Linux Básico na Educação a Distância

O conhecimento é a base para o desenvolvimento de qualquer nação e a medida que se aumenta o conhecimento científico, aumenta-se a renda e a qualidade de vida.

[ Hits: 6.901 ]

Por: mozartc c em 30/11/2010


Introdução



O conhecimento é a base para o desenvolvimento de qualquer nação e a medida que se aumenta o conhecimento científico aumenta-se a renda e a qualidade de vida.

A educação a distância mediada pelo uso das tecnologias viabiliza o acesso a educação para àqueles que por motivos diversos não podem estudar, fatores como tempo, finanças a até mesmo distância física de grandes centros e/ou instituições de ensino, podem ser amenizadas com esta modalidade de ensino.

Com o objetivo de demonstrar os benefícios do sistema operacional Linux proporcionando ao aluno uma ampla visão sobre este sistema operacional, capacitando-o para realização das tarefas diárias na utilização do sistema, a educação a distância propicia ao ser humano subsídios intelectuais necessários a sua formação crítica, de forma a prepará-lo para conhecimentos futuros que venham a preencher sua vida particular e social é sem dúvida a maneira mais correta para que as novas formas de conhecimento possam ser disseminadas, divulgadas e apreendidas, o que nos moldes da EAD pode verificar-se com clareza.

A carência de profissionais em Linux no mercado de trabalho brasileiro cresce 30% ao ano e já está em 64% das empresas no Brasil segundo dados do IDC 2006 (International Data Corporation), disponível no site da associação software livre do Paraná.

No Brasil, após a migração para o software livre Linux realizada pelo Governo Federal nos mais diversos escalões como Policia Federal, Exército, SERPRO dentre outros, observa-se com maior frequência a cobrança em concursos públicos do sistema operacional Linux, tornando-se comum a exigência em editais por este conhecimento básico do referido sistema.

Não somente em órgãos públicos mas segundo o ISTF (Fórum de Segurança da Informação), a falta de mão-de-obra especializada é hoje um grande empecilho a uma maior utilização do software livre pelas empresas brasileiras, pelo menos na opinião de quem já utiliza o sistema operacional, informa o estudo.

A virtualização de ambientes educacionais através da educação a distância com um novo conceito de pedagogia construtivista moldada na comunicação interativa entre professores e alunos segundo suas necessidades e expectativas norteiam este trabalho promovendo o senso crítico, a troca de experiencias e habilidades com foco na aprendizagem e não ao ensino, incentivando o uso do software livre Linux, propiciando aos alunos, oportunidades de debater sobre situações e alternativas que favoreçam sua formação e estimulando o estudo do software livre Linux, suas variações e possibilidades na área de redes e segurança.

Mozart Cobo S. Junior

Especialista em Educação a Distância

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Linux para sua empresa

RedBug: Lista dos autores de artigos sorteados do mês

Linux e Software Livre na libertação de presos: "viva a liberdade!"

Como tornar o Linux mais comercial em pequenas e médias empresas

OpenSOLARIS - que sistema é esse que quer "desbancar" o Linux?

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 01/12/2010 - 14:59h

Esse artigo tem somente 27 linhas,o Fabio disse uma vez, que todo artigo tinha que ter no mínimo 65 linhas.

[2] Comentário enviado por fhespanhol em 01/12/2010 - 20:23h

Este artigo é um toque que o mozartc está dando. A respeito da necessidade de formação profissional especializada em Linux cuja carência no mercado cresce a cada ano, excelente dica para os jovens que pretendem entrar no mercado de trabalho atualmente é por isso que o artigo foi publicado independentemente dele ter somente 27 linhas. Pois o que conta não é a quantidade de linhas escritas e sim o conteúdo existente nelas.

[3] Comentário enviado por nicolo em 02/12/2010 - 11:17h

O autor escreveu:
"a falta de mão-de-obra especializada é hoje um grande empecilho a uma maior utilização do software livre pelas empresas brasileiras,"

Só esta frase ja diz muito e poderia ter sido desenvolvida nos seus desdobramentos. Algo assim:

A recíproca: O software livre depende de máo de obra especializada (e não de uma evolução darwiniana da inteligência média do usuário comum.)
Logo: É responsabilidade de profissional assumir o ônus do sucesso. (e não empurrar a responsabilidade para os usuários comuns como se eles fossem partisans
de uma guerrilha heróica, ou algo do gênero.)

Taí , gostei do artigo, tá suscinto , no enrolation.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts