Instalando Squid a partir do código fonte

Este artigo visa ensinar a iniciantes como instalar o Squid pelo código fonte. Apesar das principais distribuições Linux manterem versões pré-compiladas do Squid em seus repositórios, muitas vezes precisamos de recursos que não foram habilitados na compilação. A saída é compilar o Squid "no braço".

[ Hits: 42.922 ]

Por: Ronaldo Moraes Junior em 01/02/2010


Introdução, pré-requisitos e obtendo o Squid



Existem centenas de tutorias pela internet ensinando como instalar e/ou configurar o Squid, porém a maioria ensina como obtê-lo a partir dos repositórios das distribuições mais usadas. No entanto, em alguns momentos nos deparamos com a necessidade de algumas funções mais específicas do Squid e eventualmente descobrimos que a versão pré-compilada obtida através dos repositórios não vem com aquela opção habilitada durante a compilação. A saída acaba sendo recompilar o Squid na mão, o que pode acabar se tornando uma tarefa meio árdua para iniciantes.

Este tutorial se propõe a auxiliar a quem está aprendendo a usar o Squid, servindo como base para o aprendizado. Não pretendo aqui explorar todas as opções do Squid e sim criar uma configuração inicial para que a partir daí seja possível que cada um "caminhe com as próprias pernas".

Pré requisitos:

Para a compilação é necessário obviamente que exista um compilador instalado na máquina (gcc), binutils, o aplicativo make e, de acordo com o site do Squid, também o Perl (instale também a versão dev ou devel, dependendo da sua distribuição).

Obtendo o Squid:

A versão mais recente do Squid pode ser obtida no site oficial em www.squid-cache.org. Procure pelas versões estáveis do Squid. Aqui estou utilizando a versão 3.0.STABLE20.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução, pré-requisitos e obtendo o Squid
   2. Compilando o Squid
   3. Configurando o Squid
   4. Mais algumas dicas
   5. Conclusão
Outros artigos deste autor

DVDAuthor: Como autorar DVDs no Linux

WebHTB - Controle de banda de internet

Leitura recomendada

Projeto Squid

Como fazer o Squid funcionar da maneira mais simples possível no Xubuntu e derivados

Squid 3 como proxy transparente + firewall Iptables

Instalação e configuração do Squid no Fedora

Proxy transparente com Squid 2.6 e FWBuilder

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fate em 02/02/2010 - 17:50h

Ótimo, posso aplicar este artigo em qualquer distro. Assim deveriam ser todos os artigos do VOL.

nota 10


Contribuir com comentário