Linux sob o ponto de vista de um iniciante

Este artigo tem a finalidade de mostrar o ponto de vista de um usuário iniciante sobre Linux.

[ Hits: 10.409 ]

Por: Fabio C Bastos em 10/11/2008 | Blog: http://khfw.wordpress.com


Ponto de vista de um iniciante



Comecei a conhecer o Linux de uma maneira diferente: trabalhando diretamente com linha de comando. Ou seja, saí do mundo bonitinho do Windows com todos os confortos, principalmente, não pensar (!), para encarar uma tela preta com um monte de caracteres estranhos.

Meu trabalho era fazer testes iniciais em servidores de internet configurados com Linux Debian e aprendi bastante, mas não tinha aplicação prática para mim pois ainda continuava usando IE, Outlook, MSN, Windows Media Player etc, ou seja, só usava Linux para o trabalho.

Como isso mudou, a ponto de eu estar publicando um artigo sobre minha experiência com Open Source? Simples, comecei a entender o conceito e pesquisar o assunto. A partir do momento em que entendi o conceito, comecei a pesquisar informações mais específicas e, claro, avaliar o impacto da mudança.

Foi aí que decidi trocar. Entendi que é melhor ter a liberdade de mexer no programa, mesmo não conhecendo muito sobre o assunto, do que sentir a impotência de ver um programa se fechar sem dar satisfação. Como aceitar que, se você não sabe o que fazer, reiniciar o computador resolve? Achava absurdo isso e o Linux me dá a possibilidade de entender o que aconteceu.

Outro dia mesmo meu Ubuntu 8.04 não montou uma partição NTFS limpa, sem SO, que uso como repositório. Fui atrás e o /etc/fstab estava alterado, a linha /dev/sdb5 não existia mais. Como consertei? Escrevi na mão a linha para montar o volume. Depois consultei os logs para entender o que aconteceu para provocar o erro: o Windows (usado por minha família) havia sido desligado incorretamente. Interessante entender o motivo das coisas acontecerem e ter a possibilidade de consertá-las.

Faz 8 meses que instalei o Linux no meu computador pessoal e fico fuçando quase todo dia, pesquisando tutoriais, dicas, sites, qualquer informação para aprender a mexer na tal linha de comando! Para aprender a montar o sistema, configurar uma rede, subir um fw, editar um Squid, escrever um shell script... Mas é pelo meu interesse não por necessidade.

O mais legal no Linux é que você pode somente instalar e usar sem entender do assunto, mas sabendo que é mais fácil de consertar, mais transparente. Você tem acesso a tudo que precisa sobre os programas que usa sem se preocupar com aquela maldita product key.

O que é mais importante aí é que, ao contrário do que pensam os não usuários de Linux, não ficamos somente na tela preta. Usamos programas normais, bonitos, funcionais. Editores de textos, planilha de cálculos, players de áudio e vídeo, navegadores etc.

A diferença entre um usuário Windows e um Linux é que o segundo tem a liberdade de aprender a configurar e consertar seu sistema. O primeiro não tem nem mesmo a liberdade de chamar o sistema de seu...

Liberdade de movimentos, liberdade de ação, liberdade de pensamento, liberdade enfim!

   

Páginas do artigo
   1. Ponto de vista de um iniciante
Outros artigos deste autor

Instalação dual boot com 2 HDs com Windows XP e Ubuntu Linux

Limitando acesso ao Team Viewer com Squid e IPTables

Mais uma análise entre Windows e Linux

Windows x Linux: pontos de vista

Leitura recomendada

Guia pós-instalação do Slackware - edição 2013

Guia Introdutório do Linux

Apresentando a distribuição OpenSuSE Linux

Funcionamento de um cluster Linux

Atualização do ZappWM 4.0 Beta (Window Manager)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por percival em 10/11/2008 - 11:14h

Isso aí !

[2] Comentário enviado por marcovinycios em 10/11/2008 - 12:45h

Cara


Me vi no seu artigo aí!!

esta também foi o principal fator que me levou a mudar para o software livre.


Parabens!!

[3] Comentário enviado por xodoboy em 10/11/2008 - 13:01h

Parabéns.

E bem vindo a liberdade.

[4] Comentário enviado por maneto em 10/11/2008 - 14:07h

mandou bem no artigo!

e é assim que a comunidade continua crescendo

[5] Comentário enviado por renna_ceguinato em 10/11/2008 - 15:44h

entrei agora no site, para procurar como faço para aprender mecher de vez com o linux, mas não apostilas tutoriais e tudo mais, estava procurando uma razão, e vi esse tópico e axei muito interessante, achei a resposta que eu procurava, obrigado por abri sua opnião com os demais usuários.

[6] Comentário enviado por removido em 10/11/2008 - 16:40h

Este é o real sentido da Sigla RTFM
Escrevi uma matéria sobre isso em outro site, para demonstrar que Linux é anti-preguiça
http://www.forum-invaders.com.br/phpBB/viewtopic.php?f=3&t=8545448


Mto bom quando alguém toma uma iniciativa desta, de abrir mão e partir pra linha de comando apenas pesquisando =)

[7] Comentário enviado por albfneto em 10/11/2008 - 19:44h

é isso, exatamente....
com windows, com MAC OS, com open solaris... vc só pode usar!
Com linux, vc pode aprender, usar, fuçar, mexer e deixar com a sua cara!
e ainda tem muitos tipos de Linux,muitas distros muitos ambientes gráficos diferentes, para vc escolher!!!!
muito legal o artigo!

[8] Comentário enviado por Teixeira em 10/11/2008 - 19:58h

Gostei.
O amigo descreveu sua experiência pessoal com muita elegência, leveza e precisão.

[9] Comentário enviado por removido em 11/11/2008 - 10:07h

Muito bom o artigo. Muito bem escrito. Parabéns.

[10] Comentário enviado por chsguitar em 11/11/2008 - 11:07h

É isso ai software livre usar, aprender, compartilhar informações. Muito bem escrito o seu atigo , complemento tambem a seguinte
questão: e o usuario comum? .
Deixa eu comtar uma historia de um usuario que comprou seu pc com Linux e que pela familia foi obrigado a mudar para Ruindowns,
o mais impressionante que nao tendo conhecimento algum sobre o winowns o usuario procurou então uma escola de informatica que lhe ensinasse
a trabalhar com o sistema , então procurou o curso mais barato e achou um curso do provopar , um orgao municipal onde existe laboratórios com o Ubuntu instalado .
Conclusão : Ele me disse se eu nao instalava o Ubuntu para ele usar pois nao estava conseguindo usar o Ruindows em sua casa e mais medisse que o ruindowns era muito complicado para mexer!.
Então o que falta para um maior uso de software livre não seria o aprendizado pra usuarios comuns,
aqueles que vao usar o Linux para seres humanos? E porque será que existem poucas escolas que ensinam o uso do Linux?

[11] Comentário enviado por facb69 em 11/11/2008 - 14:49h

Amigos, obrigado pelos elogios e contribuições.
Quero comentar a pergunta do chsquitar: "...porque será que existem poucas escolas que ensinam o uso do Linux?".
Na minha opinião, trata-se basicamente do interesse financeiro mesmo. Uma escola de informática faz parcerias e recebe "patrocínios"; é grana entrando mesmo. Eu sei pouco mas o suficiente, trabalhei em escola de informática.
O mundo, globalizado como está, gera essa dependência de negócios, um gerando o outro.
Acredito que o mais correto é o movimento subversivo mesmo, os que pensam diferente, que entendem o conceito da liberdade, que valorizam a capacidade de decidir por si próprio, devem difundir a idéia, mostrar a todos quantos possam, a beleza da liberdade.
Não nos iludamos, porém, o ser humano gosta de dinheiro, poder e status. Não acredito no fim das grandes corporações, na honestidade dos grandes empresários, na lisura e responsabilidade dos governantes. Acredito, sim, que é possível ficarmos ombro a ombro, em pé de igualdade até por que, o conceito de liberdade também vale para aqueles que preferem continuar "usuárioscravos".
É isso aí, abraço.
Fábio

[12] Comentário enviado por SamL em 11/11/2008 - 17:42h

"A diferença entre um usuário Windows e um Linux é que o segundo tem a liberdade de aprender a configurar e consertar seu sistema. O primeiro não tem nem mesmo a liberdade de chamar o sistema de seu... "

Esse paragrafo cai bem para muita gente que conheço que critica o linux sem nem conhecer o SO.
Parabens!
t+!!

[13] Comentário enviado por femars em 11/11/2008 - 18:00h

Muito legar o seu artigo, Linux é tudo isso e muito mais, mas, já paro pra pensar que a grande maioria dos usuarios não está nem aí de saber como funciona ou se o código é aberto ou fechado?! Eles simplismente querer usar e pronto, é aí que o meu ponto de vista muda um pouco, pra mim Linux existe para ser livre, mas a liberdade tem seu preço de responsabilidade, responsabilidade de pesquisar e estudar sempre (o que é mto bom!!!) Windows para ser padronizado e pratico, principalmente para usuarios finais! Por isso para a grande "massa" windows sempre vai predominar! Users Windows não querem saber de pensar ou de uma filosofia, querem orkut, msn!
Tenho certeza que muito usuario "xiitas" irão me criticar! Mas não disse além da realidade.
Nunca achei que Linux deve substituiu windows ou aocontrário... e sim um acrescentar o outro!
Abraços...
xiiico!

[14] Comentário enviado por vinipsmaker em 11/11/2008 - 21:37h

Parabéns

[15] Comentário enviado por pinduvoz em 11/11/2008 - 22:08h

Eu acho que uma das grandes barreiras para usar Linux como "usuário comum" acabou de ser quebrada pelo novo Flash 10 da Adobe, pois hoje a experiência do usuário Linux na internet é a mesma do Windows (na verdade, é melhor, pois é muito mais segura).
Outras barreiras, como a compatibilidade com o hardware, vão sendo quebradas aos poucos com o trabalho árduo de pessoas como o médico que criou o gspca, fazendo com que a maioria das webcams sejam hoje suportadas pelo Linux.
E, no final, não devem sobrar barreiras e usar Linux, mesmo "sem entender nada de Linux", vai ser uma opção de muitos tradicionais usuários do Windows, até porque, recebendo-o pré-instalado numa máquina nova (fato cada vez mais comum), não notarão diferenças que justifiquem a substituição.

[16] Comentário enviado por femars em 11/11/2008 - 23:16h

Deus te ouça amigo, mas a grande maioria que compra um pc com linux hj, formata a maquina! Ainda bem que existem programadores esforçados para mudar o quadro,
mas isso que vc disse vier mesmo acontecer, levará muito tempo, visto que nao tem apenas softwares para ser compativel, ah tb hardware, perifericos, enfim. Acredito que o
foco nao deva ser a substituicao.

[17] Comentário enviado por foguinho.peruca em 12/11/2008 - 00:28h

Olá!

Gostei do artigo! Parabéns!!!

Realmente o Linux (open source em geral) te dá essa possibilidade de estudar o sistema e ir mais a fundo e aprender. Simplesmente melhora a sua qualidade técnica e quando surge um problema normalmente tiramos de letra. Pelo menos temos a capacidade de RTFM.... não esperamos que caia do céu uma solução....

Mas eh isso
[]'s
Jeff

[18] Comentário enviado por pinduvoz em 12/11/2008 - 01:26h

http://www.vivaolinux.com.br/screenshot/Xfce-VOL-no-Aspire-One-(Linpus-Linux-Lite)/

http://www.vivaolinux.com.br/screenshot/Xfce-Ainda-o-Aspire-One.../

A máquina acima, um Acer Aspire One, eu comprei com Windows, instalado por conta do vendedor. A desculpa dele é que com Linux ficava difícil de vender.

Eu restaurei o Linux de fábrica e, após alguns hacks (Firefox 3 e Flash 10, principalmente), a utilização é muito melhor do que com Windows, cujo gerenciamento de memória "não combina" com o SSD e sua limitada velocidade de gravação.

O problema é que as fábricas que instalam Linux deveriam estar preocupadas em disponibilizar aos usuários "comuns" formas fáceis de fazer o que eu fiz (ou fazerem elas mesmas, a exemplo da DELL) e, então, o vendedor estaria "errado".

Outra coisa, alguém aqui já usou o Vista Starter Edition? É uma verdadeira bomba que deve ser substituída rapidamente por qualquer usuário que venha a recebê-lo pré-instalado, geralmente em máquinas incapazes de rodar até o XP decentemente (a MS diz que o VS roda com 256 MB).

E a mesmo coisa ocorre com algumas distros Linux que vêm com computadores baratos, especialmente aqueles primeiros do programa governamental de inclusão digital (PC para Todos).

Bom, todo este meu falatório quer dizer o seguinte: quem recebe um bom produto com SO pré-instalado, não fica louco para mudar, exceto por questões bem específicas (jogos, por exemplo). Já um mal produto...

E um adendo: eu também penso que o foco dos usuários Linux não deveria ser convencer os usuários Windows a adotá-lo; deveria ser o esclarecimento no sentido de que o Linux, hoje, para o uso "desktop padrão" (e-mail, internet, office, multimídia e "alguns" jogos), é uma opção utilizável por pessoas comuns (não precisa ser gênio), barata (geralmente é de graça), segura e não tão exigente em matéria de hardware quanto os concorrentes (Vista, do Home Basic para cima, e OSX, que usa hardware proprietário e caro).

Até.

[19] Comentário enviado por removido em 12/11/2008 - 15:22h

Lindo o Artigo. Você escreve muito bem, heheh.

[20] Comentário enviado por facb69 em 12/11/2008 - 16:38h

lacey, obrigado pelo elogio.
Espero que seja somente o primeiro.

[]s
Fábio

[21] Comentário enviado por igormp em 13/11/2008 - 10:52h

esse comentario foi simplesmente espetacular maravilhoso eu estava algum tempo parado com linux mais agora estou com força total, e esse tipo de comentario só ajuda a vermos que somos livre e que podemos usar linux somente linux no nosso desktop.
parabéns!!!

[22] Comentário enviado por Brazilian em 18/02/2009 - 00:32h

Como um dos amigos citaram acima também me ví no teu artigo.
Sou iniciante com o linux e teu texto reanimou meus pensamentos.
wlw

Viva a Liberdade.

[23] Comentário enviado por alisson.cr em 02/06/2009 - 14:41h

Amigo,

Vi minha história a uns 3 anos atrás :D
Quebre as correntes, viva a liberdade!

Sds.
Alisson Cardoso da Rosa

[24] Comentário enviado por fernandoamador em 08/07/2009 - 20:49h

VIva a liberdade....

[25] Comentário enviado por Alexandra241 em 25/05/2011 - 18:31h

Artigo antigo, mas legal demais!

[26] Comentário enviado por facb69 em 26/05/2011 - 08:19h

Valeu, Alexandra.

[27] Comentário enviado por 4tentativa em 11/07/2013 - 10:27h

Oi, Fábio!

Muito boa a sua visão. Estou no caminho do 'iniciante do iniciante' e considero-me neste grupo: “melhor ter a liberdade de mexer no programa, mesmo não conhecendo muito sobre o assunto, do que sentir a impotência de ver um programa se fechar sem dar satisfação”. Só tenho a acrescentar que, no meu caso, não sei nada, ou melhor, quase nada. Ando lendo bastante, Guia Foca, artigos, manuais das distros (mesmo as distros que não estou usando) etc.
E matou quando falou sobre o outro, que “não tem nem mesmo a liberdade de chamar o sistema de seu... “.

bjs

[28] Comentário enviado por facb69 em 17/07/2013 - 13:29h

Obrigado, litereart.
Veja que já se passaram quase 5 anos desde que publiquei o artigo mas nada mudou em essência. Continuo com as mesmas opiniões e posturas. A diferença é que agora eu já sei mexer bem mais no sistema...kkk
Inclusive estou finalizando alguns cursos na área de servidores com vistas a obter uma certificação Linux no final do ano.
E os meus computadores continuam rodando somente Linux!
Abraço.
Fábio


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts