Placas PCI x ISA-PNP

Os barramentos PCI e ISA-PNP ainda convivem em muitas máquinas. Este artigo mostra um pouco das características técnicas de cada um e como o GNU/Linux lida com este hardware.

[ Hits: 36.337 ]

Por: Perfil removido em 30/05/2005


Barramento ISA-PNP



O barramento ISA (Industry Standard Architecture) passou por uma revisão na tentativa de incluir o padrão PNP neste barramento. Daí surge o barramento ISA-PNP. Apesar da tentativa de modernizar o padrão ISA, o ISA-PNP continua sujeito às limitações dos hardwares mais antigos:
  • Limitados endereçamentos de entrada/saída - 1 KB (de 000h a 3FFh)
  • Limitado número de interrupções de hardware - 15 linhas
  • Limitado número de canais DMA - 7 canais
  • Impossibilidade de compartilhamento destes recursos gerando conflitos de hardware.
Endereçamentos de entrada/saída: Os endereços de I/O são usados pelo processador para se comunicar com o dispositivo. O processador envia e recebe dados deste dispositivo através deste endereço de memória, que não pode ser compartilhado. Cada dispositivo deve ter um endereçamento único.

Interrupções de hardware: Um dispositivo não dispõe de todo o tempo de processamento do processador, senão seu computador não faria nada a não ser cuidar do teclado ou do mouse. Quando um dispositivo necessita realizar algum processamento ele avisa ao processador que precisa de "atenção". Para isto ele usa uma linha de comunicação direta com o processador. O número destas linhas é limitado pela arquitetura do computador a 15 linhas. As interrupções possuem uma prioridade de atendimento que segue a seqüência de maior prioridade (números à esquerda) para menor prioridade (números à direita). Esta prioridade é quase imperceptível para o usuário em computadores mais rápidos. Interrupções não podem ser compartilhadas.

0 1 8 9 10 11 12 13 14 15 3 4 5 6 7


Canais DMA (Direct Memory Access) - DMA é uma característica típica do barramento ISA, sendo que os demais barramentos como PCI usam outro método para acesso direto à memória. Canais DMA são vias de comunicação direta entre o dispositivo e a memória sem passar pelo processador. Isto agiliza a comunicação entre os periféricos. O circuito com os canais DMA está integrado atualmente na Ponte Sul (Southbridge), conhecido popularmente como chipset, que é responsável pelo controle dos canais de comunicação das IDE's, USB e hardware on-board. Dispositivos ISA como placas de som e modem têm que usar DMA, esteja atento a estas configurações.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Barramento ISA-PNP
   2. pnpdump e isapnp
   3. O Barramento PCI - Peripheral Component Interconnect
   4. lspci
   5. Conclusões e referências
Outros artigos deste autor

Atualizando o Gnome no Slackware com Dropline

FreeRADIUS - Noções básicas - Parte I

Postfix - Relay agent

Criando um álbum de fotos no Linux

As novidades do Java 1.5

Leitura recomendada

Montar HD em NTFS com o ETCH

Configurando placa 3D nVidia 6200 com TV-out no Kurumin 7

Custo-benefício dos computadores - Avaliação elementar

Configurando placa de som Sound Blaster Live!

Como a propaganda afeta você?

  
Comentários
[1] Comentário enviado por birilo em 30/05/2005 - 08:28h

Putz, Isa é brabo.

Tenho um modem USrobotics ISA show de bola, mas não existe mais utilidade pra ele.... rs

[] 's

Danilo

[2] Comentário enviado por volcom em 25/07/2007 - 14:09h

cara!!

Tenho uma placa de som SB16 Creative Vi BRA16x pnp (é ISA e o chip é CTL1745) no meu Debian, consigo configurar via alsaconf sem problemas, mas toda vez que reinicio o Pc recebo a seguinte mensagem:

Sound server informational message:
Error while initializing the sound driver:
device /dev/dsp can't be opened (No such file or directory)
The sound server will continue, using the null output device.

Novamente "alsaconf" e tudo vlta ao normal...

Existe algum comandao para listar ISA?

Já dei acesso ao usuário que utilizo no /dev/dsp...memos assim continua.]

Ah...depois do alsaconf tbm tenho que setar o dispositivo no Centro de Controle do KDE.

Valeu e aguardo,

Daniel


Contribuir com comentário