LiveCDs versus D.Q.R.E.Cs

No passado existiam duas categorias de distribuições Linux, os liveCDs e as distros instaláveis, entretanto recentemente nasceu uma terceira categoria, as DQRECs, ou Distribuições Que Rodam Em Cdroms. Este artigo compara a nova categoria aos liveCDs e desvenda um pouco das diferenças entre os dois.

[ Hits: 18.399 ]

Por: Flavio Pereira de Oliveira em 04/03/2008 | Blog: http://www.goblinx.com.br


Introdução



Durante algum tempo estive ausente dos artigos, principalmente porque a visão que tenho, graças ao sofrimento e experiência, é considerada por alguns um tanto fascista, um tanto preto sobre o branco, entretanto o avanço das distribuições que decidi apelidar de DQRECs me deixa incomodado a ponto de deixar a face a tapa e críticas.

Antes de mais nada é preciso ser dito que a opinião a seguir é compartilhada por centenas de milhares mundo afora, especialmente os que gostam dos liveCDs e do poder de customizar essas distribuições.

Três características principais

Quando qualquer usuário menos atento decide baixar uma distribuição para testar usando um CDROM ou outro dispositivo como um pendrive, pensa de cara na primeira característica dos liveCDs, o fato desde rodar sem necessidade de instalação. Esse fato leva essa maioria dos usuários a desconsiderarem outras características e qualidades.

A segunda característica principal dos liveCDs é o poder de customização dado ao usuário.

Para os que acham que isso é uma opinião pessoal, deixo a lembrança que os desenvolvedores dos liveCDs clássicos e mais antigos pensam do mesmo modo. Porque de que adianta o usuário usar o liveCD se precisar a todo momento do disco rígido?

Alguns dos DQRECs provavelmente hoje em dia são ajudados pelo uso de pendrives, mas são péssimos no trato ao bom e velho CDROM ou CD-RW. Um liveCD deve fornecer as opções necessárias a customização do mesmo, reedição, remasterização, sem sequer tocar em nada do disco rígido. Os DQRECs deixam o usuário no escuro, uivando para a lua, quando precisam usar uma simples remasterização, ou então obrigam a instalação do mesmo para a tarefa citada, ou ainda oferecem poucos e confusos recursos.

Não fazer uso do disco rígido é a terceira característica principal dos liveCDs.

Resumo do capítulo:
  • A principal característica dos liveCDs é rodar em dispositivos sem necessidade do uso do hard disk. A segunda mais importante característica é o poder de customização, e a terceira, o não uso do disco rígido.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Mais facilidades e o sistema modular
   3. O futuro chegou
   4. Uma história real
Outros artigos deste autor

Sobre o GoblinX 1.3: diferencial e qualidades

Sobre o GoblinX 1.1, mais programas e melhor rendimento

Logrotate, uma importante ferramenta de administração dos logs do sistema

GoblinX: Um live-cd baseado no Slackware

Leitura recomendada

Trinity Rescue Kit - Poderosa distribuição Linux para recuperação de disco entre outras funções fantásticas!

Conky: Manual traduzido pt-BR

Usando webcam no Ubuntu Linux

Por que Gentoo é diferente?

Abrindo um servidor X dentro de outro

  
Comentários
[1] Comentário enviado por slipkd em 05/03/2008 - 17:22h

Super interessante o artigo amigo, faz tempinho que não vejo o Slax e o GoblinX rodando ... deu até curiosidade e acima de tudo explorar mais as vantagens de um livecd, que afinal são imensas não ?


abraço

[2] Comentário enviado por Grobsch em 05/03/2008 - 18:42h

Valeu. Infelizmente o GoblinX e mais meu trabalho tomam quase todo o tempo, não consigo escrever quase nunca.

[3] Comentário enviado por cincinatofurtado em 06/03/2008 - 00:34h

"A principal característica dos liveCDs é rodar em dispositivos sem necessidade do uso do hard disk. A segunda mais importante característica é o poder de customização, e a terceira, o não uso do disco rígido."

A primeira e a terceira característa não são iguais?!

DQRECs é uma sigla ? Se sim, qual o significado?
Abraços!

[4] Comentário enviado por Grobsch em 06/03/2008 - 06:45h

Não, a primeira característica é rodar em cd, a terceira é não usar o disco rígido para nada, nem para remasterizar e criar um novo livecd personalizado. Por isso apelidei de DQRECs, ou seja, eles rodam em cdrom mas quando é necessário uma costumização ou remasterização, nos obrigam a instalá-los. DQRECs é apenas uma sigla ilustrativa para 'Distribuições Que Rodam Em Cdroms'.
?comentario=

[5] Comentário enviado por lunimare em 14/03/2008 - 12:43h

Boa ideia criar uma nomenclatura para as distros liveCD q necessitam do hd. Mas esse nome ae ta meio confuso e não é internacional. Sugiro alguma coisa do tipo: LiveCDHD ou LCDHD

[6] Comentário enviado por grobsch em 22/05/2008 - 08:20h

Ah, boa idéia.. hehe

[7] Comentário enviado por raf-tiger em 24/02/2011 - 09:13h

Olá Flavio!!! hehe
Eu lembro deste episódio que ocorreu na Bahia hehe!!

Abraço! e Viva o GoblinX


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts