Funtoo Linux - Pré-instalação

Este artigo explica os conceitos necessários para planejar a instalação do Funtoo Linux.

[ Hits: 6.165 ]

Por: Perfil removido em 29/02/2016


Parte I



Este artigo explica os conceitos necessários para planejar a instalação do Funtoo Linux. Ele não ensina como instalar, mas diz o quê é preciso saber antes de começar a instalar. Este artigo tem o nível avançado e pode comer todo seu queijo. Use-o por conta e risco!

1. Hospedeiro

Para instalar Funtoo Linux você precisa dar boot utilizando um Live CD (ou pendrive) de uma distribuição qualquer. Isso é necessário pois Funtoo não possui um CD de arranque. Funtoo também não possui um instalador em modo texto ou modo gráfico. Você precisa utilizar um Live CD compatível com a arquitetura do seu processador e preparar manualmente o ambiente de instalação usando o modo texto. Então, se pretende instalar Funtoo 64 bits use um Live CD em 64 bits.

A documentação recomenda a distribuição SystemRescueCD que suporta ambas arquiteturas, possui um bom conjunto de ferramentas, é baseado no Gentoo Linux e pode ser encontrado em:
Obtive sucesso com o DVD do Arch Linux 2016 e fracassei com o CD de instalação do Slackware Current que não fez chroot. Não utilize versões antigas ou instáveis de SystemRescueCd porque elas falham. SystemRescueCd tenta detectar um processador 64 bits. Caso vá instalar uma versão 32 bits em processador 64 bits tenha cuidado.

Alguns Live CD podem não inicializar o vídeo quando utilizados em sistemas UEFI-BIOS. Isso inclui o SystemRescueCd. Caso esteja em UEFI-BIOS, pressione "e" para editar o menu do GRUB inserindo a linha "insmod all_video". Isso resolve o problema na maioria dos casos.
É possível instalar Funtoo a partir de uma instalação Linux já existente em disco rígido. Isso é prático, rápido e seguro.

2. Rede

Após dar partida, a primeira coisa fazer é checar o acesso à Internet. Um ping (ping6 em IPv6) mostra se tudo está OK. É mais fácil usar IP dinâmico durante a instalação e depois trocá-lo por um IP fixo, se for o caso. Um servidor DHCP na rede local é necessário para obter um IP. Você precisa conhecer sua faixa de IP, a máscara de rede, o endereço do gateway padrão e o endereço dos resolvedores DNS. Não comece sem essas informações. Se estiver atrás de um proxy ou um firewall pode ser necessário ter mais informações sobre como proceder para usar, desativar ou contornar esses recursos. O ideal é utilizar a rede cabeada, que será automaticamente configurada, e possui maior largura de banda que o adaptador wireless padrão 802.11G.

Caso precise usar uma rede sem fio, utilize o SystemRescueCd como hospedeiro em modo gráfico. Após o arranque, carregue a interface gráfica com "startx" e utilize o ícone do NetworkManager (dois pequenos computadores) para configurar a rede sem fio. Se tudo correr bem, abra um terminal dentro da interface gráfica para continuar a instalação em modo texto. As placas de rede sem fio utilizam firmwares proprietários. A maioria das distribuições não disponibilizam esses firmwares em modo Live CD. Dê preferência para a rede cabeada, pois economiza tempo. Não prossiga sem o acesso à Internet.

Opcionalmente, se estiver utilizando SystemRescueCd como hospedeiro, é possível ativar um servidor SSH para conexão remota. O primeiro passo é definir uma senha para o root com "passwd". Em seguida confirme o IP com "ifconfig". Verifique a porta TCP com "netstat -atn". Se usa Windows, utilize um cliente ssh gráfico como PuTTY ou use o cliente ssh em modo texto no Linux.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Parte I
   2. Parte II
   3. Parte III
   4. Parte IV
Outros artigos deste autor

Trabalhando com a extensão .tar

Mais formatação especial no OpenOffice

Convertendo novos usuários ao Linux

Banco de dados e Cloud Computing, melhor opção?

Zenwalk - Uma distro e tanto

Leitura recomendada

Como resolver problemas com o pkg-config

Detecção de intrusos (IDS), conceitos e implantação do SNORT

Usando o FreeBSD como desktop

Instalando o Fedora 10

Debian + Squid + Webmin + Outlook (porta 25, 110)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por sacioz em 01/03/2016 - 15:48h

Mais um bom artigo do jovem KYETOY . Como de praxe C^ + d . Obrigado .

[2] Comentário enviado por Freud_Tux em 01/03/2016 - 18:56h

Faz um da instalação do Funtoo, usando tudo dos repositórios do próprio, como Kernel etc.

T+

[3] Comentário enviado por pherde em 02/03/2016 - 08:06h

Com esse planejamento e mais o wiki da instalação oficial em português, fica bem mais fácil instalar o sistema. http://www.funtoo.org/Install/pt-br

[4] Comentário enviado por Fabiofsg em 25/09/2016 - 10:24h

Excelente!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts