Guia Introdutório do Linux V

Quando você digita um comando, pode escolher em adicionar características para alterar o comportamento do comando. Opções e argumentos são exemplos do que usar para tal mudança. Neste novo artigo da série "Guia Introdutório" veremos o uso dos comandos e que não precisamos ficar intimidados diante da shell.

[ Hits: 41.640 ]

Por: Juliao Junior em 07/08/2007


Rodando comandos



Quando você usa a shell pela primeira vez, talvez fique um pouco intimidado se havia o hábito 100% com o ambiente gráfico do Windows. Afinal, tudo que vemos é o prompt. Como saber quais os comandos disponíveis e úteis? E como usá-los? Na verdade, a situação é melhor do que parece.

Há muita ajuda disponível e abaixo seguem alguns 'locais' onde procurar adicionais ao que veremos aqui.

Veja o PATH:

Digite 'echo $PATH'. Você verá uma lista dos diretórios contendo comandos que estão acessíveis a você. Listando os comandos nesses diretórios (usando o comando ls, por exemplo), veremos os comandos mais comuns no Linux.

Use o comando 'help':

Alguns comandos estão 'dentro' da Shell, assim você não o verá nos diretórios quando fizer como acima. O comando "help" lista esses comando e mostra opções disponíveis para cada um deles. Digite 'help | less' para ver com mais calma. :)

Use --help:

Muitos comandos incluem a opção '--help' para disponibilizar informação sobre o uso do comando. Por exemplo, digite 'cp --help | less', e verá informações sobre o comando 'cp'.

Use o comando 'man':

Para aprender sobre um comando específico, digite:

$ man comando

No acima, substitua 'comando' pelo comando que deseja obter informações.

Use o comando 'info':

O comando 'info' é outra forma para obter informação sobre comandos da shell. Este comando mode 'mover-se' entre uma hierarquia de nós para encontrar informação sobre comandos e outros itens. Só um lembrete: nem todos os comandos possuem informação sob o comando 'info'.

Se você logar como usuário root, outros comandos estarão disponíveis. Portanto, se usar 'echo $PATH', mais alguns outros diretórios surgirão como resultado.

Para saber 'onde' se encontra um comando, faça:

$ type comando

O comando 'type' mostrará a localização do comando 'comando'.

Veja um exemplo simples, mas interessante, do uso daquilo que já aprendemos até agora.

Digite na shell conforme abaixo (e tecle ENTER no fim):

$ ls /home/usuário/musicas | sort -f | less

A linha de comando acima lista o conteúdo do diretório /home/usuário/musicas (ls), ordena em ordem alfabética (sort -f), e envia tal saída para o comando 'less'. O comando 'less' mostra a primeira página da saída, e depois você pode ver o restante linha por linha (pressionando ENTER) ou uma página por vez (pressionando a BARRA DE ESPAÇO).

Mas e se você agora quiser ver o conteúdo do diretório /home/usuário? Não é preciso digitar tudo novamente. A shell possui o recurso de histórico dos comandos usados. O que você precisa fazer é:

Usar as teclas de direção (para cima ou para baixo) para ver as linhas digitadas e que estão na lista de histórico da shell. Quando chegar na linha desejada, use novamente as teclas de direção (direita e esquerda) até alcançar a posição da terceira '/'. Então é só deletar a expressão 'musicas'. Tecle ENTER, e verá uma nova saída, porém agora mostrando o conteúdo do diretório '/home/usuário'. Experimente, e veja como este recurso é útil.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Usando o shell no Linux
   2. Rodando comandos
   3. Edição e conexão de comandos
Outros artigos deste autor

CSS - Manual de Estilo (parte 3)

Guia introdutório do Linux IV

Grace - Alterando e gerando gráficos usando "fitting"

Por que os GAMES não são a chave para o Linux em desktops

Inkscape - Introdução (Parte 3)

Leitura recomendada

Ubuntu Studio 10.04 conheça e instale

10 dicas para aprender a programar por conta própria

Introdução ao Linux: O editor de texto Nano

KDEmod: Tornando mais simples o KDE do seu Arch Linux

O Linux é difícil?

  
Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts