Instalação de configuração do RIS para gerenciamento de imagens Ghost no Windows

Sou analista de suporte de uma multinacional e trabalho na administração de um laboratório, nele constatei que geramos muitas máquinas de forma manual. Primeiro fizemos várias imagens com recursos do sysprep e ghost e após criamos um serviço de instalação remota a partir de algumas ferramentas open source para tornar o serviço mais otimizado.

[ Hits: 33.842 ]

Por: Daniel Menezes em 21/08/2009


Introdução



Este tutorial será apresentado como um recurso a mais para melhoria no atendimento a equipamentos de informática (micros, notebooks e servidores) que necessitam de sistema operacional.

Este processo será otimizado de forma remota através de um serviço de instalação remota, no qual será possível a instalação no local de atendimento, diminuído a incidência no laboratório.

Preparando o ambiente

Nesta etapa será preparado o ambiente para instalação do RIS, é recomendado o Microsoft Windows XP SP2, não é necessário a implantação de um sistema operacional servidor para desenvolvimento desta solução.

Pré-requisitos

Os pré-requisitos para a instalação do RIS são:

Requisitos mínimos de hardware:
  • Processador 1 GHz
  • Memória 512 MB
  • HD 40 GB

Requisitos mínimos de software:

Dependências

  • Crie uma pasta no disco de sua preferência com o nome \server_ris e salve todos os aplicativos necessários para implantação do serviço;
  • Compartilhe a pasta na rede com permissão de leitura para sua equipe;
  • Crie as imagens com o ghost no padrão de sua empresa;
  • Crie um disco de boot do ghost e copie para a pasta compartilhada;
  • Suas máquinas precisam do recurso de boot via placa de rede;
  • Crie uma pasta com o nome pxelinux.cfg;
  • Crie um arquivo com o nome "default" com os seguintes parâmetros:

    DEFAULT dos
    Timeout 0
    PROMPT 0
    LABEL dos
    KERNEL memdisk
    APPEND initrd=fdboot.img

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Criação do boot pxe (Preboot Execution Environment)
   3. Criando o arquivo fdboot.img e configurando o servidor TFTPd32
Outros artigos deste autor

Instalação do Nagios no Ubuntu Linux

Leitura recomendada

Solução de problemas com wireless no Ubuntu Linux

hpfall - Acelerômetro em notebooks HP para evitar perda de dados

Exemplos práticos de tabelas de partições

Como configurar um servidor de FTP de forma simples e com host virtual

Monte seu ambiente de desenvolvimento em 3 horas com Ubuntu

  
Comentários
[1] Comentário enviado por acollucci em 21/08/2009 - 16:35h

Legal, o artigo, so nao gostei da parte de ter de usar o winxp.. rs

att,
Anthony Collucci

[2] Comentário enviado por danmem em 21/08/2009 - 17:03h

fico grato pelo comentário.

está solução pode ser direcionada para o linux, basta utilizar as ferramentas na versão do s.o. de sua preferência.

sei que está brincando, porém é preciso cada vez a interoperabilidade entre as plataformas.

muito obrigado

Daniel Menezes
Gestor em Redes de Computadores

[3] Comentário enviado por removido em 21/08/2009 - 18:47h

Pré requisitos para a instalação do RIS.

O serviço RIS deve ser instalado em um computador com Windows 2000 server ou Windows Server 2003, em um disco ou partição (ou volume) que estaja compartilhado na rede. Esse disco ou partição (ou volume) deverá atender alguns pré-requisitos:

Não pode estar no mesmo disco ou partição (ou volume ) que está executando o Windows 2000 Server ou Windows Server 2003.

Deve possuir espaço em disco suficiente para armazenar as imagens.

Deve estar formatado com sistema de arquivos NTFS.

O RIS possui alguns pré-requisitos para funcionar:

Serviço de Instalação Remota (RIS) instalado em um servidor Windows 200 Server ou Windows Server 2003 e autorizado no AD.

Serviço DNS.

Serviço DHCP com endereços IP's disponíveis para todos os clientes.

Serviço de diretório do Active Directory.

Existem algumas tecnologias que devem ser utilizadas para que o RIS funcione corretamente. Uma delas é o PXE (pre-boot Execution conectando-se assim diretamente com o servidor RIS.


Para maiores informações sobre o recurso PXE (pré-boot Execution Environment), visite o site abaixo:

http://support.microsoft.com/default.aspx?scid=kb;pt-br;244036



Acho que o seu artigo poderia ser bem mais completo e mais funcional.


Se quer trabalhar com ferramentas Windows, tem que saber utilizalas de forma adequada para não julgar o Windows como uma merda.

Por que pelo meu ver você é amador em tecnologias Windows.

[4] Comentário enviado por drakula em 22/08/2009 - 10:16h

tem o g4u baseado no NetBSD e bem mais simples de fazer somente usando alguns disquetes

http://www.feyrer.de/g4u/

[5] Comentário enviado por acollucci em 22/08/2009 - 10:37h

douglashx

discordo de voce conheço muito bem o ris da microsoft, porem apesar do serviço explicado pelo Daniel nao ser o ris (da microsoft) ele faz a mesma coisa. Inclusive do ponto de vista economico é bem mais viável!!!!

Daniel,

Apesar da brincadeira eu gostei muito do artigo e to até testando aqui.

att,
Anthony Collucci

[6] Comentário enviado por danmem em 23/08/2009 - 18:34h

Caro douglashx,

Seu comentário foi infeliz pelo fato de você constatar que utilizei o RIS da Microsoft, o artigo não relata nada sobre servidor Windows (2000/2003/2008).

Tenho conhecimento o bastante para diferenciar o RIS da Microsoft do qual postei.
O RIS da Microsoft exige várias particularidades que no artigo que explanei não exige, podendo ser utilizado como uma solução viável (fácil e baixo custo) em qualquer ambiente, principalmente para técnicos que trabalham como autônomo ou empresas para otimizar o serviço.

Este material é uma solução viável com a utilização de ferramentas open-source a partir de uma plataforma cliente da Microsoft como o Windows XP, podendo ser Linux, Mac dentre outras plataformas que os aplicativos forneçam suporte.

RIS é um acrônimo que se refere a um serviço de instalação remota que independente da plataforma que esteja utilizando, isto é, um conceito que pode ser empregado em qualquer ambiente.

Pesquisei muito está solução, pois o que encontrei referente ao ghost não conseguia enxergar o servidor do ghost 7.0 e o RIS da Microsoft depende de imagens wim que não são tão simples de criá-las.

Gostaria que você tivesse melhor ética profissional em suas criticas e tenha noção que não é o RIS do Windows e sim o RIS da Microsoft.

Muito obrigado!
Daniel Menezes
Gestor em Redes de Computadores
MBA em Projetos e Segurança da Informação

MCDST - DCSE





[7] Comentário enviado por vauires em 24/08/2009 - 13:51h

Interessante seu artigo sobre RIS no Linux.
Gostaria de saber se o mesmo funciona com Window XP 64, Windows Vista 64 e/ ou Windows 7 64.
Agradeço a atenção.

Vauires Vidal da Silva
Técnico em Informática
vauiresvidal@hotmail.com

[8] Comentário enviado por danmem em 25/08/2009 - 08:32h

Caro vauires, que tudo esteja bem!

Creio que sim, pois este serviço não utiliza nada do sistema operacional.
É apenas uma emulação.

Grato
Daniel Menezes

[9] Comentário enviado por rrcosta_dallit em 26/08/2009 - 18:41h

Daniel,

Achei super válido o artigo!

Porém visto que muitas máquinas estão vindo sem Drive 3 1/2", vc tem a opção de realizarmos o Boot pelo CD?

Grato

Renato Costa

[10] Comentário enviado por danmem em 26/08/2009 - 21:29h

Renato, tudo bem!


A opção do disquete serve para criar o boot via rede, mas temos alternativa da utilização do USB Boot no site da www.netbootdisk.com

Grato
Daniel Menezes
Gestor em Redes de Computadores

[11] Comentário enviado por modicow em 08/09/2009 - 18:10h

Olá Daniel, tenho uma dúvida...
Consegui com que o TFTP envie endereço de ip pra mim porém na hora de conectar aparece a seguinte mensagem;

PXE-32: TFTP open TIMEOUT

não consigo de forma alguma passar desta parte... jah ate reconfigurei tudo novamente e continua assim...

por gentileza gostaria de saber como resolver este problema

abraçoo

[12] Comentário enviado por danmem em 08/09/2009 - 21:49h

Meu nobre, você colocou o arquivo pxelinux.0 para inicializar o boot no DHCP server.

[13] Comentário enviado por modicow em 09/09/2009 - 00:42h

olá Daniel, fiz fielmente como a explicação acima, inclusive coloquei o pxelinux.0 lah no tftp e nada...
apenas o que há diferente eh que não estou em um dominio...
fiquei na duvida tb qto a configuração de mapemento, ex: \\meucomputador\pastaondeestaomeusarquivos\minhasimagens deixando as letras padrão, no caso g: \\.....

no que pode esta dando errado?
desde já muito obrigado pela atenção, vou refazer novamente.
Abraçãoo

[14] Comentário enviado por Bieira em 28/10/2009 - 17:56h

Olá Daniel,

estou com problemas no boot, após a tentativa de comunicação pela LAN retorna a mensagem "PXE-E53: No boot filename received". Já revisei todos os passos várias vezes.
Estou precisando da sua ajuda!!!!!!

Desde já agradeço!!!!!!

[15] Comentário enviado por astdarkness em 26/12/2009 - 23:00h

Olá Daniel,

O artigo é ótimo, porém temos que atentarmos que o Ghost apesar de ser um binário é um produto comercial.
Existe algum utilitário que poderia substituir o Ghost?

Vlw!!! Abraços;-)

[16] Comentário enviado por tutu_bh em 13/10/2010 - 10:53h

Caro danmem, parabens pelo artigo, ficou muito bom.

Mas me tira uma duvida, onde que entra no XP sp2 no artigo? ele vai armazenar as imagens?
Ou posso usar somente um servidor linux com o samba para fazer isso?

[17] Comentário enviado por danmem em 13/10/2010 - 11:08h

Claro que sim colega, vc pode usar qualquer ambiente para simular o RIS, porém o artigo foi especificado para trabalhar com o Microsoft Windows, neste caso do server linux terá que pesquisar ferramentas para sua solução.
Tipo: Aplicação para gerar DHCP e carregar o pxelinux.0
Samba, caso use estações windows para compartilhar as pastas.

Um abraço e muito grato pelo comment.

[18] Comentário enviado por tutu_bh em 13/10/2010 - 12:05h

danmem claro que dá....

Viajando na maionese aqui lembrei que uso o LTSP com o pxe no dhcp.

Vou montar um ambiente de teste hoje e falo qual foi o resultado, podemos ate fazer uma v2 do artigo..rs #brincadeira.

Abraço.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts