Nepomuk - O que é isso?

Ao tentar identificar que aplicativo estava mantendo o processador da minha máquina tão ocupado e qual o motivo disso, acabei conhecendo o projeto Nepomuk. Trago aqui minhas impressões e as informações coletadas no site do projeto e na internet.

[ Hits: 59.529 ]

Por: Lisandro Guerra em 05/05/2010


O Nepomuk-KDE



O Nepomuk-KDE é um sub-projeto do projeto-Desktop semântico Nepomuk que visa proporcionar a plena aplicação das normas e APIs definidas no Nepomuk no desktop KDE. Como um sub-projeto de Nepomuk as duas questões principais são a manutenção e o uso intensivo de metadados em toda a área de trabalho e técnicas poderosas de colaboração peer-to-peer.
Na primeira fase do projeto NEPOMUK-KDE o foco recai sobre a parte de metadados. Existem basicamente três tipos de metadados para serem encontrados no desktop:

1) Metadados que podem ser encontrados em arquivos armazenados no disco rígido local como a informação de tag em arquivos de áudio, data e hora, ou texto indexado simples. Esses metadados podem ser extraídos e indexados a qualquer momento e é exatamente o tipo de informações de pesquisa de desktop em que aplicativos como o Beagle ou o Strigi se baseiam.

2) No caso mais simples, pode ser um comentário em um arquivo ou um e-mail, mas também pode significar o agrupamento de vários recursos em um tópico e assim por diante.

3) O tipo mais interessante de metadados é, no entanto, o tipo que não pode ser facilmente extraído por um indexador e não é gerado pelo usuário manualmente, isso inclui, por exemplo, o URL de um arquivo que é baixado da internet, uma vez guardados no disco rígido local esta informação é perdida. O mesmo vale para o exemplo de anexos de e-mail: Depois que um anexo de e-mail é guardado no disco rígido local de sua conexão o contato direto com as informações do remetente está perdido.

Existem ainda outros exemplos.

Mais informações sobre a integração com o Desktop KDE em:

Conclusão

Então a busca poderia ser bem mais abrangente e genérica, mas sem perder o foco e com uma base de dados incrivelmente grande.

Realmente é fantástico o tipo de interação que o NEPOMUK se propõe a fazer, acho que será algo que vai revolucionar.

Você pode obter mais informações sobre o projeto em:
Neste exato momento, entretanto, não me sinto disposto a sacrificar o processamento necessário para ficar rodando o Nepomuk, tanto que escrevi uma dica aqui no VOL de como desabilitá-lo no KDE. Deve ser fácil localizar entre as minhas dicas no endereço:
Bom amigos, por hoje chega.

Um abraço e até a próxima.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. O projeto Nepomuk
   2. O Nepomuk-KDE
Outros artigos deste autor

Linux Mint - Num Lock, Caps Lock e brilho no painel

Gerenciando o HD com o fdisk

Como matar um processo - kill, killall, pkill e xkill

Ktechlab - Ambiente de simulação de circuitos

GNOME 3 no Slackware 14 com dropline GNOME

Leitura recomendada

Instalando o Gnome 2.8 no SuSE 9.1

Criação de DVDs com o videotrans

Conheça o G:Mini - antigo Projeto GoblinX Mini

Empacotamento e instalação do MPV Player no Linux

Sweave: Interface entre R e LaTex

  
Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 05/05/2010 - 17:21h

Nepomuk está instalado por padrão em várias distros com KDE4, como no openSUSE, no sabayon e no mandriva.

Eu estou testando o OpenSUSE novo, o 11.3 Milestone 6, e o Nepomuk está dabdo parios problemas, devo desabilita-lo?

nas outras distros ele roda bem e ainda me avisa, me da infos do sistema, gosto e meu comp é bem grande, ele tá rodando bem.

[2] Comentário enviado por rootgerr em 05/05/2010 - 20:53h

Procurei nas suas dicas mas não encontrei

[3] Comentário enviado por Lisandro em 05/05/2010 - 23:25h

Infelizmente a dica voltou com moderação. Mas já reenviei e acredito que em breve deverá estar no VOL.

[4] Comentário enviado por fabio em 06/05/2010 - 11:30h

Dica publicada: http://www.vivaolinux.com.br/dica/Nepomuk-Desabilitando-no-KDE/

[]'s

[5] Comentário enviado por Feko em 06/05/2010 - 11:37h

Então, se apenas eu uso meu computador, em casa... Posso desabiltiar essa coisa, que não vou perder nada?

[6] Comentário enviado por teixeira em 06/05/2010 - 20:45h

Não é de adimirar ele consumir tantos recursos:Só O NOME do arquivo já ocupa vários yottabytes...
Isso não é nome: É o rascunho do Estadão...

[7] Comentário enviado por darkchet em 10/09/2010 - 11:35h

Cara, aqui no meu PC o "nepomukserver" e processos com mesmo nome ou parecido não consomem mais do que 20% do tempo do processador ou mais do que 60MB de meméria. E olha que eu somei todos os processos com "nepomuk" no nome. Então não vejo necessidade de desabilitar o nepomuk.

Além do mais vocês podem configurar quanto de memória querem que o Nepomuk use.

[8] Comentário enviado por Lisandro em 10/09/2010 - 11:44h

É Feko, não perde nada mesmo.
Bom Darkchet o consumo depende da auntidade de arquivos e da velocidade com que novos são gravados no HD ou com que os antigos são modificados. Além é claro de que o início do trabalho o programa consome mais por ter que indexa todo o HD.
Abraço

[9] Comentário enviado por JoseRenan em 19/01/2013 - 23:49h

Hoje o Nepomuk não é mais um devorador de recursos, ele fica ali no canto dele sem atrapalhar. Graças a Deus!! heheheh

[10] Comentário enviado por norberto em 23/01/2013 - 00:45h

Já desliguei aqui, quando estou assistindo um seriado e ele começa a indexar gera uma enorme atividade no hd e trava o filme, fica impossível de assistir. Uma coisa me deixa curioso, se ele esta indexando informação, esta deveria ser útil para mim e não consegui descobrir um único programa que me retorne alguma informação útil via nepomuk. Quando preciso achar algum arquivo uso o kfind e este varre na hora o local indicado para a pesquisa, ou seja, não aproveita o serviço feito pelo nepomuk. Afinal, alguém sabe dizer se há alguma utilidade prática imediata para o usuário de desktop standalone?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts