Octave, uma poderosa e robusta ferramenta matemática

Este artigo apresenta ao leitor a ferramenta Octave, que além de estar no mesmo nível do famoso MatLab (cujas licenças básicas ultrapassam os U$ 1000), é totalmente OpenSource. O Octave pode atuar não só na resolução de sistemas, mas também ser essencial para modelagem matemática. A instalação e algumas operações básicas são abordadas afim de abrir as portas para um novo mundo, ainda em ascensão.

[ Hits: 60.839 ]

Por: Renê de Souza Pinto em 19/11/2005 | Blog: http://renesp.com.br


Introdução



É impossível falarmos do Octave sem deixar de citar ou compará-lo com o MatLab. O MatLab foi um software desenvolvido inicialmente na década de 70, com o intuito de resolver e manipular sistemas e matrizes. Várias bibliotecas foram sendo implementadas até que o MatLab tornou-se uma ferramenta poderosíssima na área de modelagem, tratamento de sinais, controle e uma infinidade de processos. Hoje, o MatLab possui uma interface altamente amigável, prática e de fácil utilização.

Claro que tudo isso tem um preço, e muito caro. Licenças básicas do software ultrapassam os US$ 1.000,00, mas o que poucas pessoas sabem é que esse preço é apenas pela interface, pois todas as bibliotecas (que incluem as funções matemáticas) são OpenSource!

Além de toda essa capacidade, o MatLab ainda permite a adição das chamadas ToolBoxes, que são ferramentas construídas por outras pessoas ou empresas que podem ser inclusas ao MatLab. É claro que a maioria dessas ToolBox's também são pagas, mas neste caso, o preço não é pela interface e sim pelas funções que as mesmas executam.

Mas já que as bibliotecas matemáticas são OpenSource porque não termos um software tão robusto e poderoso quanto o MatLab e além de tudo OpenSource? John E. Weaton, fazendo um imenso favor à comunidade, respondeu à essa pergunta: criou o Octave.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Conhecendo e instalando o Octave
   3. O primeiro contato
   4. Plotando gráficos
   5. Conclusão
Outros artigos deste autor

Enviando e recebendo e-mails criptografados através do Thunderbird

Como instalar o modem Intel 536EP no Slackware

Leitura recomendada

Funcionamento da memória virtual

Nagios - Um poderoso programa de monitoramento de rede (parte 2)

CruxPorts4Slack - O ports para Slackware

NimbleX - Criando seu Linux pessoal em 5 minutos

Monitorando processos no Linux com o Htop

  
Comentários
[1] Comentário enviado por ric.araujo em 20/11/2005 - 09:08h

Muito bom artigo, o octave é uma excelente opção e a altura do Matlab...

[2] Comentário enviado por dennix em 21/11/2005 - 13:27h

É bom saber que há outras pessoas que conhecem o Octave.
Eu tbm escrevi um artigo sobre essa ferramente.
Eu sempre pensei em escrever um tutorial sobre o Octave, pois não se encontra muito documentação em pt.
Quem sabe podemos iniciar um projeto assim.

Dennis Pelluzi <[email protected]>

[3] Comentário enviado por azamudio em 16/01/2006 - 12:57h

yo tambien me apunto si es qe lo inician

[4] Comentário enviado por guimaraescruz em 10/02/2006 - 13:26h

4° na roda. Quando começamos....?
[email protected]

[5] Comentário enviado por rizesimoes em 04/02/2007 - 19:25h

Ola!
Td bem?

Preciso de ajuda com o octave. Na verdade eu tenho um programa .c e preciso compilar no octave. Alguem tem ideia de como faço isso?

Eu tenho um .c e quero um .o. Alguem poderia me dar uma ajuda?

Atte
Marize Simões

[6] Comentário enviado por glp40hs em 02/10/2007 - 14:02h

olá

Como eu salvo as figuras plotadas em bmp, ou jpg ou eps?

[7] Comentário enviado por reng.unip em 23/10/2008 - 09:09h

Ótimo artigo, estava precisando de uma ferramenta assim.

Abraço...

[8] Comentário enviado por knnob9 em 10/04/2010 - 22:16h

Como posso incorporar bibliotecas do matlab no octave?


Contribuir com comentário