Grip, the GNOME Ripper

Música é algo indispensável para o usuário desktop. Que tal ter toda a sua coletânea de CD's no computador, organizada e com altíssima qualidade sonora? Nesse artigo faço uma "dissecação" de um um dos melhores softwares para extração de CD's de áudio existentes, o Grip.

[ Hits: 45.379 ]

Por: Davidson Rodrigues Paulo em 20/03/2006 | Blog: http://davidsonpaulo.com/


Configurando o Grip - CD e extração



O Grip é um programa que surpreende pela flexibilidade na sua configuração. Usuários com pouco conhecimento sobre o sistema e/ou codificação de áudio, entretanto, podem ficar um pouco atrapalhados (ou completamente perdidos mesmo) diante das opções disponíveis. Para ajudar esses usuários, explicarei aqui como configurar o Grip, deixando-o "em ponto de bala" para extrair suas músicas de forma rápida, organizada e obtendo arquivos de alta qualidade.

Configurando o drive de CD


As configurações estão todas reunidas na aba 'Configuração', dentro da qual estão dispostos os vários itens que podem ser configurados. O primeiro desse itens é o drive de CD, como podemos ver na figura abaixo:


Uma rápida explicação das principais opções disponíveis para esse item:
  • Dispositivo de CD-ROM: informe aqui o caminho completo para a unidade que você está usando para ler os CD's de áudio. O Grip usa, por padrão, o caminho /dev/cdrom. Se o seu sistema utilizar outra localização para o drive (como /dev/cdrw, /dev/hdc ou /dev/dvd), você precisará digitar aqui;
  • Tentar outra maneira de expulsar o CD: às vezes o Grip pode não conseguir ejetar o CD-ROM pelo método convencional. Se isso estiver acontecendo, você pode marcar essa opção para que ele tente outras formas de ejetar o disco.

Configurando a extração


A extração é, como o nome sugere, o processo onde as faixas são extraídas do CD, sendo gravadas no computador em um formato de áudio sem compressão (WAV, 44.1 Khz, 2 canais, 16 bits), para posterior codificação.

O Grip utiliza, por padrão, o cdparanoia para extrair as faixas, que é o utilitário padrão no Linux para essa tarefa. Ele possui recursos avançados de leitura de faixas, bem como detecção e correção de erros de leitura. Sabe aqueles CD's que estão riscados e ficam "pulando" quando você põe pra tocar? O Grip dá um jeito de copiá-los sem os "pulos", substituindo as áreas que não podem ser lidas por ruído branco (ruído branco é um ruído parecido com o barulho que uma TV fora de sintonia faz: "sssshhhhhhh").

Na figura abaixo você pode ver a aba de configuração 'Extrator':


Abaixo as principais opções de configuração:
  • Extrator: seleciona qual o aplicativo que será utilizado para extrair as faixas. É altamente recomendado utilizar o cdparanoia;
  • Desabilitar paranoia: desabilita a leitura avançada e a detecção de erros. Isso vai fazer a extração ser bem mais rápida, mas muito mais propensa a sofrer falhas de leitura. Só desabilite essa opção se você tiver absoluta certeza de que o disco está em perfeito estado, sem apresentar nenhum problema durante a reprodução;
  • Desabilitar paranoia extra: desabilita a detecção e o reparo dos defeitos que fazem o CD "pular" durante a reprodução. Só desabilite essa opção se o seu CD estiver tão ferrado que o cdparanoia fique "duzentos anos" tentando extrair a faixa sem progredir, pois as faixas serão gravadas com os "pulos" se você fizer isso;
  • Calcular ajuste de ganho: você já deve ter reparado que existem alguns CD's que são gravados num volume maior, outros em volume menor. Essa opção calcula o quanto é necessário aumentar ou diminuir o volume das faixas para que fiquem num nível padrão. Essa função só terá utilidade se depois você configurar o 'Replay Gain' nas configurações de codificação.

Há ainda outra aba de configuração, a 'Opções', como podemos ver na figura abaixo:


As principais opções nesse item são:
  • Extrair automaticamente ao inserir: quando você colocar um novo disco, o Grip já começa a extração sem esperar que você dê algum comando. Útil para extrair uma grande quantidade de CD's um após o outro, desde que seja possível obter as informações de todos os CD's via CDDB;
  • Expulsar automaticamente após extrair: quando terminar de extrair todas as faixas selecionadas, ejeta o CD;
  • Delay encoding until disc is ripped: o processo de codificação consiste em 2 passos. No primeiro, as faixas são extraídas para um formato sem compressão e, no segundo, o arquivo extraído é codificado para o formato desejado. Se você marcar essa opção, o processo de codificação só será iniciado depois que todas as faixas do CD tiverem sido extraídas. Utilize essa opção para acelerar o processo de extração de vários CD's seqüencialmente.

Configurado o CD e o extrator, precisamos agora configurar o codificador, que converterá nossas músicas para um formato de áudio que ocupe menos espaço em disco. Vamos lá.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Usuário, Grip. Grip, usuário.
   2. Inserindo as informações do CD
   3. Configurando o Grip - CD e extração
   4. Configurando o Grip - codificadores
   5. Extraindo e codificando
   6. Conclusão
Outros artigos deste autor

Hyperic HQ: monitore sua rede like a boss

Instalando um sistema Debian GNU/Linux completo em 20 minutos

Fundamentos do sistema Linux - usuários e grupos

Zenwalk Core: Para quem só quer o essencial

Dual-boot: instalando o Windows depois do Linux

Leitura recomendada

Controlando projetos com o Subversion

Como construir um pacote TGZ do zero

Monitorando processos no Linux com o Htop

Instalação do Deepin 14.1 - Uma distribuição fantástica

MrProject: O gerenciador de projetos (MSProject) para Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 21/03/2006 - 00:28h

Já o usei muito. É realmente escelente...

[2] Comentário enviado por moskito em 21/03/2006 - 10:42h

Muito bom o artigo era o que eu estava procurando.

Uma duvida: Há uma opção no Encoder que é " Inserir informações no Banco de dados SQL". Quais informaçoes vão ser inseridas e que bando de dados é esse?

[3] Comentário enviado por davidsonpaulo em 21/03/2006 - 12:18h

Salve moskito,

Essa opção (Inserir informações no banco de dados SQL) armazena as informações individuais de cada faixa em um banco de dados SQL local (MySQL ou SQLite), para que possam ser utilizadas por outros programas, como o player Amarok.

O Amarok, inclusive, faz um excelente uso dessas informações. Através das informações disponíveis no bando de dados SQL ele consegue baixar da Internet informações diversas, até mesmo a capa do CD a que a música pertence.

Abraços

[4] Comentário enviado por m3ocs-d4rksun em 21/03/2006 - 13:09h

"Já o usei muito. É realmente escelente..."
não é "escelente" não!!!
é exelente!!!
uhauhhuahua
[]'s darksun

[5] Comentário enviado por percival em 21/03/2006 - 13:29h

Muito bom o artigo...

Eu também estava procurando algo do tipo já faz um tempo. Parabéns.

[6] Comentário enviado por zezosc em 21/03/2006 - 17:15h

"Já o usei muito. É realmente escelente..."
não é "escelente" não!!!
é exelente!!!
uhauhhuahua
[]'s darksun

É EXCELENTE!!!

http://www.priberam.pt/dlpo/definir_resultados.aspx?pal=excelente

[7] Comentário enviado por nowaki em 21/03/2006 - 17:22h

huahauauh vou fingir que nem vi isso!!!!.....huahuuaau

[8] Comentário enviado por rdaraujo em 21/03/2006 - 21:52h

um codec que uso com ele e acho muito bom eh o gogo, codec de otima qualidade e velocidade, baseado no lame porem com otimizacoes.

[9] Comentário enviado por msmaximo em 22/03/2006 - 09:35h

Parabéns Davidson, show de bola!!

Apesar de preferir o RipperX, por conta de traumas com o Grip nos primórdios da sua existência, o seu tutorial foi muito enriquecedor. Principalmente na parte da "Conclusão". Ótimas dicas!

Abraço,

Marco Máximo

[10] Comentário enviado por liviocf em 02/04/2006 - 20:08h

Parabéns pelo artigo!! Show de bola mesmo!! Mas tenho umas dúvidas, estou tentando usar o grip aqui, mas não acontece nada, ou seja, não extrai e tb não codifica as trilhas!! Testei no terminal o cdparonia direto e dá um erro:
006: Could not find a way to read audio from this drive.
Se vc puder ajudar, agradeço!!!
Abraços,
Lívio Figueirêdo

[11] Comentário enviado por davidsonpaulo em 03/04/2006 - 11:10h

Lívio,

O problema pode ser a configuração da extração de áudio. Há dois modos de extração: analógico e digital. O modo de extração analógico requer um cabo adicional no drive de CD-ROM, mas isso não é mais usado. Procure nas configurações do seu servidor de som do GNOME, KDE etc, e verifique se há como selecionar o modo de extração de áudio do CD, mudando-o para digital.

Se não for nada disso, o problema pode ser o dispositivo de CD, que está errado. E, além disso, você já fez a tentativa com outros CD's ou apenas com um? Certifique-se disso e qualquer coisa posta aí.

Abraços,

Davidson

[12] Comentário enviado por liviocf em 04/04/2006 - 18:57h

Na verdade uso o xfce e slackware 10.1! E não sei mesmo onde devo procurar por isso!! Mas uma informação: não uso ALSA, pois tava dando problema aqui!! Uso OSS direto, sem emulações pelo alsa!! Se puder ajudar vou agradecer!!!
Na verdade já agradeço!!

Abraços,

Lívio

[13] Comentário enviado por josir em 12/05/2007 - 14:22h

O grip está funcionando perfeito e bem melhor que os programas para Windows. O problema é que os arquivos estão vindo todos sem acentos e em minúscula. Alguém tem alguma dica de como resolver isso?

Ubuntu 6.10 / Grip 3.3.1 / Ext3

[14] Comentário enviado por RWEU em 28/10/2008 - 13:32h

Cara,

Muito bom o seu TUTO, estava procurando um Ripador para usar no Zenwalk e este veio bem a calhar.

Muito bom..!!!

Em tempo: Ripei e encodei um CD em oggenc, mas ele não quer tocar no Amarok, voce poderia me dar alguma orientação.????
Voce pode responder se possível no fórum do ZEN, ou aqui mesmo:

http://forum.zenwalk-br.org/viewtopic.php?f=11&t=71

http://www.vivaolinux.com.br/topico/Zenwalk/OGG-No-Amarok

Grato


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts