Línux: Um SO, um mercado ou uma realidade?

O que o Linux representa para você hoje em termos de sistema operacional, mercado de trabalho e principalmente, na sua personalidade?

[ Hits: 7.450 ]

Por: ALEXANDRE LEAL CARDOSO em 20/03/2008


Linux: Um SO, um Mercado ou uma Realidade?



Há muito tempo atrás, aproximadamente uns 4 anos, ouvi falar sorrateiramente sobre um tal de Linux (no meu entendimento como um simples usuário de Windows, não passaria de um programa como winamp, word ou coisa parecida) e quando tive uma conversa com um grande amigo, do ramo da informática, ele me perguntou o que eu achei do Linux, lembro que ele tinha me dito que tinha guardado em seus "arquivos" uma revista chamada Linux, exemplar nº 01, eu sem saber responder disse:

"O que é isso? Nunca usei não."

Agora dando um salto enorme a uma época mais atual, sei muito bem o que é um "Linux", quem o criou, quem são seus maiores desenvolvedores, e por aí vai essa "carrada" (como falamos no interior de Goiás) de informação que tende somente a triplicar dia a dia em toda forma expressão, seja musical, científica e outros tantos ramos de comunicação do ser humano.

Há muito tempo estive conversando com ele sobre a utilização do Linux como único sistema operacional (no lugar do Windows), até para testar como seria isso, mas ele me disse:

"_ Kara, não tenho vontade não de mexer com isso, por que no Windows já tenho tudo pronto e planejado."

Então resolvi conversar com um outro colega, que também é do ramo da informática e ele me disse, "olha só, já tenho um Linux!" eu observei aquele design, visual tão diferente do Windows e com uma qualidade exemplar de cores que então do nada decidi:

"_ Eu também quero um!!!!!!!!!"

Acho que esta foi minha maior ilusão, eu mal tinha conhecimento concreto de instalar um Windows, imagina um SO novo, em primeiras distribuições, quase que praticamente todos os comandos eram em modo texto e ave-maria, não aceitava placa nenhuma do micro...

Então esta peleja de tentar instalar um Linux "desktop" durou-se uns três anos... Tentativas e mais tentativas e nada de conseguir um Linux que funcionasse aos meus desejos.

Bom, agora em um salto "temporal" e "tecnológico" o Linux transformou-se de um modo que tudo que eu temia "ontem" eu quero ter "hoje", e foi assim não só pra mim que estou utilizando uma distribuição Linux a pouco mais de 5 dias (e sem Windows, estou apenas com o Kurumin Linux), mas também para tantos outros no mesmo caso que eu.

Hoje temos fóruns aos montes na net nos auxiliando nas mais diversas dúvidas sobre o SO, sobre como instalar, como fazer, como desfazer e por aí vai.

E pra finalizar a história, hoje, as mais diversas distribuições estão cada vez mais amigáveis, cada vez mais "amistosas" aos olhos de simples usuários como eu, que provavelmente são tão desacreditados em estar usando o Linux ao invés do tão "maravilhoso" e "megalossauro" Windows (que não me canso de dizer que nos EUA, onde foi criado, ele não é o líder de mercado, la quem manda é a APPLE/MAC OS).

Só que como eu estava falando, as demais empresas vendo que a criação de Linus Torvalds tem muito a "ganhar" resolveram criar suas próprias distros então o inevitável aconteceu:

O tão solitário "Pinguim" deixou de ser um mero sorrateiro OS, e ganhou mais dois níveis, que é uma coisa que o nosso mundo Capitalista mais tem feito nos seus vários séculos de existência, promoveu o nosso "Penguin System" além de OS, ele agora é um novo mercado e lógicamente uma nova realidade no mundo do vale do cilício.

Hoje em dia as empresas ganham muito tendo seus sistemas operacionais Linux rodando em 9 de cada 10 servidores do mundo (se não me engano), e lógico, podendo vender suas distros a preços mais em conta que o Windows da Microsoft e também, fazendo com que a gigante "Microsoft" chegue a pensar em criar uma distro Linux (só acredito vendo) e principalmente, mostrando uma realidade atual que pra mim já vem desde o fim da 2ª guerra mundial, a globalização.

A globalização que temos hoje, foi imposta não só pelo medo de uma terceira guerra nuclear, mas também por um crescente "desejo" dos vários países do mundo em um crescente desenvolvimento tecnológico, que hoje temos EUA, Japão e até uma Índia e Coréia do Sul se destacando como os grandes nomes da tecnologia mundial, vendendo micros, softwares e diversos produtos do ramo aos montes e mostrando que a realidade é união dos povos, dos micros através da net e agora dos sistemas operacionais, como é o caso do Linux, que tem desenvolvedores "unknown" por todos os cantos do mundo.

Desde quando a antiga URSS se comprometeu a dissolver seus poderes sobre suas diversas "filhas repreendidas", quando os EUA resolveu produzir os melhores produtos do mundo em diversas áreas e ter seu PIB cerca de 20 vezes maior que o do Brasil, e o Japão mostrou que quem tem que abrir os olhos "somos nós" e não eles, e vários países da Europa se uniram e formando o primeiro mercado comum do planeta, e a América do Sul se viu obrigado a imitá-los, temos apenas uma realidade atual:

Como disse Lenin em um de seus "comícios políticos" na década de 20:

"_ Trabalhadores, uni-vos! "

Tudo hoje no mundo está ligado, seja pela política, tecnologia ou até mesmo nos problemas (que agora são chamados de problemas globais), o Linux está nos dando uma lição de união, lição de como vender sem "ofender" e principalmente continuando uma realidade que já a muito tempo vem se "construindo" a "união de todos em prol de todos".

Alexandre Leal Cardoso
Administrador de empresas
Usuário do fórum do guia do hardware (salcs8)

   

Páginas do artigo
   1. Linux: Um SO, um Mercado ou uma Realidade?
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Windows é mais fácil que Linux!? Tá louco!? Você sabe ler!?

Por que não migram

O Linux está pronto para desktop, mas não está pronto para usuário contaminado

Linux na automação comercial: estamos preparados?

Candidato entra com ação no TSE para prestar contas sem usar Microsoft Windows

  
Comentários
[1] Comentário enviado por stremer em 20/03/2008 - 16:48h

Olha cara, até é interessante e bonito tudo que você escreveu, mas eu discordo de alguns pontos.
Primeiro que o linux já existe a muito tempo e eu tive o primeiro contato com ele em 96. Naquela epoca linux não tinha quase nada para ele e o windows era o software mais usado no mundo e o windows 95 até era um bom software para a época.
O linux não cresce somente por ser gratuito mas pelo fato de se adequar do jeito que se quer e para muitas empresas é mais barato "patrocinar" algo que ja existe e funciona doque criarem seu sistema operacional do zero, vide a novell e a ibm que agora são a favor do linux.
Alguns erros no seu artigo. O MacOs não domina o mercado nem mesmo nos eua embora la tenha mais mercado dele doque no resto do mundo. O windows é melhor que o Mac e deu mais certo que o Mac pelo simples motivo de ele rodar em qualquer lugar, em qualquer PC (que é barato) e o Mac é restrito ao seu hardware caro. Você assistiu piratas do vale do silicio? La da pra entender um pouco melhor a história.
Outra que o Linux vai demorar muito para substituir o Windows pq ele ainda precisa evoluir em muita coisa. Embora eu tenha somente linux instalado em meu PC pois trabalho com desenvolvimento de software e simpatizo com ele e nele tem tudo que EU PRECISO, existem muitas ferramentas de Mac e Windows que não tem nada próximo pra linux, vide por exemplo o AutoCad e o Adobe Photoshop (o gimp não chega nem perto, só perguntar para quem realmente trabalha com isso).
O linux tbem passa longe de muita empresa "séria" como servidor. O linux não é usado de 9 em 10 servidores. Grande parte utiliza principalmente Solaris (principalmente bancos), alguns casos o openBsd (que é aberto). O linux domina a parte de servidor mais para pequenas e médias empresas e geralmente o motivo é custo e por ter uma ótima solução web e rodar java tão bem quanto o windows.

Aceite como uma critica construtiva pois todos nós amamos o linux e apostamos nele, mas temos que batalhar com ele para chegar longe mas dentro da realidade e aceitar que vai demorar para ele "Dominar tudo".As vezes o coração fala mais alto. :)

[2] Comentário enviado por pes em 20/03/2008 - 17:07h

Rapaz... parabéns pelo seu artigo... gostei mesmo!
Gostaria de, não querendo fazer propaganda mas já fazendo, que abri uma empresa aqui na minha cidade, a qual é pioneira em uso somente de software livre na cidade..
Só usamos softwares livres aqui, tanto pra prestação de serviços, como pra clientes finais e uso próprio nosso também.

Estou no ultimo ano de sistemas de informação e meu TCC (trabalho de conclusão de curso) é também em software livre. Estou desenvolvendo uma distribuição a partir do Debian, pra uso em laboratórios de informática de cursos superiores e, mostrando com esse projeto, o poder e a infinita mobilidade que o Linux tem.

Parabéns mais uma vez pelo seu artigo e queria dizer que é de cabeças como a sua que o Brasil precisa...

[]'s

[3] Comentário enviado por Admardo Siqueira em 20/03/2008 - 17:38h

Bem...

"Hoje em dia as empresas ganham muito tendo seus sistemas operacionais Linux rodando em 9 de cada 10 servidores do mundo (se não me engano), e lógico, podendo VENDER suas distros a preços mais em conta que o Windows"

um empresa pode até vender o serviço prestado... mas incluir nisso a venda da distro do GNU/Linux.. pelo que penso ta errado... uma vez que uma das principais caracteristicas desde o surgimento do GNU/Linux é sua gratuidade...

Então, uma empresa vai lá, cria uma distro, VENDE.... e disponibiliza do código fonte da distro criada???

Algo que não da para aceitar....

Visto que somos "pinguins livres" !!

[4] Comentário enviado por cruzeirense em 20/03/2008 - 17:54h

livre não é sinônimo de gratuito...

[5] Comentário enviado por E Júnior em 20/03/2008 - 18:23h

Não que eu concorde plenamente com o Alexandre. Mas gostaria de colocar algumas observações no comentário do Stremer.
(1) Acho um erro dizer que o "Windows é melhor que Mac". Isso é relativo. Uma coisa é o sistema ser popular, ou é qualidade do sistema. Falando puramente sobre o sistema, (sem levar o conta o hadware) o MacOS é melhor, só não acho legal a restrição da Apple quanto ao hadware.
(2) O Windows 95 e até o 98 era famoso pelos seus travamentos e tela azul.
Como ele "era bom para a época"?
(3) Quanto a OS para desenvolvimento, principalmente programação. O Linux é muito bom. No Windows não encontro um nenhum simples editor com a qualidade do Kate. No Linux você pode usar o Eclipse(também no Windows), KDevelop, Nvu(também no Windows), Wxwidgets, só para citar alguns exemplos. Em suma, prefiro o Linux na hora de programar.
(4) Dizer que o Gimp não chega nem perto acho ser um exagero. É verdade que o Gimp não tem nativamento CMYK(Para em impressão gráfica de 4 cores), embora isso possa ser contornado. O Gimp é rico em recursos para criar e editar imagens, e tratamento de fotos. Alguns recursos do Photoshop o Gimp não tem, e vice-versa. Além disso, podemos contar com o Pixel, embora seja pago tem CMYK. Sem falar que você pode rodar o Photoshop no Linux via Wine, (Por falar em Wine vêm aí a versão 1.0).
(5) Quanto a servidores, não tenho no momento nenhuma estatística. Mas o fato é que grandes empresas usam o Linux tanto como servidor como Desktop. Um bom exemplo disso é o Banco do Brasil, onde o servidor é Linux, e atualmente os terminais estão mudando para o sistema do Pinguim. Até aqui em minha cidade as máquinas do BB rodam Linux.

[6] Comentário enviado por izavos em 20/03/2008 - 18:53h

Meu caro “salcs8“ seu artigo e bem questionável suas afirmacões sobre mercado e globalização são um desastre.

A globalização começou com os “Fenícios”, seque texto abaixo !

“A Fenícia foi um antigo reino cujo centro se situava na planície costeira do que é hoje o Líbano, no Mediterrâneo oriental. Esta civilização desenvolveu-se entre os séculos X e V a.C., estabelecendo colónias em todo o norte de África e sul da Europa”.

Sua afirmação:

“A globalização que temos hoje, foi imposta não só pelo medo de uma terceira guerra nuclear, “

Onde foi a 1º e a 2º guerra, correção “hecatombe nuclear” ???

O “MAC” nunca domino o mercado americano apesar de ser muito popular e até ser relativamente barato para os mercados de 1º mundo.

Apple tem tem sim nixo de mercados onde o Windows não tem força para competir com a qualidade dos mesmos.

A qual conheço e muito bem pôs programei para os Apple 2 durante um bom tempo !

A afirmação do amigo “stremer “ que “O windows é melhor que o Mac e deu mais certo que o Mac pelo simples motivo de ele rodar em qualquer lugar, em qualquer PC (que é barato)“ não tem fundamento.

O filme “piratas do vale do silicio“ e tendencioso porque mostra o Jobs e o Woz como sendo uma dupla de nerdes alienados e Bill como um trapaceiro.

Jobs “Apple” é muito pior que Bill em muitos aspectos quem conhece a historia desta figura sabe bem que ele realmente é.

Grandes corporações usam sistemas “UNIX” da SUN, IBM e HP porque os computadores e os sistemas foram projetados uma para ou outro, pela qualidade dos sistema e outras que nao cabem enumerar aqui.

Minha sugestão para todos que se dispõe para escrever e considero um mérito elogiável para cada um.

Pesquisem com mais cuidado sobre o assunto em questão antes de fazer afirmações.

Aproposito seus colegas da areá de informática que deram certas opiniões sobre o Linux, esses sim deveria estudar mais!

[7] Comentário enviado por dbahiaz em 20/03/2008 - 19:40h

Gostei do que li, simplesmente pelo motivo de ter sido escrito por um "novato em linux", e por ter tido coragem de recomeçar no novo OS, eu tb estou passando por esse recomeço, ja que tinha me aventurado em 2004, e retornei no final de 2006, e simplesmente de lá pra ka, minha vida enfrente o pc, é uns 90% no linux,e não uso o linux profissionalmente, por isso entendo o seu ponto de vista.
Só discordando de alguns comentarios anteriores, sua visão de globalização não esta tão errada quanto foram ditas, ja que esse termo empregado é muito recente , e somente hj em dia ficou bastante difundido. Quem aqui com mais de 30anos lembra desse termo globalização na decada de 80, como é dito hj em dia? Eu não lembro.

A wikipedia tb não desmente o texto dele:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Globaliza%C3%A7%C3%A3o

ps:Empresas "serias" usam sim, servidores linux, não sei se 9 entre 10, vide Oi, globo.com, uol,terra,google,vol etc...

[8] Comentário enviado por stremer em 20/03/2008 - 19:48h

Desculpe pela minha afirmação, lendo a frase agora vi que tentei falar uma coisa e deu a entender outra. Na verdade quando digo Windows melhor que Mac não é por ser melhor em qualidade, pois windows sempre foi uma porcaria (mesmo na época do 95), porém pelos recursos que ele fornecia na época mesmo "meia boca" e pelo fato de ter grande compatibilidade com hardware, dentre inumeras outras coisas, ele se tornou tão utilizado e acaba sendo "melhor" pela grande variadade de softwares. Mac é mto melhor que windows, ja tabalhei em algumas grandes empresas que usavam photoshop no Mac e os profissionais diziam que o Gimp não chegava perto, eu mesmo, pelo meu pouco conhecimento nestas ferramentas nada posso afirmar pois para oque sei fazer o gimp me atende perfeitamente, da mesma forma que pra mim autocad é grego. O filme piratas do vale do silicio pode ter algumas "mentiras" mas tem a ver com a história sim (embora eu não tenha vivido tanto assim ainda e ter começado na informática somente em 90). Quanto ao windows ter dado certo por ser "barato" seja em N motivos, como custo do hardware, compatibilidade, disponbilizar recursos na época X, a velha história da linha do tempo. O Mac pode ter sido mais pioneiro em outras coisas, porém pelo custo mais alto não se tornou "padrão" como o windows, afinal 92% dos computadores no mundo hoje ainda usam windows (computadores desktop e não servidores). Quanto a preferir o linux pra programar, em nenhum momento eu falei que preferia windows, em casa não possuo windows e trabalho com desenvolvimento C/C++ e Java e no caso C/C++ tbem em plataforma windows e acho uma porcaria, porém vende aquilo onde se tem mais compatibilidade e no meu caso tenho de atender a todos.
Quanto ao linux eu defendo o uso e gosto muito, e acho mto melhor que windows em quase tudo, porém ainda tem mto a evoluir principalmente para o usuário do dia-a-dia.

[9] Comentário enviado por stremer em 20/03/2008 - 19:56h

ah quando falei empresas sérias, acho que não foi o termo mais adequado, tem mta empresa grande e séria usando linux, acho que o termo correto seria para "aplicações de GRANDE RISCO"

[10] Comentário enviado por Admardo Siqueira em 20/03/2008 - 20:27h

Então se...

"livre não é sinônimo de gratuito..."

Prefiro não comentar + nada.. até pq estamos aki por um motivo único e que não é o de competir entre nós

Se bem que realmente não são sinônimos, no entanto... a definição dos seus significados tendem a um único caminho....

[11] Comentário enviado por stremer em 20/03/2008 - 20:33h

o fato não é livre ou gratuito e sim software livre diferente de software gratuito que também é diferente de software aberto (ou open source).

[12] Comentário enviado por Gilmar_GNU/Slack em 25/03/2008 - 14:46h

ANtes eu nunca soube que existia Linux!
Só soube de sua existência depois que eu li uma revista chamada ação que tinha uma rádio em um gueto de são paulo que usa linux na sua radio !
Vi umas umagens e umas interfaces gráficas bem legais!
E assim acabei me interessando e procurei saber mais sobre o sistema!
No meu 1 ano do ensino médio eu COmeçei aprendendo na prática que na escola nos computadores de lá usavam o Famelix, não gostei !
mais continuei tentando !
Acabei passando para o kuruminna epoca 6.0 acabei gostando, por causa da praticidade e tambmém aprendi a usar o terminal apartir dele.
E acabei me interessando mais e mais pelo sistema !
, mais o pessoal na escola não gostou muito e acabou colocando o windows xp nas maquinas !
Menos em uma que eu pedi a direção da escola para deixar o Linux1
Realmente achei um novo desafio, pois ficar na mesma não dava !
E assim fui usando e aprendendo mais e mais até mudar de distro !
Acabei indo aprender mais sobre o conectiva, mais só na teoria .
Depois de um tempo usei a versões do mandriva 2006 até o 2007.
To usando agora o Back | Track 2.0 .
Bem interessante e todas as ferramentas de modo texto que eu preciso sem precisar ir sempr que digitar no terminal, assim adianta o lado sem precisar sempre estar lembrando !..

O Sistema me mostrou um novo desafio que eu procurava e ta me proporcionando um bom conhecimento.
Apartir dele eu conheci outros sistema que nem sabia que existiam e também que são usados até hoje !

Espero que aqueles que procuram desafios procurem o linux, não por moda ou por que ta no mercado mais sim para poder Aprender mais sobre sistema de computadores !

[13] Comentário enviado por stremer em 25/03/2008 - 15:07h

caro amigo mestre_gaara, concordo com você. Quanto mais conhecimento melhor. Conhecer linux é bom pq funciona em PCs comuns, é de facil instalação, tem mto programa, mto recurso, etc etc etc. Se vc conhecer linux, com certeza aprenderá e pelo menos irá se virar (como a maioria dos usuários comuns fazem que é saber o uso basico do windows) em varios outros sistemas *nix. Por exemplo bsds, hpux, solaris, mac osx, etc etc ou seja, conhecimento nunca é de mais.
Outra coisa legal é que mexer no pc por hobby é aprender a mudar, explorar, melhorar, e nada melhor q o linux (que novamente vem por sua vasta quantidade de softwares). O windows é fechado e restrito ao "mundinho" dele.
Por outro lado é bom lembrar que "cada cabeça uma sentença" e o linux ainda precisa comer muito feijão com arroz para ser melhor doque outros sistemas e mesmo em desktop para ser melhor que windows em algumas coisas, por isso, nunca seja fanatico, conheca as ferramentas e saiba o melhor uso para elas. Um carro de corrida é pessimo para fazer rallye, já um jipe em um autódromo com certeza irá chegar em ultimo lugar, lembre-se disso.

[14] Comentário enviado por stremer em 25/03/2008 - 15:12h

Quanto ao linux estar na moda. Ao meu ver ele nunca esteve na moda, e nem mesmo esta. Acho somente que tudo evoluiu. Antigamente não se vendia computadores no supermercado, e hj, se vende, vai vender com diversas opções. Claro que o fato de um linux ser gratis ajudou a ele aparecer nos supermercados, mas do jeito que esta sendo mostrado esta mais atrapalhando doque ajudando. Lembro que em 96 qdo tive meu primeiro contato com linux, mta gente estava migrando para windows 95 e alguns insistiam no os/2. Na epoca se falava do linux como se fala hoje, só que o mundo da informatica era mais restrito e dos geeks mais ainda, hoje o numero de usuarios é maior, mas a proporção é a mesma. Em meados de 99/2000 linux saia em tudo quanto é revista, mas e usar de verdade. Ta bom, hoje o uso é maior e ja é possivel manter um desktop linux para tudo, mas só para ver como o uso esta demorando pra crescer, hj 7% dos computadores ja sao windows vista e somente 3,4 são linux e 3,6 são mac, ou seja, se somar todos os linux e mac (que tem gente usando faz teeeemmmmpoooo) não chega ao uso do windows vista que não tem muito mais que 1 ano.
Linux não esta na moda, linux é uma alternativa hoje, um pouco mais real para desktops. Em servidores linux já é mto usado (e acho até que o mais usado) faz tempo, ou seja uma realidade.

[15] Comentário enviado por Gilmar_GNU/Slack em 28/03/2008 - 08:54h

Obrigado por me abrir um pouco os olhos stremer .
Mais e aquela coisa isso realmente me diferancia dos usuáriso comuns !
Faço a minha parte...
Mais apesar disso hoje eu mostro aos meus amigos o que o linux tem de bom..
Quando chegam aqui em casa ele tem que usar o linux mesmo !
Sem perceber eu mostro as coisinhas para eles fazerem manualmente também !
e acabam se acostumando !
^^


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts