Hurd - O kernel da GNU

Esse provavelmente será o primeiro artigo de uma série. Nessa série pretendo esclarecer todos os mitos e polêmicas envolvendo o Hurd e mostrar o motivo do seu desenvolvimento ainda hoje e quais as possibilidades que ele pode abrir no futuro. Nessa primeira parte pretendo mostrar os conceitos básicos que envolvem esse polêmico kernel.

[ Hits: 92.273 ]

Por: Leonardo Lopes Pereira em 28/03/2005


Um pouco de história



No ano de 1985, Richard Stallman publicou o Manifesto GNU, tornando público seu interesse em escrever um sistema operacional totalmente livre, que se chamaria GNU. Na primeira edição da Gnusletter, em fevereiro de 1986, foi divulgado que o kernel do GNU seria o TRIX, um kernel monolítico desenvolvido pelo MIT (Massachusetts Institute of Technology).

Logo depois do anúncio começaram os trabalhos de correções e melhorias no TRIX. Mas em junho de 1987 a FSF (Free Software Foundation) iniciou negociações para desenvolver, em conjunto com a Universidade Carnegie-Mellon, o microkernel Mach3. Isso deixou claro que a FSF queria muito mais do que corrigir um simples kernel monolítico.

Antes de uma decisão final sobre o kernel a ser usado, pensou-se ainda em utilizar o Berkeley Sprite como kernel. Somente em 1990, quando já se tornava insuportável o fato do sistema ter quase tudo pronto, mas não ter um kernel, se decidiu que, independente de qualquer coisa, se usaria o Mach3 para desenvolver o kernel da GNU.

Mesmo com essa decisão, somente em janeiro de 1991, após o Mach3 ser lançado sobre uma licença livre, foi que os primeiros projetos de como se utilizaria o Mach3 foram descritos. Em 6 de maio de 1991 nasce o Hurd, após seu anuncio oficial (http://www.gnu.org/software/hurd/hurd-announce). Em 5 de abril de 1994 o Hurd foi capaz de iniciar pela primeira vez.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Um pouco de história
   3. Microkernel
   4. O que o Hurd é capaz de fazer atualmente?
   5. Conclusão
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Ser livre, mas manter padrões

Memórias de um usuário Linux

Linux Hoje

Linux para sua empresa

Bill Gates e Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Ragen em 28/03/2005 - 23:05h

Olá Leonardo,

Eu a um tempo atras estava discutindo com alguns amigos a sobre utilização de tecnologia *academica* na vida real. É espantoso pensar que muita das tecnologias *base* que utilizamos hoje foram desenvolvidas em sua maioria a quase 2 decadas atras.

Mas o Hurd é um ponta-pé inicial pra que eu Particularmente acho ser um marco na história computacional

Ficou muito bom ser artigo

[]`s

Ragen

[2] Comentário enviado por Bach em 29/03/2005 - 00:09h

Muito bom o artigo falta muita documentação em português a respeito. Artigos como o seu vem nos dah os caminhos das pedras.

[3] Comentário enviado por agk em 29/03/2005 - 16:52h

Está de parabéns, muito bem escrito o artigo. O projeto do Hurd é bastante interessante, no futuro quem sabe não estaremos usando GNU/Hurd ao invés de usar GNU/Linux.
[ ]'s

[4] Comentário enviado por removido em 29/03/2005 - 21:46h

parabéns !!!!
finalmente seu texto saiu ...
:0)

[5] Comentário enviado por Ale_ em 29/03/2005 - 21:56h

Explicou bem, realmente falta doc em pt_br sobre o Hurd.

[6] Comentário enviado por jroliv em 14/09/2006 - 17:41h

Ótimo artigo.
Exclareceu muita coisa.

abraço

[7] Comentário enviado por leandrorocker em 09/08/2007 - 14:07h

Essas coisas me dão medo, se os caras estão apanhando tanto pra fazer o Hurd, como é que o Linus fez o Linux tão rápido??

eu hein hehe medo do Linus

Enfim, muito legal seu artigo, parabéns, quem sabe num futuro estaremos podendo usar de maneira satisfatória o Hurd =)

[8] Comentário enviado por douglas.giorgio em 08/06/2009 - 13:51h

hum

deixa eu ver se eu entendi

nao da para usar internet no hurd?? instalei ele aki

ja ateh desanimei, se for isso msm axo que vou voltar para o freebsd

espero que o hurd evolua muito, mas por enquanto vou ficar aguardando

flw

[9] Comentário enviado por Bach em 08/06/2009 - 15:03h

Se seus drivers de rede estiverem instalados instala o Links ou o lynx e pode acessar a internet mesmo sem um servidor X :D

[10] Comentário enviado por douglas.giorgio em 08/06/2009 - 16:01h

hum, bacana

quais as vantagens dele sobre linux e bsd?? tem ambiente grafico kde ou gnome nele??, quais programas podem ser instalados neles??

ateh hj nunca vi nenhum programa que na hora de baixar tenha a opção para hurd
teria que baixar o fonte e compilar??

[11] Comentário enviado por andersonochner em 10/02/2011 - 21:15h

gostei muito viu, deixou bem claro Hurd pra mim.
Valeeu


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts