Instalação automatizada de servidores com Kickstart (parte 2)

Nesse artigo entenderemos como montar um servidor de instalação utilizando o PXE (Pre-boot eXecution Environment) e integrando-o com os kickstarts já criados. Dividiremos esse post em 3 etapas, que na verdade são os 3 sub-sistemas envolvidos na configuração de um servidor de instalação PXE: DHCP, TFTP-SERVER, FILE SHARE.

[ Hits: 21.055 ]

Por: Marcelo Moreira de Mello em 07/04/2010 | Blog: http://tchellomello.blogspot.com


Configurando File Share



Precisamos agora configurar uma maneira de oferecer os arquivos de instalação (pacotes RPM) para nosso cliente. Você pode escolher nesse momento qual serviço irá escolher. Pode ser via FTP, NFS ou HTTP.

Em nosso caso de estudo, irei tomar o serviço via HTTP para disponibilizar os arquivos, uma vez que já o utilizei para informar o arquivo de kickstart para o cliente.

# rpm -q httpd
httpd-2.2.14-1.fc12.x86_64
# chkconfig httpd on
# cd /var/www/html/
# mkdir fedora12
# mount -o loop /root/fedora12-x86_64.iso /var/www/html/fedora12
# service httpd start


Feito! Você já está com todos os sub-sistemas configurados e prontos para começar a instalação de seus clientes sem a necessidade de uma mídia de boot.

Lembre-se também que o arquivo de kickstart precisa ser enviado para o servidor web, pois no arquivo C0A8F031 informamos que o mesmo estaria disponível na url:

http://192.168.240.10/kickstart-fedora12.cfg

Outro detalhe importante é informar dentro do arquivo de kickstart que source de instalação (que antes era cdrom) agora estará disponível no via web também no endereço http://192.168.240.10/fedora12.

# Use network installation
url --url=http://192.168.240.10/fedora12

Agora vivente, é só configurar o cliente para bootar pela rede (PXE) e testar o seu ambiente de instalação automatizada.

Espero ter contribuído na compreensão de como funciona um ambiente de instalação automatizado utilizando PXE.

Caso vocês tenham alguma dúvida em relação ao funcionamento dos sub-sistemas envolvidos meu email esta disponível como também o espaço para comentários aqui do blog.

Grande abraço.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Configurando TFTP Server
   3. Configurando File Share
Outros artigos deste autor

Transportando dados com segurança - encripte seu pendrive em 5 passos

Criando firewalls dinâmicos com Iptables Recent

Instalação automatizada de servidores com kickstart

Leitura recomendada

Atualizando do Slackware 9 para 10.0

Dúvidas iniciais para começar Open Hardware de mouse + GUI

MEncoder - Criando Programa Gráfico Para Conversão

Faça um incrível espetáculo de efeitos visuais com vídeo em tempo real

Linux no pendrive com DSL e QEMU

  
Comentários
[1] Comentário enviado por grandmaster em 07/04/2010 - 18:58h

Uso processos automatizados para os servidores e desktops/laptios windows.

testarei esse.
--
Renato de Castro Henriques
ITILv3 Foundation Certified
CobiT Foundation 4.1 Certified ID: 90391725
http://www.renato.henriques.nom.br


[2] Comentário enviado por gostt em 10/04/2010 - 11:15h

Muito bom seu artigo, vou testa-lo!
Renato o que processos automatizados voce esta usando para os servidores e desktops/laptios windows?

Abraços

[3] Comentário enviado por vinigusto em 26/10/2010 - 22:51h

Olá, gostaria de saber se este tutorial se aplica a distribuição do Debian Lenny. Estou num projeto em que precisa fazer a comunicação entre cliente (terminal burro) e o servidor (debian, virtualizado com xen). Onde o cliente faz o requisito ao master e este envia o so.
Obrigado


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts