Monitorando servidores (Windows e Linux)

Antes do artigo em si, queria dizer que estou apresentando um texto onde trato não só de máquinas com plataforma Linux, mas de máquinas com plataforma Windows também, pois acredito que vivemos e dependemos do mundo corporativo de uma forma globalizada, se assim posso dizer, e não existe a necessidade de deixarmos de lado qualquer plataforma pensando que encontraremos pela frente um único cenário.

[ Hits: 24.852 ]

Por: Cristiano Miranda em 06/06/2008 | Blog: http://www.cristianoemingles.blogspot.com


Principal



Sabemos que em Windows, por exemplo, podemos verificar a performance da máquina no que diz respeito a CPU e memória RAM usada durante um certo período de tempo, através do Gerenciador de Tarefas (Task Manager).

Em máquinas com plataforma Linux, podemos ver as mesmas, além de outras informações, usando o comando top.

Mas muitas vezes temos que documentar esses resultados em um arquivo de texto, por exemplo, para análise posterior visando ações corretivas em caso de problemas ou simplesmente para documentarmos e compartilharmos tais informações por qualquer motivo que seja.

Bom, nesses casos, podemos trabalhar somente com "strings", através do prompt de comando, por exemplo, em máquinas com plataforma Windows ou ainda criar arquivos com scripts que se encarreguem de nos trazer os resultado como precisamos.

Vejamos:

Máquinas com plataforma Windows

Abra o Prompt do MS-DOS da máquina local e execute a string abaixo:

typeperf "\Memory\Available Mbytes" "\processor(_total)\% processor time" -si 60 -o monitoracao.txt

No caso do exemplo acima, será gerado um arquivo chamado monitoracao.txt e a cada 60 segundos será direcionado ao mesmo, o resultado do teste mostrando o consumo de memória RAM e processamento (CPU) em porcento.

Obs: Você poderá deixar o arquivo sendo "alimentado" por quanto tempo for necessário.

Para encerrar o processo, basta digitar CTRL + C.

Para ver o arquivo e seu conteúdo, basta acessar o diretório onde o mesmo foi criado, provavelmente estará em "C:" e digitar:

start monitoracao.txt

Ainda sobre o exemplo acima, há a variável "Memory" disponibilizando dados referentes ao objeto solicitado, que é o "Available Mbytes". No link abaixo, há uma listagem completa dos objetos disponíveis para utilizar com o Typeperf:
Existem vários comandos interessantes, como por exemplo:

typeperf "\Memory\Available Mbytes" "\processor(_total)\% processor time" "\memory\Committed Bytes" "\memory\Commit Limit" -si 3 -o teste.txt

Onde "Committed Bytes" são os bytes do arquivo de paginação consumidos e "Commit Limit" é o TOTAL de memória virtual configurado.

Para fazer remotamente este comando de uma outra máquina basta colocar -s NOME DA MÁQUINA, ficando assim:

typeperf "\Memory\Available Mbytes" "\processor(_total)\% processor time" -s NOMEDAMÁQUINA -si TEMPO -o monitoracao.txt

Lembrando que:
  • NOMEDAMÁQUINA = É o nome da máquina exatamente que você deseja obter tais informações, por exemplo w03dnn0110;
  • TEMPO = é o tempo de intervalo entre cada comando. Pode-se colocar formato: Apenas o número. Será visto nesse caso, como segundos e no formato 00:00;
  • monitoracao.txt = É o arquivo onde serão gravadas estas informações.

Obs.: Se não for colocado o parâmetro -o arquivo.txt, o resultado será apresentado na tela do prompt do MS-DOS mesmo.

Mais detalhes sobre a sintaxe do comando TYPEPERF estão no link à seguir:
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Principal
   2. Monitorando máquinas com plataforma Linux
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Conheça o G:Mini - antigo Projeto GoblinX Mini

Kdrive, um X em miniatura

Instalação da IDE Anjuta em ambientes não-Gnome (HOW-TO)

Como converter CentOS 5 em Fedora 11

StarDict - software de tradução de ótima qualidade!

  
Comentários
[1] Comentário enviado por maran em 06/06/2008 - 14:06h

Quando li a chamada na página do site, pensei que iria entrar aqui e me surpreender com o artigo.
Ficou legalzinhu, mas poderia explorar ferramentas mais legais.
Um abraço.

[2] Comentário enviado por alcarrolikis em 06/06/2008 - 14:17h

Então,

Mas o intuito é apresentar ferramentas/processos funcionais e não legais.

Legal é mexer com Flash, Photoshop/GIMP, 3D/Maya...

Concordam??

héhéhé...

[3] Comentário enviado por stremer em 06/06/2008 - 14:59h

cara eu gostei e realmente é muito legal principalmente em se tratando daqueles servidorzinhos onde você só roda oque quer... ai vc faz este tipo de script e roda...
porém para estas situações isso é valido, mas pra maior parte, as informações são incompletas, ou seja, talvez usando uma ferramenta tipo o nagios seja mais "produtivo".
Mesmo assim gostei do artigo.

[4] Comentário enviado por giocasio em 06/06/2008 - 16:13h

Super interessante. Aqui nos Estados Unidos eu sempre estou buscando informacoes ond epossa aprimorar e incrementar minha maquina (PC) eu digo. Artigo super bem fundamentado. GREAT JOB!

[5] Comentário enviado por alcarrolikis em 06/06/2008 - 16:30h

"Comentário enviado por giocasio em 06/06/2008 - 16:13h:

Super interessante. Aqui nos Estados Unidos eu sempre estou buscando informacoes ond epossa aprimorar e incrementar minha maquina (PC) eu digo. Artigo super bem fundamentado. GREAT JOB! "


OBRIGADO MÃE!!!


huhuhuhuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

[6] Comentário enviado por roberva em 09/06/2008 - 13:07h

Cornetando: como nosso amigo tio san: BIG FICKING DEAL

[7] Comentário enviado por junior em 09/06/2008 - 14:51h

O artigo é bom, e monitoração está correto.
Perdoe-me o equívoco.


[8] Comentário enviado por alcarrolikis em 09/06/2008 - 15:06h

By Michaelis:
( http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=monitoraç... )

mo.ni.to.ra.ção
sf (monitorar+ção) 1 Em rádio e televisão, checagem da qualidade de sons, imagens, técnicas operacionais, conteúdos do programa etc., no momento da realização. 2 Acompanhamento permanente da programação.


By Priberam.pt

( http://www.priberam.pt/dlpo/definir_resultados.aspx )

derivação fem. sing. de monitorar
derivação fem. sing. de monitorar


Comentários sem fundamentos, na verdade, que são de doer!!!

Ááááh -> GOOGLE.com.br antes de qualquer coisa hoje em dia!!!

[9] Comentário enviado por thelinux em 10/06/2008 - 09:08h

Excelente informação. Parabéns.

[10] Comentário enviado por moreni em 12/06/2008 - 14:37h

Esta muito bom mas acho que Nagios e Zabbix seram mais produtivos!
Abraços

[11] Comentário enviado por jbrasil em 17/06/2008 - 09:29h

Amigos,
Porquê gerou três informações, referente ao processador ?

CPU Livre: 0
CPU Livre: 250292k
CPU Livre: 3180620k

Obrigado.
JRoberto.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
{BANNER_MODEL3}

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts