelectual.
Digo mais: Se eu fosse gerente de qualquer distro ia querer saber o que o usuário MANÉ, LEIGO E RABUGENTO PENSA DA MINHA DISTRO.
Sabem POR QUE?
Por que o dia em que eu agradar esse MANÉ RABUGENTO eu derrubo o Tio Bill do primeiro lugar.
Agradar a Experts vende 1000. agradar manés vende bilhões e ainda tráz patrocínio.
Quem pensa pequeno fica menor.


[14] Comentário enviado por Capati em 25/03/2011 - 02:39h

Ficar criticando muito o Linux não ajuda a melhorá-lo. Como já disseram, todos aqui do VOL conhecem e estão cientes do que estão usando. Ou usa ou não usa Linux, é só decidir o que quer, conteúdo sobre Linux vs Windows, diferenças entre eles, problemas, tem de monte na internet a fora, não é necessário criticar um ou outro sobre porque não usar, porque é assim, etc.

Ou seja, alguém cria um produto e para melhorá-lo é necessário receber não só opiniões, sugestões mas também criticas do público alvo, eu acho que quem critica o Linux deve ser alguém começando e dando as primeiras impressões sobre o sistema, ao invés disso, se realmente quer usar Linux, simplesmente aprenda a usá-lo antes de criticar, como toda critica, é necessário ter uma base de conhecimento daquilo que pretende criticar para explicar com clareza se aquilo realmente é “assim” ou “assado” e então com base nisso ajude a melhorá-lo.

Todo mundo tem a liberdade de criticar, comentar e de se expressar sobre algo, eu só acho que, dependendo, nem sempre é melhor a melhor opção, como no caso, criticar o Linux não vai ajudar.

[15] Comentário enviado por tonyrecife em 31/03/2011 - 15:41h

Gostaria de resumir essa estória com uma frase de autor desconhecido
"A EVOLUÇÃO É A LUTA DOS CONTRÁRIOS"
Se ficarmos elogiando o tempo todo, corremos o risco de nos acomodarmos e acharmos que está tudo bem, por outro lado, se ficarmos apenas criticando sem buscar uma solução, ficamos estagnados.
Enfim, VIVA O LINUX.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts