Como organizar biblioteca de músicas no computador

Uma biblioteca organizada é aquela que possui os títulos das músicas, artistas, número da faixas, capas dos álbuns e demais dados referentes a música preenchidos de maneira completa e verídica. Esta organização deve ser tanto nas pastas onde os arquivos são localizados quanto nas tags. É possível fazer isso manualmente ou automaticamente.

[ Hits: 27.318 ]

Por: Mauricio Witzgall em 18/02/2011


Como organizar e quais programas posso usar?



Resumo:

Uma biblioteca organizada é aquela que possui os títulos das músicas, artistas, número da faixas, capas dos álbuns e demais dados referentes a música preenchidos de maneira completa e verídica. Esta organização deve ser tanto nas pastas onde os arquivos são localizados quanto nas tags. É possível fazer isso manualmente ou automaticamente. Leia abaixo.

O que preciso?

Você deve possuir um player da categoria Jukebox, ou seja, um programa que consiga ler informações adicionais contidas nas músicas (chamadas tags), como gênero, álbum, ano, capa do álbum etc. Exemplo de programas conhecidos são:
  • Itunes (Windows, Mac)
  • Winamp (Windows)
  • Windows Media Player (Windows)
  • Rhythmbox (Linux)
  • Banshee (Linux)
  • Amrok (Linux)
  • Entre muitos outros...

Como organizar?

Você pode organizar as musicas manualmente ou automaticamente.

Manualmente: Você baixa da internet as capas e digita as tags diretamente em seu player. Há softwares em todos os sistemas operacionais que possui editores avançados de arquivos em massa, como mp3tageditor, Picard etc.

Este método é o melhor, porém muito trabalhoso. Se você é um usuário que possui muitas músicas no computador e não dispõe de tempo para organizá-las, então faça de maneira automática.

Automaticamente: Hoje há no mercado programas que fazem isso automaticamente para você. Vou citar alguns mais relevantes.

Winamp: Plataforma Windows, possui recurso chamado Auto-tag que procura na internet as tags, ao final da pesquisa o programa da sugestões quanto ao grau de confiabilidade das tags relacionadas. Ele não pesquisa a arte da capa do álbum. Auto-tag é recurso gratuito.

Obs.: Se optar por usar o Winamp apenas para o serviço de auto-tag, então indico adicionar as músicas em playlist e não na biblioteca dele. O Winamp deve ser versão full e não lite, testei emulando ele no Wine e ficou um tanto lento.
Iartwork: Procura capas na internet, é pra Windows.
TuneUp Media: Plataforma Windows e Mac, é um plugin para Itunes ou Windows Media Player, procura tags e capas de álbuns na internet. Faz tudo automático, é realmente um excelente plugin, possui interface gráfica agradável, dá sugestões das músicas que faltam para completar o álbum, e se você tiver conta na Itunes Store pode comprar a música com alguns cliques. Programa gratuito para as primeiras 100 músicas, com 29 dólares você compra licença vitalícia.

Obs.: A licença é ativada e liberada pelo MAC da placa mãe, portanto não tente usá-la em outros PCs, pois podem bloqueá-la por possível tentativa de pirataria.
Jaikoz: Plataforma Linux, procura apenas as tags na internet, possui também outros recursos avançados para edição de tags. Programa escrito em java. O programa é eficiente porem demora bastante tempo para fazer a busca online.
Banshee: Player para Linux, baixa e coloca capa dos álbuns enquanto você escuta a musica (Se o álbum estiver com o nome correto).
Google Imagens: Caso não ache a capa, nada como o bom e velho Google.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Como organizar e quais programas posso usar?
   2. E as minhas pastas? Como ele organiza automaticamente?
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Terminais leves com LTSP - Linux Terminal Server Project

Instalar o Composer - Framework para o Ginga - NCL

Aplicativos para gerenciar a Área de Transferência (Clipboard)

Elog - Documentação eletrônica

Desenvolvendo um servidor DNS no CentOS

  
Comentários
[1] Comentário enviado por julio_hoffimann em 18/02/2011 - 15:24h

Oi Mauricio,

Parabéns pelo artigo, é muito útil organizar os arquivos de música com certeza. Só fiquei curioso como fazê-lo.

Da próxima vez você poderia tratar apenas os principais players LINUX e explicar o passo a passo. Quando comecei a ler o artigo, vi o Winamp, depois outros dois aplicativos que não rodam no nosso sistema. Pensei comigo, estamos no Viva o Linux para ver dicas sobre Linux e software livre em geral. Veja como uma crítica construtiva.

Grande abraço!

[2] Comentário enviado por paulopatto em 18/02/2011 - 17:45h

Olá mauwitz, pelo menos no ubuntu eu tenho costume de usar o EasyTag ou o Picard MusciBrainz, porém como se trata de linux venho estudando um pouco para poder desenvolver um plugin bom para o Rhythmbox. Porém esses dois são show sendo que no EasyTag você pode até inserir a capa do album.

[3] Comentário enviado por VonNaturAustreVe em 18/02/2011 - 19:00h

Eu utilizo o amarok como player padrão de músicas, costumo organizar minha músicas na estrutura: Gênero > artista > álbuns > músicas

[]'s

[4] Comentário enviado por eldermarco em 18/02/2011 - 20:33h

Certa vez me dei conta de que a minha biblioteca estava crescendo e de maneira desorganizada. Ouvir falar do easyTag, instalei e passei semanas editando mais de 400 músicas e colocando nos diretórios de acordo com a ordem Arstista > Álbum > Música. Deu um trampo danado, principalmente por editar cada arquivo individualmente e ainda achar aquelas músicas no qual não apareciam em álbum algum do artista. Hoje, depois de todo esse trabalho, eu só deixo uma música entrar na minha biblioteca se eu tiver editado e revisado cada tag dela. Fiquei super chato com isso.. =)

[5] Comentário enviado por nicolo em 19/02/2011 - 14:50h

O WinAmp roda no wine e portanto no Linux, a não ser que o WINE não seja "Nosso Sistema".

Taí, Gostei. Simples , objetivo, instrutivo e educativo. Fazer algo organizado
é muito difícil.
Mais méritos do artigo: No enrolation, sucinto.
Nota 10

[6] Comentário enviado por julio_hoffimann em 19/02/2011 - 14:55h

Nicolo,

Leia este artigo e entenderá do que estou falando: http://www.vivaolinux.com.br/artigo/GNU-Linux-Liberdade-e-Cosmovisao/

Abraço!

[7] Comentário enviado por nicolo em 19/02/2011 - 15:47h

Julio Hoffman
Já havia lido aquele tal artigo e ele não diz nada. É uma dessas coisas como o futebol.

[8] Comentário enviado por stack_of em 20/02/2011 - 10:21h

Sugiro armazenamento em formato sem perdas. Recomendo o FLAC, mas tem outros formatos bons (Wavpack, WMA, TTA, etc...).

[9] Comentário enviado por rafaelocremix em 20/02/2011 - 22:06h

Belo artigo amigo. Eis uma das coisas que tenho que fazer no Windows porque não acho um substituto a altura no Linux. Você não mencionou um programa que é excelente chamado MediaMonkey para Windows. Ele organiza a biblioteca em massa, converte, grava cds, otimiza, monitora, corrige e faz de tudo. É gratuito, exceto alguns recursos de conversão e monitoramento que são dispensáveis. Devido a extrema eficiência do MediaMonkey, não consigo uma solução que o substitua, nem no Windows, nem no Linux.

[10] Comentário enviado por evandronabor em 21/02/2011 - 23:19h

Parabéns cara, excelente artigo !

[11] Comentário enviado por removido em 22/02/2011 - 13:04h

acho que eu estou no lugar errado, pensei que era o VIVA O LINUX........

[12] Comentário enviado por mauwitz em 24/02/2011 - 08:38h

Pessoal, muito obrigado pelos elogios. Eu adoro linux, inclusivo tento sempre usar somente ele, porém nessa área de organização AUTOMATICA para arquivos em grande massa o linux é precário, e eu não vou deixar de organizar minha biblioteca por causa disso. Portanto se alguem conhecer alguma maneira de fazer isso no linux eu fico muito grato, afinal esse é um dos propósitos do artigo.
Respondendo as perguntas: Tentei rodar Winamp no Wine e ficou muito lento, O Picard não é muito eficiente tenteu usar mas ele não encontra nada das tags das minhas musicas. O MediaMonkey nunca ouvi falar mas concerteza vou testa-lo.
OBRIGADO A TODOS!

[13] Comentário enviado por removido em 25/02/2011 - 10:36h

Artigo claro, objetivo e instrutivo. Realmente, você poderia ter mantido o foco em programas open-source, mas não deixa de nos ser informativo.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts