Instalação do Wonderland Server

O projeto Wonderland é uma plataforma virtual 3D que permite a interação com outras pessoas por meio de aplicações compartilhadas e comunicação por voz, tudo em tempo real.

[ Hits: 17.661 ]

Por: Luiz Vieira em 12/01/2010 | Blog: http://hackproofing.blogspot.com/


Instalação do servidor



Nota: ao momento de escrever este texto, a versão mais recente de Wonderland é a 0.4.0 - Versões posteriores podem apresentar diferenças na forma de instalação.

Baixar o pacote binário

Para começar, deve-se obter o pacote de binário distribuído pela Sun Microsystems. Este encontra-se no seguinte endereço:
Ali pode-se ver que o servidor está disponível para vários sistemas operacionais.
  • Windows XP/Vista (32-bit)
  • Mac OS X (32-bit)
  • Solaris 10 (32-bit)
  • Linux (32-bit)

Baixe então o pacote zip para o sistema Linux, clicando no link correspondente. Salve-o no seu diretório home. O download, de aproximadamente 150 MB, pode demorar vários minutos dependendo da sua velocidade de conexão à internet.

Alternativa: se você estiver instalando o Wonderland num servidor remoto através de ssh, deve copiar o endereço do link e baixá-lo diretamente na máquina a ser instalada mediante wget:

wget http://download.java.net/lg3d/wonderland/release+voice/2008-0_4_0/wonderland-0-4-0-linux-i686.zip

Uma vez completado o download, deve-se descomprimir o arquivo zip, faça isso com o comando "unzip":

unzip wonderland-*-linux-i686.zip

Isso criará um diretório chamado lg3d-wonderland.

Editar o arquivo de configuração

Deve-se editar o arquivo de configuração my.run.properties para determinar alguns parâmetros:

nano lg3d-wonderland/my.run.properties

Nota: pode substituir "nano" pelo seu editor preferido, seja "vim", "mcedit", "kwrite" etc.

Agregue ou descomente as seguintes linhas:

## Esta é a IP do servidor Wonderland onde receberá as conexões dos clientes.
wonderland.local.hostAddress=192.168.0.1


## Este é o diretório onde se encontram os arquivos do mundo.
wonderland.wfs.root=file:${user.home}/lg3d-wonderland/worlds/demo-wfs

Executar o programa

Uma vez feito isso, só resta rodar os binários. Recomenda-se (ao menos a primeira vez) rodá-los em consoles diferentes para ver as mensagens informativas e possíveis erros.

cd lg3d-wonderland/bin && ./wonderland-bridge.sh
$ cd lg3d-wonderland/bin && ./wonderland-server.sh
$ cd lg3d-wonderland/bin && ./wonderland-smc.sh


Uma vez conferido o correto funcionamento, você pode criar um script de maneira que faça tudo isso com um comando só. O script será "wonderland-allsrv.sh" e aceitará um parâmetro "start" ou "stop".

Vá até a pasta lg3d-wonderland no seu diretório home, crie o arquivo wonderland-allsrv.sh com o conteúdo que aparece a continuação e modifique as permissões para poder executá-lo.

Para sua comodidade, pode copiar os comandos (excluindo o caractere inicial $) e colá-los num console.

cd ~/lg3d-wonderland
$ cat > wonderland-allsrv.sh << EOF


#!/bin/bash
#
# Roda todos os servidores necessários para o Wonderland
#


case "$1" in
start)
echo "Iniciando Voice Bridge"
./bin/wonderland-bridge.sh > log/wonderland-bridge.log 2>&1 &
sleep 10

echo "Iniciando Wonderland Server"
./bin/wonderland-server.sh > log/wonderland-server.log 2>&1 &
sleep 10

echo "Iniciando Server Master Client"
./bin/wonderland-smc.sh > log/wonderland-smc.log 2>&1 &

echo "Wonderland iniciado"
;;

stop)
echo "Parando Wonderland..."
killall wonderland-bridge.sh
killall wonderland-server.sh
killall wonderland-smc.sh
echo "Pronto"
;;

*)
echo "Uso: $0 [start|stop]"
exit 1
;;

esac

EOF


chmod +x wonderland-allsrv.sh
$ ./wonderland-allsrv.sh stop && ./wonderland-allsrv.sh start


Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução à Wonderland
   2. Instalação do servidor
   3. Instalação do administrador web
Outros artigos deste autor

Resenha do livro: Praticando a Segurança da Informação

Forense em Máquinas Virtuais

Rainbow Crack e Rainbow Tables

Cheops: uma ótima ferramenta de rede

Ferramentas de segurança - uma pequena compilação

Leitura recomendada

Escrevendo scripts no GIMP, pintando a cobra

Criando e fechando portas no seu Linux

O jogo da vida de Conway em seu desktop GNU/Linux

VPN com Openswan e Iptables (fazendo NAT)

Asterisk - O PBX de código aberto

  
Comentários
[1] Comentário enviado por mbmaciel em 12/01/2010 - 22:10h

Muito interessante mesmo, vou testar no meu servidor. Abraço Luiz. vamos manter contato!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts