Gcombust, um frontend para cdrecord

cvs

Aqui vamos aprender a usar o gcombust. Trata-se de um frontend para gravar CDs, o que facilitará em muito a vida daqueles que não gostam de usar console ou não estão muito afim de decorar de cabeça todos os parâmetros do comando cdrecord.

[ Hits: 19.068 ]

Por: Thiago Alves em 22/04/2004 | Blog: http://www.seeufosseopresidente.com.br


Gravando CDS



Vamos agora gravar os CDs. De acordo com as imagens abaixo vou explicando o que é cada opção e claro, até onde eu sei.

* Todas as opções oferecem um mini help quando se mantém o mouse em cima delas, aparecendo uma pequena descrição. Então creio que não seja necessário explicá-las.

Volume id = é o nome do CD

Data Files


Nessa opção você tem opção de gravar dados (pasta, arquivos, executáveis) sem a necessidade de criar uma ISO.


Add Directory = Para adicionar o diretório ou o arquivo para ser gravado. Del Directory = Apagar o que foi adicionado.

Essas foram as opções que mais usei até hoje. Após selecionar os diretórios, você já pode passar para a aba Burn (que será explicada mais adiante).

Audio Files



Essa é a parte onde se grava músicas ou arquivos de audio, bem o que sabemos, que gravamos o formato WAV para o CD pra ficar como um CD de música normal. Nunca usei essa forma de gravação, mesmo por que só utilizo MP3, mas pode encontrar nos documentos do gcombust como usar essa parte.

Burn



Nessa parte é onde vamos configurar a velocidade da gravação, tipos de arquivos gravados e mais algumas coisas.

Data files, no images = é quando você vai no Data Files e seleciona os diretórios para serem gravados, quando for fazer assim verifique pra que está opção esteja selecionada.

ISO 9660 Image = Isso aí é pra ser usado quando se quer gravar arquivos .iso, como ISO de jogos, sistemas operacionais e coisas assim. Você marca essa opção e no botão ao lado "Choose Image location", você clica para procurar e selecionar a iso que deseja gravar.

Existing ISO 9660 CD = Ainda não usei essa opção, mas creio que seja pra gravar de um CD normal para o CD quando se tem dois drivers, um CDROM e um CDRW.

Audio Files = Selecione quando for gravar audio.

Existing Audio CD = Como a opção de gravar de um CD para outro, seria essa gravar de um CD de música normal para um CD virgem.

Multi session = essa é a opção de gravar algo no CD e ainda mantê-lo aberto para que possa ser gravado mais coisas nele e assim não desperdiçar o CD.

Speed = a velocidade que sua gravadora e/ou CD suporta para gravação.

Grace Time = O tempo que você vai ter para cancelar a gravação caso verifique que selecionou algo errado.

Dummy Test run = faz um teste de gravação, primeiro faz o teste como se estivesse gravando mesmo, isso serve pra ver se o CD vai aguentar e coisas assim.

Eject = ejeta o CD após terminar a gravação.

Overburn = para gravar dados acima da capacidade do CD, normalmente um CD aguenta algo em torno de 2 ou 3MB acima de sua capacidade.

Na parte CD-RW, existe a opção de limpar um CD-RW quando já existe dado nele, pode-se limpá-lo para poder gravar outras coisas.

Output



Nessa parte você vai ver os logs, o que está acontecendo, as mensagens de erro e coisas assim.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Onde pegar e o que fazer
   2. Gravando CDS
   3. Dica Bônus
   4. Considerações finais
Outros artigos deste autor

Compilando Apache 2 com PHP, MySQL, mod_perl e mod_ssl

Sylpheed - a GTK+ based, lightweight, and fast e-mail client

Sistema de arquivos distribuídos usando Gmail

CentOS e LVM

Kernel 2.6 hacks

Leitura recomendada

Instalação de template para monitoramento de servidor Squid e servidor LDAP no CACTI (Debian)

Análise do Mandriva Free 2006 - Conhecendo melhor o sistema

OTRS - Revolucione seu Help Desk com esta ferramenta

Programação: Tomada de decisão

Nautilus Scripts

  
Comentários
[1] Comentário enviado por jeffestanislau em 23/04/2004 - 08:02h

Gostei, parece ser muito bom para uso...
Parabéns pelo artigo!!!

[2] Comentário enviado por cvs em 23/04/2004 - 10:48h

:D valeu... foi um trabalho pra fazer isso, ficar tirando shot.. hehehe

[3] Comentário enviado por warlinux em 23/04/2004 - 11:27h

Parece ser muito bom, principalmente para quem usar outros X sem ser o KDE e usa o K3B para gravar os Cds.

[4] Comentário enviado por removido em 25/04/2004 - 17:48h

Usei com sucesso...parabéns pelo excelente tutorial!!!

[5] Comentário enviado por BraMax em 03/08/2004 - 18:20h

Pô, legal... acho q vou dar uma folga ao K3B e testar esse aí... Assim q ficar craque em gravação de cds de audio eu posto aki... ;D

[6] Comentário enviado por devaneizanardi em 16/06/2008 - 03:37h

?comentario=Erros de compilação. No comando make já parou e deu várias mensagens tipo "falta (" e outras. make install, obviamente não vai. KUBUNTU 6.06lts completíssimo.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts