Instalando o Debian Etch sem o Gnome

Por padrão o Debian Etch vem acompanhado do Gnome como gerenciador de janelas. Este artigo é direcionado para aqueles que curtem o KDE e querem uma instalação limpa do Debian Etch já com o KDE.

[ Hits: 37.565 ]

Por: Valério Dias em 02/10/2007


Instalando o KDE sem o Gnome - instalando o KDE



Você pode usar tanto o aptitude quanto o apt-get, no meu caso eu usei o aptitude, que gerencia melhor as dependências. Na verdade o aptitude faz o download de todos os pacotes relacionados ao pacote-base, ou seja, enquanto que no apt-get ele baixa os pacotes necessários, mas recomenda ou sugere o download de pacotes associados, no aptitude são instalados os pacotes necessários, sugeridos e recomendados incondicionalmente, o que irá gerá um volume de arquivos maior e exigirá mais espaço em disco, portanto fica aí a escolha entre usar o apt-get (modo "econômico") ou o aptitude (modo "beberrão" :-P). No caso de desejar um KDE completo com suporte ao português do Brasil incluído digite:

# aptitude install kde kde-i18n-ptbr

Se preferir um KDE "light" digite:

# aptitude install kdebase kde-i18n-ptbr

Cabe agora uma explicação: se você iniciou a instalação usando o DVD/CD, ele será necessário nesta etapa. No caso de ter optado por utilizar um espelho de rede durante a instalação, o aptitude fará o download de arquivos complementares e/ou atualizados em relação ao software contido no DVD/CDs, mas o grosso da instalação será feita mesmo pelo DVD/CDs.

No caso dos usuários do CD netinst, a escolha do espelho de rede é desejável, já que o CD netinst só contém o software básico, os demais pacotes serão disponibilizados via Internet. Um sistema Debian instalado pelo CD NetInst será montado basicamente através dos repositórios do apt-get/aptitude/synaptic ou pela adição de qualquer das mídias de instalação do Debian acrescentadas mais tarde no /etc/sources.list.

Para as instalações feitas via DVD/CDs, será feito um download de uns 80MB, o resto dos arquivos serão obtidos do DVD/CDs, no caso da instalação netinst, por baixo uns 250-300MB de arquivos serão baixados.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Instalando o KDE numa base já estabelecida do Debian
   3. Instalando o KDE sem o Gnome - mídias necessárias
   4. Instalando o KDE sem o Gnome - instalando o sistema-base do Debian
   5. Instalando o KDE sem o Gnome - instalando o KDE
   6. Configurando o servidor gráfico
   7. Finalizando
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Suporte multimídia e dicas de uso comum para o Ubuntu 11.04

Configurando o CACIC (parte 1)

Dúvidas freqüentes após instalação do Linux

Aplicações Windows em ambiente Linux com SeamlessRDP

Instalando e configurando um servidor Jabber

  
Comentários
[1] Comentário enviado por mortanaz em 02/10/2007 - 08:24h

no site www.debian.org tem opção para baixar o cd1 do debian com o KDE, e é bem enxuto.... e tão facil de instalar quanto gnome..

[2] Comentário enviado por lipecys em 02/10/2007 - 08:31h

Valew a dica, muito bom..........

[3] Comentário enviado por removido em 02/10/2007 - 15:29h

Já foi para os meus favoritos.

sniper!

[4] Comentário enviado por dbahiaz em 02/10/2007 - 23:07h

Ola Milk2Can, tudo bom, eu tenho uma dúvida quanto ao uso do apt, veja, vc usou o aptitude e apt-get no artigo, ja li em alguns lugares e aqui mesmo no vol, que o uso do apt-get no debian etch poderia quebrar o sistema,pois, a propria equipe do debian recomenda o uso do aptitude, isso procede? E pq não usou um como padrão, pelo que ja li, eles resolvem pedências de maneira diferente, abraço e agradeço se poder me tirar essa duvida.

[5] Comentário enviado por flpe007 em 03/10/2007 - 09:31h

Muito Bom!!!
é uma baita mão na roda!!!
parabéns!!!

[6] Comentário enviado por milk2can em 03/10/2007 - 19:07h

Opa, então...

Em primeiro lugar quero agradecer pelos comentários.

dbahiaz, não sou um usuário avançado de Linux tal como sou de Windows, mas pelo que eu já li a respeito do apt-get, quando você o usa para instalar pacotes mantendo os repositórios em Stable, a quebra do sistema é rara. Por exemplo o Kurumin era sempre baseado nas versões Testing do Debian e um simples apt-get upgrade ou dist-upgrade era uma questão de loteria, eu mesmo já tive problemas em rodar um dist-upgrade nas versões anteriores ao 7. A partir do Kurumin 7 o sistema passou a se "espelhar" no Stable atual, ou seja, o Debian Etch, então a chance de quebra do sistema pelo uso do apt-get no Kurumin/Debian Etch é mínima. Pelo menos no Etch o apt-get nunca quebrou o sistema.

No tutorial eu usei o aptitude, mas deixei claro que o uso do apt-get também caberia ao caso. De fato reconheço que fui um pouco imprudente em ter usado no texto o aptitude ao invés do sempre padrão apt-get, apesar de que o apt-get instala apenas os pacotes necessários para que um determinado programa funcione, enquanto que o aptitude instala o "kit" completo do programa, instalando também pacotes que no apt-get seriam considerados como SUGERIDOS e RECOMENDADOS.


Contribuir com comentário