Grip, the GNOME Ripper

Música é algo indispensável para o usuário desktop. Que tal ter toda a sua coletânea de CD's no computador, organizada e com altíssima qualidade sonora? Nesse artigo faço uma "dissecação" de um um dos melhores softwares para extração de CD's de áudio existentes, o Grip.

[ Hits: 45.393 ]

Por: Davidson Rodrigues Paulo em 20/03/2006 | Blog: http://davidsonpaulo.com/


Conclusão



O Grip é tal qual um desktop Linux para usuário doméstico, ou seja, dá trabalho pra configurar, mas depois de configurado não dá nenhum tipo de dor-de-cabeça. É só colocar o CD, inserir os nomes, clicar em 'Extrair e Codificar' e pronto. Se houver conexão com a Internet disponível então chega a ficar ridículo de tão fácil que fica.

Antes de finalizar esse artigo, entretanto, eu gostaria de deixar algumas dicas e recomendações:
  1. Não utilize bitrate fixo para codificar suas músicas. É desperdício de espaço em disco e de informação sonora;
  2. Não codifique suas músicas com 128 Kbps achando que isso é qualidade de CD, porque não é. Testes sérios realizados com dezenas de audiófilos profissionais demonstraram que a fidelidade máxima em relação ao áudio original só ocorre quando se usa 224 Kbps ou mais. Não seja miserável tentando economizar cada byte do seu HD e codifique suas músicas usando 192 Kbps de bitrate variável, ou mais;
  3. Dê preferência aos formatos FLAC (.flac) e Ogg Vorbis (.ogg), por todos os motivos citados anteriormente.

Você pode salvar as configurações do seu Grip para depois utilizar em qualquer outro computador, bastando seguir os procedimentos abaixo:

Para salvar a configuração:

$ cd ~/ && tar zcf grip-config.tar.gz .grip*

Grave o arquivo grip-config.tar.gz em um CD ou envie para o seu e-mail. Para restaurar as configurações em outro computador, basta copiar o arquivo .tar.gz para algum lugar e rodar o seguinte comando no terminal:

$ tar zxf grip-config.tar.gz -C ~/

Se você não conhecia um bom extrator de CD's para Linux, ou se conhecia o Grip mas não sabia utilizá-lo direito, espero que seus problemas tenham terminado. O Grip me surpreendeu, espero que te surpreenda também.

Abraços e até a próxima.

Referências e links relacionados


Davidson Paulo

E-mail/Google Talk: davidsonpaulo@gmail.com
ICQ: 308148129
Jabber: davidsonpaulo@jabber.org

"Porque nerd que é nerd usa Jabber" - Celso Goya

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Usuário, Grip. Grip, usuário.
   2. Inserindo as informações do CD
   3. Configurando o Grip - CD e extração
   4. Configurando o Grip - codificadores
   5. Extraindo e codificando
   6. Conclusão
Outros artigos deste autor

Fundamentos do sistema Linux - comandos do Linux

Vyatta, o concorrente livre dos roteadores Cisco

Passo a passo: Fedora autenticando usuários no Active Directory

hdparm: Tire o máximo do seu HD

Aulas particulares: Ganhando dinheiro com Linux

Leitura recomendada

Systemimager - O sistema de imagens do Linux

Utilizando o Urpmi

Nuxeo EP com MySQL no Ubuntu LTS Server Hardy 8.04

OneOrZero Helpdesk

Conceito: Evitando acidentes com visão computacional

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 21/03/2006 - 00:28h

Já o usei muito. É realmente escelente...

[2] Comentário enviado por moskito em 21/03/2006 - 10:42h

Muito bom o artigo era o que eu estava procurando.

Uma duvida: Há uma opção no Encoder que é " Inserir informações no Banco de dados SQL". Quais informaçoes vão ser inseridas e que bando de dados é esse?

[3] Comentário enviado por davidsonpaulo em 21/03/2006 - 12:18h

Salve moskito,

Essa opção (Inserir informações no banco de dados SQL) armazena as informações individuais de cada faixa em um banco de dados SQL local (MySQL ou SQLite), para que possam ser utilizadas por outros programas, como o player Amarok.

O Amarok, inclusive, faz um excelente uso dessas informações. Através das informações disponíveis no bando de dados SQL ele consegue baixar da Internet informações diversas, até mesmo a capa do CD a que a música pertence.

Abraços

[4] Comentário enviado por m3ocs-d4rksun em 21/03/2006 - 13:09h

"Já o usei muito. É realmente escelente..."
não é "escelente" não!!!
é exelente!!!
uhauhhuahua
[]'s darksun

[5] Comentário enviado por percival em 21/03/2006 - 13:29h

Muito bom o artigo...

Eu também estava procurando algo do tipo já faz um tempo. Parabéns.

[6] Comentário enviado por zezosc em 21/03/2006 - 17:15h

"Já o usei muito. É realmente escelente..."
não é "escelente" não!!!
é exelente!!!
uhauhhuahua
[]'s darksun

É EXCELENTE!!!

http://www.priberam.pt/dlpo/definir_resultados.aspx?pal=excelente

[7] Comentário enviado por nowaki em 21/03/2006 - 17:22h

huahauauh vou fingir que nem vi isso!!!!.....huahuuaau

[8] Comentário enviado por rdaraujo em 21/03/2006 - 21:52h

um codec que uso com ele e acho muito bom eh o gogo, codec de otima qualidade e velocidade, baseado no lame porem com otimizacoes.

[9] Comentário enviado por msmaximo em 22/03/2006 - 09:35h

Parabéns Davidson, show de bola!!

Apesar de preferir o RipperX, por conta de traumas com o Grip nos primórdios da sua existência, o seu tutorial foi muito enriquecedor. Principalmente na parte da "Conclusão". Ótimas dicas!

Abraço,

Marco Máximo

[10] Comentário enviado por liviocf em 02/04/2006 - 20:08h

Parabéns pelo artigo!! Show de bola mesmo!! Mas tenho umas dúvidas, estou tentando usar o grip aqui, mas não acontece nada, ou seja, não extrai e tb não codifica as trilhas!! Testei no terminal o cdparonia direto e dá um erro:
006: Could not find a way to read audio from this drive.
Se vc puder ajudar, agradeço!!!
Abraços,
Lívio Figueirêdo

[11] Comentário enviado por davidsonpaulo em 03/04/2006 - 11:10h

Lívio,

O problema pode ser a configuração da extração de áudio. Há dois modos de extração: analógico e digital. O modo de extração analógico requer um cabo adicional no drive de CD-ROM, mas isso não é mais usado. Procure nas configurações do seu servidor de som do GNOME, KDE etc, e verifique se há como selecionar o modo de extração de áudio do CD, mudando-o para digital.

Se não for nada disso, o problema pode ser o dispositivo de CD, que está errado. E, além disso, você já fez a tentativa com outros CD's ou apenas com um? Certifique-se disso e qualquer coisa posta aí.

Abraços,

Davidson

[12] Comentário enviado por liviocf em 04/04/2006 - 18:57h

Na verdade uso o xfce e slackware 10.1! E não sei mesmo onde devo procurar por isso!! Mas uma informação: não uso ALSA, pois tava dando problema aqui!! Uso OSS direto, sem emulações pelo alsa!! Se puder ajudar vou agradecer!!!
Na verdade já agradeço!!

Abraços,

Lívio

[13] Comentário enviado por josir em 12/05/2007 - 14:22h

O grip está funcionando perfeito e bem melhor que os programas para Windows. O problema é que os arquivos estão vindo todos sem acentos e em minúscula. Alguém tem alguma dica de como resolver isso?

Ubuntu 6.10 / Grip 3.3.1 / Ext3

[14] Comentário enviado por RWEU em 28/10/2008 - 13:32h

Cara,

Muito bom o seu TUTO, estava procurando um Ripador para usar no Zenwalk e este veio bem a calhar.

Muito bom..!!!

Em tempo: Ripei e encodei um CD em oggenc, mas ele não quer tocar no Amarok, voce poderia me dar alguma orientação.????
Voce pode responder se possível no fórum do ZEN, ou aqui mesmo:

http://forum.zenwalk-br.org/viewtopic.php?f=11&t=71

http://www.vivaolinux.com.br/topico/Zenwalk/OGG-No-Amarok

Grato


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts