Instalação do Funtoo a partir do Debian já instalado

Procedimento que uso para instalar o Funtoo, estando apenas com o Debian no HD. Novidade: não precisa mais baixar e compilar kernel, se não quiser, pois faz parte do stage3. Todo o processo demorou 8 horas num Core i3 2.53 GHz.

[ Hits: 6.701 ]

Por: Xerxes Lins em 09/06/2015 | Blog: https://voidlinux.org/


Procedimento



Este artigo, não é bem um artigo... Pois não chega a ser didático. É apenas um passo a passo rápido (até começou como uma dica). Está mais para um compartilhamento de experiência. Mas creio que pode ajudar alguém.

Caso queira reproduzir o meu passo a passo, não esqueça de adaptá-lo para sua realidade, como as partições, stage3 (se 32 ou 64) e o "make.conf".

Tenho no momento Debian Jessie instalado no notebook. Há três partições: (1) raiz do Debian, (2) SWAP e (3) home.

Device     Boot     Start       End   Sectors   Size Id Type
/dev/sda1  *         2048 156250111 156248064  74,5G 83 Linux
/dev/sda2       617330688 625141759   7811072   3,7G 82 Linux swap / Solaris
/dev/sda3       156250112 617330687 461080576 219,9G 83 Linux


Mas eu quero instalar Funtoo em dual boot. Como proceder?

Primeiro, eu baixo o live-CD do GParted em:
Depois, inicio (dou boot) pelo GParted. Crio, usando o GParted, uma nova partição diminuindo a partição home (que é a maior). Assim, fico com quatro partições ao final do processo: (1) raiz do Debian, (2) SWAP, (3) home e (4) futura raiz do Funtoo.

Device     Boot     Start       End   Sectors   Size Id Type
/dev/sda1  *         2048 156250111 156248064  74,5G 83 Linux
/dev/sda2       617330688 625141759   7811072   3,7G 82 Linux swap / Solaris
/dev/sda3       324022272 617330687 293308416 139,9G 83 Linux
/dev/sda4       156250112 324022271 167772160    80G 83 Linux


As partições home e SWAP serão as mesmas para os dois sistemas. As partições raízes (Debian e Funtoo) foram formatadas em ext4. Debian (sda1) durante a instalação do mesmo e Funtoo (sda4) com o GParted.

Agora, o processo é simples. A partir do Debian já instalado, posso instalar o Funtoo na partição livre que acabei de criar.

Inicio o Debian e sigo criando os diretório e montando as partições:

# mkdir /mnt/funtoo
# mount /dev/sda4 /mnt/funtoo
# mkdir /mnt/funtoo/home
# mount /dev/sda3 /mnt/funtoo/home

Obs.: perceba que eu não formatei a partição por comando (mkfs.ext4), pois já formatei com o GParted antes.

Faço o download do stage3 do Funtoo:

# cd /mnt/funtoo
# axel -va http://build.funtoo.org/funtoo-current/x86-64bit/generic_64/stage3-latest.tar.xz
Linux: Instalação do Funtoo a partir do Debian já instalado
Extraio:

# tar xpf stage3-latest.tar.xz

chroot e "resolv.conf":

# cd /mnt/funtoo
# mount -t proc none proc
# mount --rbind /sys sys
# mount --rbind /dev dev
# cp /etc/resolv.conf etc
# chroot . bash -l
# export PS1="(chroot) $PS1"

Baixo a árvore do Portage:

# emerge --sync
Linux: Instalação do Funtoo a partir do Debian já instalado
Configuro o fstab:

# nano /etc/fstab
Linux: Instalação do Funtoo a partir do Debian já instalado
Timezone:

# ln -sf /usr/share/zoneinfo/America/Recife /etc/localtime

Edito o "make.conf":

# nano /etc/portage/make.conf

CFLAGS="-march=native -O2 -pipe"
CXXFLAGS="${CFLAGS}"
ACCEPT_KEYWORDS="~amd64"
MAKEOPTS="-j5"
VIDEO_CARDS="intel"

Nome do computador:

# nano /etc/conf.d/hostname

Troquei para "funtoo".

Idioma:

# echo LINGUAS=\"pt_BR\" >> /etc/make.conf
# echo LANGUAGE=\"pt_BR\" >> /etc/make.conf

# nano -w /etc/locale.gen

pt_BR.UTF-8 UTF-8

# nano -w /etc/env.d/02locale

LANG="pt_BR.UTF-8"
LANGUAGE="pt_BR.UTF-8"

# locale-gen && env-update && source /etc/profile

Teclado:

# nano -w /etc/conf.d/keymaps

keymap=br-abnt2

Profiles:

# eselect profile show
# eselect profile list
# eselect profile set-flavor [número]
# eselect profile add [número]
Linux: Instalação do Funtoo a partir do Debian já instalado

Kernel

Recentemente, o stage3 do Funtoo vem com kernel compilado, então, não precisa mais compilar o kernel e perder tempo. Bom para os apressados, ou para quem não tem experiência em compilar o kernel (como eu).
Basta checar o kernel Debian, com:

# emerge -s debian-sources

Atualização:

# emerge -auDN @world
Linux: Instalação do Funtoo a partir do Debian já instalado
Instalo algumas coisas:

# emerge dhcpcd syslog-ng cronie mlocate
# rc-update add dhcpcd default
# rc-update add syslog-ng default
# rc-update add cronie default

Rede Wi-Fi:

# emerge linux-firmware
# emerge networkmanager
# rc-update add NetworkManager default
# emerge nm-applet
# emerge wicd
# rc-update add wicd default

Para conectar (fora do chroot):

# addwifi -S wpa -K 'senha' redewifi
Ou:
# wicd-curses

Obs.: apesar de especificar isso, não faço conexão em modo texto, pois eu instalo o ambiente gráfico ainda no Debian.

Para instalar o ambiente gráfico MATE (configurado em flavor, anteriormente) eu executo:

# emerge xorg-x11
# emerge mate-base/mate

Tela de login:

# emerge lightdm
# emerge x11-misc/lightdm-gtk-greeter

# nano /etc/conf.d/xdm

DISPLAYMANAGER="lightdm"

# rc-update add xdm default
# rc-update add dbus default

Bootloader (GRUB)

Não preciso instalar, basta continuar usando o GRUB do Debian. Então, no Debian (fora do chroot do Funtoo), executo:

# sudo update-grub

Generating grub configuration file ...
Found background image: /usr/share/images/desktop-base/desktop-grub.png
Imagem Linux encontrada: /boot/vmlinuz-3.16.0-4-amd64
Imagem initrd encontrada: /boot/initrd.img-3.16.0-4-amd64
Found memtest86+ image: /boot/memtest86+.bin
Found memtest86+ multiboot image: /boot/memtest86+_multiboot.bin
Encontrado Funtoo Linux - baselayout 2.2.0 em /dev/sda4
concluído


Usuário, senhas e sudo:

# passwd
# cat /etc/group | more
# useradd -m -g users -G wheel,audio,video,cdrom nomedousuario
# passwd nomedousuario
# emerge sudo
# visudo

Reiniciar:

# reboot

Vantagens do Funtoo:
  • Desempenho (fluidez, tempo de resposta, melhor uso do hardware)
  • Grande quantidade de "pacotes" (na verdade ebuilds)
  • Nível mais profundo de personalização dos componentes do sistema
  • Divertido

Desvantagem:
  • Exige tempo e paciência, pois compilar pode demorar. Essa instalação, por exemplo, levou 8 horas ininterruptas em um core i3 2.53GHz.

Fontes:
   

Páginas do artigo
   1. Procedimento
Outros artigos deste autor

A Origem dos Nomes (parte 2)

Adblock: sim ou não? (tretas everywhere)

Entendendo o boot-update

Um pouco sobre otimização

A Origem dos Nomes

Leitura recomendada

Adicionando suporte ao Layer7 no Debian Lenny

Remasterizando o Ubuntu

HAproxy + Stunnel (https) + CentOS 6

Driver Nvidia atual + Ubuntu + Beryl

Ubuntu Lucid Lynx - Instalação mínima (mini-iso) de 13MB

  
Comentários
[1] Comentário enviado por zezaocapoeira em 09/06/2015 - 14:55h


Salve mano . Parabéns pelo trabalho .

Obrigado pela atenção , salve !!!

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 09/06/2015 - 15:59h


[1] Comentário enviado por zezaocapoeira em 09/06/2015 - 14:55h


Salve mano . Parabéns pelo trabalho .

Obrigado pela atenção , salve !!!


Graças ao seu incentivo. Segui o seu exemplo. Obrigado!

[3] Comentário enviado por niquelnausea em 09/06/2015 - 22:43h


vou tentar usando um livecd do ubuntu.

[4] Comentário enviado por spylinux em 10/06/2015 - 10:31h

Muito boa a dica xerxeslins, curta, prática e objetiva.

Só uma dúvida...eu posso seguir o exemplo com outra distro instalada(fedora, arch, etc) ou o que vc fez precisou do Debian especificamente?
Abraços

Comunidade Manjaro Geek -www.manjaro-geek.org

[5] Comentário enviado por xerxeslins em 10/06/2015 - 13:30h


[4] Comentário enviado por spylinux em 10/06/2015 - 10:31h

Muito boa a dica xerxeslins, curta, prática e objetiva.

Só uma dúvida...eu posso seguir o exemplo com outra distro instalada(fedora, arch, etc) ou o que vc fez precisou do Debian especificamente?
Abraços

Comunidade Manjaro Geek -www.manjaro-geek.org


Pode seguir o exemplo com qualquer distribuição, sim. Não tem nada específico do Debian.
Além disso, vc tbm pode fazer usando um live-cd de outra distribuição qualquer como Ubuntu, por exemplo.
O importante é ter controle sobre as partições e ter conexão para baixar os arquivos.



[6] Comentário enviado por koppix em 10/06/2015 - 18:00h

O mais engraçado é que a desvantagem é compensado pela vantagem pois o sistema fica show. Artigos como estes mostram o quanto é fácil instalar esse maravilhoso sistema, que no MEU caso foi mais fácil que o Sabayon e o Debian. Parabéns isso é um grande incentivo para muitos. E o zezaocapoeira que é o que mais nos incentiva a usar tanto o funtoo como o i3 poderia fazer algo como o seu "Mamãe quero Arch", pois passei a usar o arch depois daquele artigo.
Abraços e parabéns.

[7] Comentário enviado por xerxeslins em 10/06/2015 - 18:25h


[6] Comentário enviado por koppix em 10/06/2015 - 18:00h

O mais engraçado é que a desvantagem é compensado pela vantagem pois o sistema fica show. Artigos como estes mostram o quanto é fácil instalar esse maravilhoso sistema, que no MEU caso foi mais fácil que o Sabayon e o Debian. Parabéns isso é um grande incentivo para muitos. E o zezaocapoeira que é o que mais nos incentiva a usar tanto o funtoo como o i3 poderia fazer algo como o seu "Mamãe quero Arch", pois passei a usar o arch depois daquele artigo.
Abraços e parabéns.


Valeu ! Obrigado!

[8] Comentário enviado por erixtech em 10/06/2015 - 18:26h


[6] Comentário enviado por koppix em 10/06/2015 - 18:00h

O mais engraçado é que a desvantagem é compensado pela vantagem pois o sistema fica show. Artigos como estes mostram o quanto é fácil instalar esse maravilhoso sistema, que no MEU caso foi mais fácil que o Sabayon e o Debian. Parabéns isso é um grande incentivo para muitos. E o zezaocapoeira que é o que mais nos incentiva a usar tanto o funtoo como o i3 poderia fazer algo como o seu "Mamãe quero Arch", pois passei a usar o arch depois daquele artigo.
Abraços e parabéns.


Este tipo de artigo é "inspirador". Eu mudei o desktop do Debian para o arch ao resolver testa-lo, depois de ler o artigo do eu!noel:
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Instalando-o-maravilhoso-Arch-Linux

[9] Comentário enviado por koppix em 10/06/2015 - 18:31h


[8] Comentário enviado por erisrjr em 10/06/2015 - 18:26h


[6] Comentário enviado por koppix em 10/06/2015 - 18:00h

O mais engraçado é que a desvantagem é compensado pela vantagem pois o sistema fica show. Artigos como estes mostram o quanto é fácil instalar esse maravilhoso sistema, que no MEU caso foi mais fácil que o Sabayon e o Debian. Parabéns isso é um grande incentivo para muitos. E o zezaocapoeira que é o que mais nos incentiva a usar tanto o funtoo como o i3 poderia fazer algo como o seu "Mamãe quero Arch", pois passei a usar o arch depois daquele artigo.
Abraços e parabéns.

Este tipo de artigo realmente são "inspiradores". Eu mudei meu desktop do Debian para o arch ao resolver testa-lo, depois de ler o artigo do eu!noel:
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Instalando-o-maravilhoso-Arch-Linux


Verdade isso leva muitos a experimentarem outras distros que pareciam "bicho papão".

[10] Comentário enviado por clandestine em 16/06/2015 - 19:39h

Funtoo é puro oldshcool , eu gosto de todas distros derivadas do gentoo , a propria comunidade do funtoo é bem mais fechada do que as outras (vide xiitas).

Gostei do artigo )

Abraços

[11] Comentário enviado por deusdara em 16/06/2015 - 19:40h

Olá
É importante sempre termos mais uma alternativa em usar uma instalação de uma distribuição GNU/Linux.
Mas este seu alerta sobre o tempo de instalação do Funtoo é desanimador

Desvantagem:

Exige tempo e paciência, pois compilar pode demorar. Essa instalação, por exemplo, levou 8 horas ininterruptas em um core i3 2.53GHz.

[Mobo: Asus Maximus III Formula ][CPU: QuadCore Intel Core i7 860@2.80 GHz][RAM:2x2 GB 1333 MHz DDR3 Corsair][GPU: nVidia GTX 570][HD:Seagate 1,0 TB SATA II][Fonte: Corsair 500w - CMPSU-500CXV2 ][Epidemic GNU/Linux 4.1 Beta 1]

[12] Comentário enviado por xerxeslins em 16/06/2015 - 21:38h


[10] Comentário enviado por clandestine em 16/06/2015 - 19:39h

Funtoo é puro oldshcool , eu gosto de todas distros derivadas do gentoo , a propria comunidade do funtoo é bem mais fechada do que as outras (vide xiitas).

Gostei do artigo )

Abraços


Valeu! Tbm estou curtindo. Sou novato em funtoo.

Abraço!

[13] Comentário enviado por xerxeslins em 16/06/2015 - 21:44h


[11] Comentário enviado por deusdara em 16/06/2015 - 19:40h

Olá
É importante sempre termos mais uma alternativa em usar uma instalação de uma distribuição GNU/Linux.
Mas este seu alerta sobre o tempo de instalação do Funtoo é desanimador

Desvantagem:

Exige tempo e paciência, pois compilar pode demorar. Essa instalação, por exemplo, levou 8 horas ininterruptas em um core i3 2.53GHz.

[Mobo: Asus Maximus III Formula ][CPU: QuadCore Intel Core i7 860@2.80 GHz][RAM:2x2 GB 1333 MHz DDR3 Corsair][GPU: nVidia GTX 570][HD:Seagate 1,0 TB SATA II][Fonte: Corsair 500w - CMPSU-500CXV2 ][Epidemic GNU/Linux 4.1 Beta 1]


Vc está certo. Funtoo, assim como Gentoo, pode desanimar por vários motivos. Um deles é o tempo gasto. Tbm pode ser frustrante preparar tudo e depois fazer algo errado e "quebrar" o sistema... Jogando todo trabalho no lixo.

O ideal, para quem pretende começar, é ter um final de semana livre para se dedicar.

Ler bem o manual de instalação oficial antes de começar.

Depois, começar o processo com calma, sem pressa.

Abraço.

[14] Comentário enviado por chaplinux em 18/06/2015 - 23:56h


Cara muito show. Parabens.

agora qual a versao do kernel atual do Funtoo?

[15] Comentário enviado por xerxeslins em 19/06/2015 - 06:12h


[14] Comentário enviado por chaplinux em 18/06/2015 - 23:56h


Cara muito show. Parabens.

agora qual a versao do kernel atual do Funtoo?


Olá!

Funtoo não tem kernel padrão (nem ambiente desktop padrão). Durante a instalação vc pode baixar e compilar a versão que desejar do kernel.

Eu estou usando a versão 3.19, mas é o kernel do Debian.

Funtoo disponibiliza kerneis de Debian e de Redhat (se não me engano, de Ubuntu tambem) para quem não se sente a vontade em compilar o próprio kernel.

[16] Comentário enviado por xerxeslins em 19/06/2015 - 08:44h

Agora, ao abrir a página de boas vindas do Funtoo, aparece um vídeo motivacional.

Precisa de incentivo para instalar Funtoo?!

JUST DO IT!!!!!

http://www.funtoo.org/Welcome

[17] Comentário enviado por koppix em 04/11/2015 - 17:35h

Boa tarde só atualizando algo que mudou. Na parte referente aos profiles mudou o comando não é mais o eselect profile. Agora o comando é "epro".
http://www.funtoo.org/Funtoo_Profiles/pt-br

[18] Comentário enviado por gabriel-del em 29/05/2017 - 11:05h

Ótimo tutorial!!

tive apenas de substituir:
chroot . bash -l
por:
env -i HOME=/root TERM=$TERM /bin/chroot . bash -l

e:
nano -w /etc/env.d/02locale
por:
nano -w /etc/env.d/00basic


Contribuir com comentário