Gravação de CDs com o K3B

Para trabalhar com o K3B não é necessário mágica. Neste tutorial você aprenderá algumas técnicas que vão facilitar sua vida, isto se você não sabe muito sobre gravação de cd's. Tentei colocar aqui todo o material necessário para que alguém grave CDs com o K3b, que por sinal é tão bom quanto o NERO.

[ Hits: 32.545 ]

Por: Roberson Carlos em 07/02/2005 | Blog: http://carlrobers.wordpress.com


Iniciando o processo de gravação



Para iniciar um projeto de gravação, vá até o menu "Arquivo >> Novo Projeto >> Novo Projeto de Áudio" e em seguida a janela de projetos vai ser alterada. Vá ao "Explore" e selecione as músicas que você deseja gravar e arraste-as para a janela de projetos.

Caso as músicas que você deseja gravar estejam em um CD no drive leitor, então clique no seu drive a partir do "Explore", ao lado dele aparecerão as músicas contidas no CD, selecione as que você deseja ripar, caso você deseja editar o álbum (dar nomes as músicas), então clique com o botão direito do mouse sobre qualquer parte desta caixa, surgirá um popup-menu, nele clique sobre "Edit Album CDDB Info" e edite a nova janela que surge. Clique na coluna artista e na linha que você deseja editar, tipo se você quer editar a música 1, ela está na linha 1 então clique na coluna artista e edite, clique no título e edite.

Caso você tenha acesso à Internet, não será preciso fazer tudo isto, pois o K3b acessa um banco de dados na rede e fornece as informações necessárias para o CD.

Clique na engrenagem que existe no alto desta mesma caixa, na janela que surgir (intitulada "Ripar CD"), na guia opções selecione o diretório onde ficarão suas músicas, clique na engrenagem que está abaixo, para configurar o padrão de ripagem, nesta janela (Opções -K3b) que se abre clique em "Sistema avançado de customização de padronagem" em "Padronagem de Diretório" coloque algo como "musicas/%a/%m" para salvar as músicas ripadas em um diretório chamado "musicas" seguido de diretórios com o nome do álbum e nome do artista.

Em "Padronagem de nome do Artista" coloque algo como "%n - %t_%a", onde %n é o Número da música, e %t é o Título, e %a é o nome do Artista. Clique em "See special strings" para fazer suas próprias customizações, se você usar os parâmetros que aqui descrevi você terá uma saída assim: "/musicas/Pet Shop Boys/05-Was it Work it_Pet Shop Boys.wav". Clique em "OK" e em "Iniciar Ripagem", as músicas serão ripadas para o diretório especificado na caixa "Destination" onde tem o textbox "Diretório base destino", dentro deste diretório vêm os que foram especificados na janela de opções.

Coloque um CD na bandeja do drive gravador e clique em um botão em formato de CD na parte inferior do programa, na parte onde ficam os projetos. Este botão chamará uma janela, onde deve-se especificar o drive de gravação para que ele possa ver quantos MB existem no CD. Vá até o menu "Projeto" e selecione a opção Queimar ou Pressione simultaneamente CTRL+B, será exibida uma outra janela, nesta janela temos três guias (Gravando, CD-Texto e Avançado), na guia Gravando, vamos começar do início para o fim da guia, em Dispositivo de Gravação selecione seu gravador, e em velocidade a velocidade que ele suporta para fazer o tipo de gravação, neste caso gravação de Áudio, caso esteja em dúvida, marque a caixa "Simulação" e baixe a velocidade para 4x. Lembre-se que a velocidade deve ser aceita pelo CD, pois às vezes o gravador consegue fazer cópias exatas em segundos, porém a mídia (CD) não suporta e o CD acaba inutilizado. Em Write Mode, Marque o combo box como "DAO" (Disk At Once) se o tipo de projeto for de Áudio (lembre-se que nem todos os drives suportam este tipo de gravação) e deixe em "Auto" caso contrário, se você deixar em Auto o K3b automaticamente escolherá o tipo de gravação, mas só deixe assim caso o projeto não seja de dados.

A opção "Simular", como o nome já diz, simula uma gravação, ou seja, faz de conta que está gravando, o que é útil caso você queira saber se o drive suporta algum tipo de gravação e não quer perder nenhum CD.

A opção "On The Fly" copia os arquivos direto para o CD virgem, sem passar primeiro por um diretório temporário, o que torna a gravação ficar muito mais rápida, porém corre-se um minúsculo risco de se danificar a gravação.

A opção "BurnFree" faz o K3b habilitar o "BurnProf", que protege o CD de danos por falta de memória.

Na guia "CD-Texto" insere-se informações sobre o artista, que alguns aparelhos de som conseguem ler. Isto só ajuda no valor estético do CD.

Na guia "Avançado", dentro do frame "Configurações" tem-se a caixa "Normalize Volume Levels", caso esta opção esteja acessível e você a marcar então todas as músicas terão a mesma intensidade sonora. Caso você tenha pegado as músicas da internet, com certeza uma deve estar mais alta que a outra, ative esta opção para normalizar o volume.

Clique em gravar para Queimar o CD.

A opção On The Fly copia os arquivos direto para o CD virgem, sem passar primeiro por um diretório temporário, isto faz a gravação ficar muito mais rápida, porém corre-se um minúsculo risco de se danificar o CD.

A opção BurnFree faz o K3b habilitar o BurnProf, que protege o CD de danos por falta de memória.

Na guia CD-Texto insere-se informações sobre o artista. Alguns aparelhos de som conseguem ler estas informações, isto só ajuda no valor estético do CD. Na guia Avançado, dentro do frame Configurações tem se caixa "Normalize Volume Levels", caso esta opção esteja acessível e você a marcar então todas as músicas terão a mesma intensidade sonora. Caso você tenha pegado as músicas da Internet, com certeza uma deve estar mais alta que a outra, ative esta opção para normalizar o volume.

Clique em gravar para queimar o CD.

Para dar início a um projeto de dados, vá em (Arquivo >> Novo Projeto >> Novo Projeto de Dados) na caixa de Projetos será exibida uma guia intitulada "Dados1", escolha os arquivos que você deseja gravar, você pode por exemplo querer gravar um CD com arquivos MP3 ou um CD com Imagens em diversos formatos, lembre-se que o formato dos arquivos não será alterado como é o caso do CD de áudio que é convertido para *.cda. Após arrastados para dentro do projeto os arquivos, pressione CTRL+B. Na janela que surge (Projeto de Dados) as opções mudam um pouco do projeto de áudio, existem neste 5 guias na primeira (Gravando), selecione os dispositivos, ou seja, seu gravador e a velocidade que deve ser gravado o projeto. Em "Writing Mode" deixe como "Auto". As opções não mudam das opções explicadas no projeto de áudio: Simular para Simular uma gravação, faz de conta que está gravando; On The Fly para gravar direto para o Cd, se esta opção estiver habilitada a cópia será feita com muito mais velocidade; BurnFree ativa o BurnProf que protege o projeto contra falhas na memória; Somente criar imagem como o nome já diz criará uma imagem.

Caso a opção On the fly não estiver marcada a uma caixa a direita que antes estava desativada agora está acessível nela digite o diretório onde deverão ficar os arquivos temporários, estes arquivos são criados e removidos caso a caixa Remover imagem esteja marcada. Caso você tenha pouco espaço em disco talvez ocorra um erro na gravação da imagem, uma quantidade mínima aconselhável é de 750MB.

Se você não quer ficar re-editando isto toda vez que abre esta janela Clique no botão "Salvar Padrões do Usuário".

Na guia de Configurações, no combo box "Datatrack Mode" escolha "Mode1" caso seu projeto seja um projeto de dados puro, ou seja, não tem músicas em formato *.cda para tocar em aparelhos de som, tipo aqueles cds que vem com um programinha em Flash que roda automaticamente quando você insere o mesmo em um Drive (deve se ter o OS Windows), o cd tem um autorun que chama a animação Flash que estão gravados no fim do cd, assim quando o cdplayer do seu carro procurar por músicas ele encontrará nas primeiras trilhas do cd, caso não fosse assim, caso existisse um arquivo, por ex: o autorun, no início do cd então os cdplayers iriam procurar um arquivo *.cda e não encontrando retornariam uma mensagem de erro tio "No Disk", se os dados forem gravados no final do cd onde não cause interferência para as músicas o cd funcionará corretamente nos cdplayers e também nos drivers de computador, pois os mesmos não se importam com o tipo de dado o negócio deles é exibir sem complicar ;).

Na guia "Configurações" ainda existe a caixa para determinar o Tipo de Sessão:
  • No multisession: Esta opção vai finalizar o cd, e mesmo se existir uns 30MB livres no cd eles serão perdidos, só use está opção caso você não for gravar mais nada no cd.
  • Start multisession: Se esta opção estiver ativa, o cd ficará aberto para posteriormente ser gravado mais arquivos, apesar de ser uma bela opção uma vez ou outra, muitas vezes outras, você corre o risco de perder o cd, para minimizar ainda mais este risco, quando o cd estiver quase cheio não grave mais nada nele, pois se você passar pela faixa de risco é quase certo que este cd seja inútil para alguns leitores. Continue multisession: Esta opção de ser marcada caso você queira adicionar arquivos a um cd, antes o cd deve ter sido criado com a opção Start Multisession ativa.
  • Finish multisession: Finaliza um cd com um Projeto criado com a opção Start Multisession.

Na guia "Descrição do Volume" insira as informações para o cd.

Na guia "Filesystem" não tem muito o que se mexer, se você não é um perito em gravação de cds então não arrisque mexer nesta guia e vá para a Próxima.

No Frame "Sistema de Arquivo" nunca deixe a caixa "Gerar extensões Joliet" marcada sozinha! Caso isto aconteça, o cd não irá funcionar em alguns tipos de plataformas, A caixa "Gerar UDF Structures (formato de disco universal)", adiciona uma estrutura ao iso9660 que é usado pelo Rock Ridge, o UDF é usado em DVD"s.

Para você entender melhor toda esta coisa de Sistema de Arquivos leia o que se segue:

Um sistema de arquivo de uma forma geral e vista de um ponto de vista não pseudo e nem abstrato é a forma que são criados os nomes dos arquivos, lembra-se que no MS-dos era exigido que os arquivos tivessem uma determinada quantidade de caracteres para o nome do arquivo e uma determinada quantidade de caracteres para a extensão do arquivo algo como "8.3", se existi-se um arquivo de imagem chamado "01cruzeiro_tríplice_coroa.jpeg" então ele ficaria assim "01cruz~1.jpg".

Olhando a partir deste exemplo dá a entender que precisamos de um formato que aceite no mínimo 255 caracteres para o nome do arquivo e 8 para a extensão, e que use caracteres iso8859 que corresponde ao alfabeto latino ou um equivalente o Rock Ridge tem estas qualidades.

No Frame Links Simbólicos Existem 2 caixas, são elas: Descartar todos os links simbólicos: Se esta opção estiver habilitada, serão ignorados todos os links existentes nos arquivos que você está gravando (links simbólicos são chamados atalhos no Windows).

Descartar links simbólicos quebrados: Esta opção diz-se dos links que apontam para arquivos que não existam, caso esteja habilitada, eles serão descartados.

Lembre-se que estas opções necessitam que o sistema de arquivos seja Rock Ridge.

Se a caixa que existe no Frame Permissões estiver marcada, serão preservados, todas as permissões dos arquivos, tipo se somente o usuário1 tiver acesso aos arquivos de música do tipo MP4, e no computador de um outro usuário, não existir um usuário chamado usuário1 ele não terá acesso ao tipo de arquivo. É melhor deixar esta caixa desmarcada, a não ser que seja por uma boa causa.

Uma outra informação importantíssima está no Frame Tratamento de espaço em Branco:
  • Nenhuma Mudança: Não altera nada.
  • Retirar: Retira os espaços contidos nos arquivos (ex: "g3nova home page" Ficaria assim "g3novahomepage").
  • Remover Estendido: Retira os espaços e Deixa a Primeira letra maiúscula (ex: "g3nova home page" Ficaria assim "G3novaHomePage").
  • Substituir com: Substitui os espaços por caracteres informados na caixa de texto (ex: "g3nova home page" Ficaria assim "g3nova_home_page")

A guia Avançado é uma das guias mais importantes, não que as outras não sejam, mas ela tem seu valor mais um, nela nós vamos configurar o sistema de arquivos iso9660.

O primeiro CheckBox (Criar Arquivos TRANS.TBL) refere-se a criação de preferências especiais no sistema de arquivos iso9660, caso se marque esta caixa o arquivo TRANS.TBL será criado.

O Nível ISO configura o nível de conformidade, para estas configurações tem-se três níveis:
  • Nível 1: Os nomes de arquivos serão tratados como os nomes de arquivos do MS-dos (8.3).
  • Nível 2: Os níveis podem consistir de uma única seção.
  • Nível 3: Sem restrições.

Clique em gravar para iniciar o processo de gravação. Caso ocorra algum erro a gravação será interrompida.

Para se continuar um projeto que antes já havia sido iniciado usando o método de multi basta ir até "Projeto >>Importar Sessão", ele solicitará o local onde o cd que contem o projeto a ser importado.

Esse tipo de sessão é muito útil quando o interesse é gravar um cd de BackUp, para se entender melhor siga o exemplo: Coloque um cd vazio no drive de gravação, inicie um projeto de dados, arraste alguns arquivos que se queira gravar para a caixa de visualização de projetos (Project View) deixe algum espaço em branco, não ocupe todo o cd, pressione <Ctrl+B>, na janela que se abre vá até a guia configurações e escolha Start Multisession Clique em Gravar. Após ter terminado o processo de copia do cd inicie um novo projeto de dados, vá até "Projetos >> Importar Sessão" na mini janela que se mostra selecione o dispositivo gravador e clique em ok, escolha mais alguns arquivos até completar o cd e Pressione <Ctrl+B> novamente, clique em gravar para gravar seu projeto.

Se você tem um Cd-Rw e quer apagá-lo com o K3b isto se torna simples, vá ao menu "Ferramentas >> Apagar CD-RW..." uma janela vai surgir, nela selecione o dispositivo gravador, a velocidade, caso a velocidade que for informada for mais alta que a velocidade de gravação que sua mídia (cd) suporta então automaticamente ela, a velocidade, será reduzida. Nessa parte não é necessário muita explicação, pois tudo é muito bem comentado.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Iniciando o processo de gravação
Outros artigos deste autor

Modem 3G no Ubuntu Linux 8.04 - Qualquer operadora

Corel Draw - Codeweavers - CrossOver Linux

Amarok: migrando de SQLite para MySQL

Gerando arquivos JAR com o Eclipse

Alterando as permissões de um arquivo

Leitura recomendada

Image2mpeg - Prepare suas imagens para apresentação em DVD

Kommander & KDialog

Instalar programas no Linux é mais fácil?

Como instalar e configurar o bbkeys (parte 1)

Instalando OpenWrt no TP-LINK WR740N(BR)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabianotecnico em 07/02/2005 - 17:57h

Excelente artigo...

E BEM ATUALIZADO..com o Programa!

[2] Comentário enviado por pazigrafio em 08/02/2005 - 16:23h

Ei Roberson, gostaria de saber se vc sabe se o k3b grava projetos de outros programas tipo o Nero ou o Clone cd...ah, e por acaso existe algo parecido com o NeroImage creator (criador de capas) para o K3b ou similares? brigadão, Pazi..

[3] Comentário enviado por buzzard em 09/02/2005 - 23:20h

Putis a pergunta do pazigrafio é a mesma que a minha
Existe algo como o NeroImage Creator?

[4] Comentário enviado por stringuetta em 10/02/2005 - 10:23h

ai velhinho belo artigo...

valew!!!

[5] Comentário enviado por fugger em 14/03/2005 - 10:57h

Realmente eu estava com dúvidas com gravação de CDs. Este artigo tirou minhas dúvias, bem vamos instalar o K3B.

[6] Comentário enviado por robersonfox em 02/04/2005 - 18:05h

# buzzard e pazigrafio
--------------------
Meus caros amigos buzzard e pazigrafio

A idéia principal do NeroImage Creator senão a única é criar imagens, podendo estas serem nos Formatos ISO e o formato nrg que pertence a Ahead Software, vejam bem, quando você inicia seu Nero e vai salvar algo em um arquivo de imagem o formato a ser gravado é insignificante, veja porque, De toda forma quem cria a imagem é o Nero e quem a grava também caso o nero somente criasse as imagens e não as gravasse aí sim deveríamos nos preocupar, visto isto, então não é preciso se preocupar Muito com um programa semelhante ao NIC, agora se a pergunta fosse:
Existe algum programa que grava o Arquivo nrg no linux ou faz imagens no formato ISO? Seria diferente, entendem?

[7] Comentário enviado por nexushu em 29/11/2005 - 21:33h

Boa sua ideia cara gostei muito semelhante com o NIC

[8] Comentário enviado por andreslax em 21/07/2006 - 15:34h

achei muito bom esse artigo para quem mexe com K3B,gostei e consegui gravar meus CDs,mas gostaria de um artigo para ensinar a gravar CDs em modo grafico

obrigado !!!!!!!!!!!!!!!

[9] Comentário enviado por daniel77 em 08/08/2006 - 08:42h

muito bom o texto.
como fazer para gravar em mp3 com o k3b (pergunta)
abç
Daniel

[10] Comentário enviado por robersonfox em 08/08/2006 - 10:02h

O K3B reconhece automaticamente o formato MP3 basta arrastar o arquivo para o projeto.


Contribuir com comentário