Instalação de Aplicativos no FreeBSD

Este artigo é composto por 6 partes e apresenta as particularidades da instalação de aplicativos no FreeBSD. Será abordada a instalação por meio da coleção de Ports (código fonte) e por meio de pacotes binários (utilitário pkg).

[ Hits: 13.691 ]

Por: Leonardo Souza em 16/05/2016 | Blog: http://mundofreebsd.com.br/


Conclusão



A instalação de programas no FreeBSD permite uma enorme flexibilidade, e possui opções tanto para quem gosta de instalar programas através do fonte do aplicativo, quanto para quem prefere pacotes binários e suas facilidades. Esteja você procurando por opções de customização ou a praticidade não tenha dúvidas que o FreeBSD pode te surpreender.

Outro ponto importante, e nunca é demais citar, é que o FreeBSD possui compatibilidade binária com o mundo GNU/Linux. Isso significa que os softwares desenvolvidos para o GNU/Linux por meio de binários são facilmente portados para FreeBSD. Isso inclui principalmente softwares comerciais como , Java, TeamViewer, Chrome etc. Através deste recurso pode-se utilizar softwares que, por questões de licenças, não podem ser desenvolvidos para FreeBSD.

Laboratórios realizados pela equipe de desenvolvedores, em vários momentos distintos, constataram que aplicações utilizadas por meio de compatibilidade binária possuem desempenho tão bom quanto os desenvolvidos para FreeBSD por meio dos Ports ou packages. Duvidas? Teste e comprove.

Estas questões lançam por terra afirmações de que o FreeBSD não pode ser um bom Desktop, já que não possui suporte a vários softwares presentes no GNU/Linux, isso inclui drivers (módulos) de hardwares. Aliás estas afirmações são baseadas principalmente por confusão relacionadas ao lema do sistema, assunto já explicado no artigo de minha autoria: O Mascote do FreeBSD é um demônio?

Em outras palavras podemos dizer que se funciona no GNU/Linux com certeza funciona no FreeBSD. Sendo assim, seja seu desejo um desktop "estiloso" ou um servidor "parrudo", saiba que o FreeBSD possui uma possibilidade não só útil como também estável.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Coleção de Ports
   3. Manipulando a coleção de Ports
   4. Atualização de Ports
   5. Pacotes binários
   6. Conclusão
Outros artigos deste autor

O Mascote do FreeBSD é um demônio?

Introdução ao FreeBSD

Introdução ao PC-BSD

Leitura recomendada

Introdução ao PC-BSD

Acentuação gráfica no console FreeBSD/FreeNAS e montagem de pastas de compartilhamento Windows com acentuação

Configurando rede wireless com wpa_supplicant

Introdução ao FreeBSD

O Mascote do FreeBSD é um demônio?

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Freud_Tux em 17/05/2016 - 00:24h

SHOW!!!

A linguagem é super fácil e o material muito bem detalhado.
Gostei do funcionamento do pkg, lembra o dpkg do debian, mas o pkg é algo como o apt.

Estou com uma dúvida.
Pra usar o pkg precisa estar logado como root certo? Nada de sudo, somente o root para funções administrativas e pronto! O resto do tempo, navegação e etc., somente como usuário comum.

Ah!
Teria como criar um artigo de instalação do FreeBSD, mas usando UEFI no lugar do BIOS, o GPT no lugar da MBR e claro, usando a partição ESP-EFI?
É nela que o UEFI vai gerenciar os bootloaders, e eu até hoje, não entendi bem como o FreeBSD vai se sair com essa partição.

Vou favoritar seu Blog e o seu artigo aqui.
Obrigado, T+

______________________________________________________________________

Noob: "[...]Sou muito noob ainda usando o terminal, então preciso de ajuda "mastigada", pra operá-lo."

zhushazang: "Sou velho e meus dentes desgastados. Estude linux www.guiafoca.org";

[2] Comentário enviado por Beastie em 18/05/2016 - 16:00h


[1] Comentário enviado por Freud Tux em 17/05/2016 - 00:24h

SHOW!!!

A linguagem é super fácil e o material muito bem detalhado.
Gostei do funcionamento do pkg, lembra o dpkg do debian, mas o pkg é algo como o apt.

Estou com uma dúvida.
Pra usar o pkg precisa estar logado como root certo? Nada de sudo, somente o root para funções administrativas e pronto! O resto do tempo, navegação e etc., somente como usuário comum.

Ah!
Teria como criar um artigo de instalação do FreeBSD, mas usando UEFI no lugar do BIOS, o GPT no lugar da MBR e claro, usando a partição ESP-EFI?
É nela que o UEFI vai gerenciar os bootloaders, e eu até hoje, não entendi bem como o FreeBSD vai se sair com essa partição.

Vou favoritar seu Blog e o seu artigo aqui.
Obrigado, T+

______________________________________________________________________

Noob: "[...]Sou muito noob ainda usando o terminal, então preciso de ajuda "mastigada", pra operá-lo."

zhushazang: "Sou velho e meus dentes desgastados. Estude linux www.guiafoca.org";



Valeu amigo, obrigado pelo elogio. Realmente o "utilitário pkg" é muito semelhante a outros tantos do mundo GNU/Linux. Quanto a questão de privilégios de usuário root para executar este utilitário, o procedimento é o mesmo que a maioria dos sistemas baseados no Unix, ou seja, utilizar a opção SUDO antes do comando desejado, ou logar diretamente como root no sistema. Fica a critério do administrador.

Claro que por questões de segurança o ideal é que o usuário root não seja utilizado de forma banalizada, o que pode prejudicar a segurança como um todo.

Quanto ao pedido de tutorial, nos próximos dias encontrará o que precisa no Mundo FreeBSD.

[3] Comentário enviado por Freud_Tux em 18/05/2016 - 20:50h

Obrigado por sanar as minhas dúvidas.

Estava lendo a documentação do FreeBSD, e lá tem algumas coisas desatualizadas, como a parte da instalação.
E todos os outros tutoriais que eu vi, bem, sempre no modelo BIOS + MBR.
Eu gostaria de testar aqui, mas não sei bem, como o instalador dele e o bootloaders dele vão se comportar na hora de escolher a partição ESP-EFI.

Vou esperar ansioso pelos seus tuto no seu site/blog :D.

T+ e valeus
______________________________________________________________________

Noob: "[...]Sou muito noob ainda usando o terminal, então preciso de ajuda "mastigada", pra operá-lo."

zhushazang: "Sou velho e meus dentes desgastados. Estude linux www.guiafoca.org";


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts