Instalação Kickstart (revisado)

Atualização do artigo anterior sobre Kickstart. Adições: descrições mais detalhadas sobre cada seção; mais seções para uma melhor personalização da instalação.

[ Hits: 29.671 ]

Por: Timeu em 16/04/2007 | Blog: http://www.timeu.info


Introdução



O que é uma instalação KickStart?

É um modo de instalação automatizada onde você pode criar um arquivo contendo as respostas para todas as perguntas que são feitas durante uma instalação típica. Uma utilização bem prática para o KickStart é para quem quer fazer a mesma instalação em várias máquinas, pois tanto o arquivo que contém as respostas como os pacotes necessários para a instalação podem estar em uma máquina e serem acessados pelas outras da rede; do mesmo modo em que podem estar num cd, dvd, hd local, ftp ou http.

Criando o arquivo kickstart (ks.cfg)

Bom, um arquivo kickstart é um arquivo de texto comum que em cada linha terá uma resposta para cada pergunta feita na instalação. O Red Hat a partir do 9 vem com uma aplicação para configuração desse arquivo, mas aqui falarei como fazer seu próprio com um editor de texto qualquer.

O modo mais fácil é fazer a primeira instalação normalmente, que servirá como modelo para as outras. No diretório /root/ você encontrará um arquivo chamado anaconda-ks.cfg, que foi gerado automaticamente com as respostas da sua instalação.

A ordem para as respostas não faz diferença, não precisam estar na ordem da instalação porém o arquivo deve ter a seguinte estrutura:

- RESPOSTAS DA INSTALAÇÃO
%pre #que são comandos a serem executados antes da instalação
%post #que são comandos a serem executados após a instalação

O %pre e %post são opcionais. Caso você queira fazer algo manualmente durante a instalação é só omitir a resposta e ele irá lhe perguntar o que fazer ^^.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. O anaconda-ks.cfg 100% comentado
   3. Como utilizar o ks.cfg
Outros artigos deste autor

Instalação KickStart

Leitura recomendada

XGL e Compiz no OpenSuSE 10.2

GPT - Guid Partition Table

Instalando e configurando um Webserver

Configurando corretamente para o Horário de Verão

OpenGL para jogos 3D

  
Comentários
[1] Comentário enviado por rbn_jesus em 18/04/2007 - 10:09h

Nos fedoras 1,2,3 e 4 não funciona!
do 5 em diante não testei

[2] Comentário enviado por heathcliffz em 18/04/2007 - 11:46h

ok meu caro... como falei só testei no Fedora 6... me expressei mal no fim desse artigo... tenho certeza que funciona a partir de RED HAT 9 e FEDORA 6... nos outros não sei... porém ouvi falar que na 5 funciona também mas não testei ainda...

[3] Comentário enviado por nayamonia em 18/04/2007 - 19:43h

Brother !!!

Fiquei triste ao ler a frase abaixo:
"Lembrando que não é possível copiar arquivos provinientes da mídia de instalação."

Fiquei incubido de remasterizar o cd do fedora core 5 para instalar o SO automaticamente, colocando o ks.cfg na raiz do cd 1 do fedora e alterando a opção de boot padrão do cd, para carregar a variavel ks=cdrom, até ai tudo funcionou belezinha, após isto eu ia instalar a nossa aplicação com os scripts de %post, pois o cd 1 do fedora core 5 possui somente 655 Mb e iamos incluir os arquivos no próprio cd.

Tu sabe dizer porque não é possível copiar arquivos da mídia de instalação? Da algum erro ? é alguma restrição do Anaconda ?

No aguardo

Opa ia me esquecendo ... parabens pelo artigo, está nos meus favoritos.

Gabriel Fernandes

[4] Comentário enviado por heathcliffz em 19/04/2007 - 08:15h

ae Gabriel passei por isso também aqui no trabalho... só que fiz com o fedora 6... quanto a isso... você pode dar uma olhada no arquivo rc.local que é onde ficam as aplicações e comandos a serem executados na inicialização do sistema... bom... o que eu fiz foi colocar no %post para adcionar algumas linhas no rc.local e quando o pc reiniciar ele copia ou executa arquivos ou scripts do cd... postei uma dica sobre isso... estou esperando publicação... qualquer coisa me manda um mail que te passo meu msn!!!
T+

[5] Comentário enviado por zortrac em 01/02/2019 - 16:11h

muito bom artigo, mas gostaria de saber como fazer com um pendrive no centos 7.Obrigado


Contribuir com comentário