Fãs do pinguim, vamos à luta!

"Troque seu conhecimento pobre por uma distribuição de Software Livre". Este é o lema desse artigo, que é uma compilação das estratégias do autor para ajudar a difundir o Linux no ambiente acadêmico.

[ Hits: 10.667 ]

Por: Carlos Alberto Bezerra e Silva em 21/07/2004


Introdução



Caros amigos,

este ambiente é muito interessante e saudável para uma discussão sobre uma coisa tão importante, o Software Livre, porque aqui nós trocamos nossas experiências e nossa aflições em relação ao futuro do SL.

Nós precisamos na realidade é desenvolver uma campanha para massificar a utilização do PINGUIM, cada um de nós precisa adotar uma postura de trabalhador (slave) para a situação mudar (vem melhorando...), se não continuaremos reclamando dos governantes (que governam apenas para seus interesses e dos seus financiadores), reclamando dos monopólios das empresas, etc.

O início de uma mudança de comportamento ou de atitudes está atrelado a ação de cada um de nós. Um dos melhores lugares para difundir as ações de mudanças é na escola. Eu procuro colaborar com pequenas atitudes, por exemplo, eu ministrava uma disciplina em uma Faculdade que tinha como ideal preparar o aluno para criar aplicações web com o menor custo possível (html->javascript->Perl->MySQL->Apache...).

A idéia era "levantar um servidor" e executar páginas dinâmicas observando sempre os requisitos custo e operacionalidade. Mas vejam o que aconteceu, contrataram um professor com perfil Micro$oft... e vocês podem deduzir o que aconteceu....

Tive que atacar em outra frente...JAVA. Mas os estrategistas já estão se movimentando novamente... Querem a .NET... claro ...

Primeiro existe o interesse do "atravessador tecnológico" aliado a uma boa parte da geração que foi preparada para perguntar sempre, eles se acomodaram não querem criar curiosidade na massa cinzenta.

Estes sempre vem a mesma pergunta "ONDE EU CLICO? LAMENTÁVEL...NÃO?". Mas não vou desistir, é óbvio, não faz parte da minha cultura.

Então adotei (próximo semestre) uma outra estratégia, simples, um pouco funcional e operacional. Vou distribuir para todo os meus alunos uma cópia do PINGUIM KURUMIN, apesar de não ser a minha distribuição favorita (mas é uma forma de agradecimento ao Morimoto pela iniciativa para a nossa comunidade SL). Para que isto não funcione como campanha de candidato, colocarei nas provas (independente do assunto abordado pela disciplina) duas questões com o intuito de bonificar aqueles alunos que responderem as questões relacionadas ao SL.

A princípio pode soar como chantagem educacional (desculpem-me os pedagogos), mas "guerra é guerra".

Deixarei bem claro que esta atitude é uma forma para motivá-los a conhecer outro ambiente.

Temos que reagir... façamos alguma coisa...

ESPERO QUE TENHA COLABORADO COM ESTA DISCUSSÃO... E VIVA O LINUX CLARO.

Professor, Carlos Bezerra.

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Já falamos do PC Popular, mas será que o laptop também é ruim?

Por que Gentoo é diferente?

Diferentes áreas de trabalho com diferentes wallpapers

Porque o PC popular é ruim?

Instalação do Cacti baseado em uma distribuição própria - CactiEZ

  
Comentários
[1] Comentário enviado por rivo em 21/07/2004 - 09:34h

legal a ideia mas o que o linux precisa antes de tudo é uma campanha para melhorar o linux e os softwares produzidos para ele, este é um ponto crucial e essencial pro linux, alem de outros importantissimos como padronizacao. acho que ainda falta um bocado para o linux competir de igual para igual com o windows ou o mac os(embora nunca tenha usado mac os), por exemplo.

[2] Comentário enviado por rivo em 21/07/2004 - 09:39h

so para completar o que foi dito acima, nao adianta se fizermos uma campanha para o uso do linux vse ele nao possui softwares de qualidade e tb nao possui uma interface intuitiva e amigavel aos usuarios comuns, que so querem ver a sua maquina funcionar sem ter que entrar em detalhes de configuracao. quanto a questao de desempenho em ambientes graficos, é compreensivel o pq do linux ser tao lento mas nao queiramos impor isto as outras pessoas acostumados ao windows.

[3] Comentário enviado por deejah em 21/07/2004 - 10:11h

Gente... sou usuário linux ha mais de 2 anos. Trabaho com Unix. Tenho conhecimento técnico, e por talvez o linux seja fácil pra mim. Mas como assim, "não adianta fazer campanha se o linux não possui softwares de qualidade"? COMO NÃO POSSUI? Existem programas excelentes, projetos completíssimos (como é o caso do KDE, só pra citar um exeplo) e de qualidade altíssima.

Não espero que um usuário comum saiba instalar linux (pq usuário é usuário, e nem windows muitos não sabem instalar), e também não espero que ele se sinta a vontade utilizando um blackbox por exemplo, mas poxa... um usuário, com KDE ou GNOME na mão... com tudo instaladinho... já pode se dar bem, se ele não for preguiçoso...

Acho que o linux ainda não está totalmente preparado para o desktop, mas não por faltar nele as facilidades do Windows, mas apenas amadurecer um pouco mais o "espírito usuário de ser".

Uso o linux como desktop, pra mim é totalmente satisfatório e consigo fazer muito mais coisas do que faria no Windows. Me acostumei tanto, que me sinto desconfortável trabalhando o dia inteiro numa máquina com Windows.

[4] Comentário enviado por rivo em 21/07/2004 - 10:22h

ola deejah,
talvez p/ vc que tenha experiencia seja facil usar linux mas pense um pouco nos nao profissionais de computacao, falo em pessoas como donas de casa. e sobre os softwares de quelidade do linux eles tb ainda precisam rever e seus projetos e ai verao que ainda possui muito a melhorar, uma coisa que sinto falta a integracao de programas, entre o kde e seus componentes, por exemplo ambiente kde e ark, ate que o negocio é + ou menos, mas se nao for assim..., alias os proprios softwares de qualidade ainda tem uns bugs feios. nao aceitem minhas criticas como se eu estivessem rebaixando o linux, pois tb espero um s.o. alternativo ao windows, vejam estas criticas como uma oportunidade de melhoria, afinal vc cresce muito mais com criticas do que como fazem os malditos linuxeres fanaticos, achando o linux perfeito. ha so uma coisa o fato dos usuarios tb nao saberem instalar aplicativos no windows nao quer dizer que isto deva se repetir no linux, nao é pq a concorrencia erra que devemos errar tb.
valeu

[5] Comentário enviado por MarcioRM em 21/07/2004 - 10:37h

Concordo com o deejah quanto ao "desconforto" hehehehehe... é horrível trabalhar em uma maquina com Windows depois que voce se acostuma com Linux, porque você não pode fazer nada !!! É bem isso que eu sinto quando tenho que operar um Windows... AMARRADO !!!

E depois acho que a falta de interesse é a pior barreira a se vencida, mas isso é explicável: "Por que eu tenho que aprender isso se eu já sei aquilo ? :P", mas dentro de uma empresa isso é mais fácil de ser combatido, a partir do momento que você conquista a confiança (e comprova para os que comandam, os que definem os rumos da empresa) que para certas aplicações a empresa não precisa gastar com licensas, isso é o que eles mais gostam: "Opções para não precisar gastar dinheiro", mas é importantíssimo não esquecer o seguinte: "O resultado final não pode ser inferior e tomar cuidado para não atrapalhar as atividades dos afetados". Aqui onde trabalho realizo a duras penas um processo de migração, tenho apoio dos "comandantes" e carta branca mas não é nada fácil...

Abraços

[6] Comentário enviado por nortonson em 21/07/2004 - 12:56h

Gente:
Um das coisas que temos que combater é a cultura "Windows", não o sistema, mas sim o modo das pessoas pensarem. O Windows deixou os usuário muito preguiçosos e "tapados", eles tem preguiça pra tudo e isso é um grande mal.
Em relação a "usabilidade" do Linux, continua sendo uma questão de cultura, basta ver o que um usuário faz normalmente no Windows que vamos ter a certeza que ele só não fará no Linux por pura preguiça - Editar texto, navegar, planilha eletrônica, vêr filmes ou escutar música, imprimir, etc, são tipicos de usuários comuns e que sem sombra de duvida podem ser feitos no Linux, o que falta é vontade de aprender e conhecer e isso o Windows conseguiu e continua a enterrar cada vez mais fundo...
Até logo.

[7] Comentário enviado por pereira.celso em 21/07/2004 - 13:45h

ae Carlos Bezerra....
parabens pela sua atitude!!!!

vou falar pra vc q vc nao atingirá seu alvo totalmente, mas pelo menos um ou dois vc configuirá!
digo isso por experiencia propria, tinha um prof. da minha faculdade q tentava converser tds os alunos a usar o linux, mas da minha turma somente eu comecei a usar e jah faz 1 e meio!

parabens e nao desanima......pelo menos um vc jah estará ajudando a ser um profissional melhor e com um espirito de buscar as coisas, nao kerer td pronto!

e soh pra terminar, como dizia meu prof.:

"Usuario windows eh como o gado, soh anda se for na trilha....nao conseguem sair dakele caminho pq senao se perdem..."

huahuaha

falo t+

[8] Comentário enviado por agk em 21/07/2004 - 13:51h

Primeiramente parabéns pelo artigo.
Quanto ao fato de linux/windows eu uso linux aqui no trabalho faz quase um ano e não sinto falta nenhuma do Ruindow$, alias espero nunca mais precisar usar aquela porcaria. O linux exige alguns conhecimentos a mais sim de quem for trabalhar com ele, mas posso dizer a vocês, ficar um pouco mais inteligente, aprender um pouco mais sobre informática não faz mal, não mata ninguém. O problema maior são os usuários preguiçosos que não tem a vontade de aprender, falta-lhes curiosidade para descobrir o mundo fascinante que o linux pode nos proporcionar.
Tive que ler muito e ainda o leio para me manter atualizado e aprender cada vez mais, esse é o esforço necessário para ser um usuário linux independente, mas vale apena, depois que abandonei o Ruindow$ nunca mais tive problemas com travamentos, o acesso a internet melhorou consideravelmente, sem vírus e Worms for Ruindow$(nem sei mais o que é isso), fora o resto das vantagens que poderia mencionar aqui.
Caros colegas abram os olhos, estudem, leiam, usem linux (ou qualquer outro S.O., desde que seja livre e com fonte aberto) e sejam felizes.

[ ]'s a todos.

[9] Comentário enviado por bispo em 21/07/2004 - 15:44h

Carlos Alberto, fantástico seu artigo. Aqui na facul tentei/estou tentando montar um grupo de divulgação de SL, mas eu esbarrei nos "temos que repensar o nosso espaço"; "vamos pensar um pouco" acho a fisolofia quase uma arte mas AGORA se faz necessário agir. Não acho que devemos pensar no linux como um substituto para o windows mas sim como uma outra opção que para o mundo lá fora está nascendo agora. Ele que cresça e ganhe seus usuários sozinho, acho que divulgação não deve ser algo religioso profético, mas sim pragmático, mostrado como fazer isso ou aquilo e infinitas outras coisas impossíveis de serem feitas em windows, as pessoas devem escolher, não nós!!! Ambos OS tem problemas mas quanto mais usuários tiverem o linux mais rádipo seu desenvolvimento se dará. Acho que é hora de agir. pensamos depois.
Inté

[10] Comentário enviado por davidsonpaulo em 21/07/2004 - 18:55h

Salve amigos!
Parabéns Carlos, precisamos de iniciativas como essa.
Aqui na UFMT estamos firme na iniciativa de migração para Software Livre. O primeiro passo começou a acontecer há um ano, quando o laboratório de informática do ICET ─ vulgo aquário ─ foi migrado parcialmente para SL. Infelizmente, o responsável pela instalação do Linux não tinha praticamente experiência nenhuma e as máquinas Linux eram lentas, sem recursos, e ofereciam muitas dificuldades aos win-users. O próximo passo foi fazer o sistema funcionar de forma eficiente. Agora, o sistema está utilizável, o laboratório é 100% Software Livre, e tem a aprovação da maioria dos alunos, porque todos conseguem fazer o que precisam. Enfim: conseguimos mostrar aos alunos que o Linux funciona, e que é melhor, porque, uma vez configurado (por mais trabalho que isso tenha dado), ele raramente nos incomodará.
Agora, o próximo passo é introduzir os pingüins em outros laboratórios, e depois, aos órgãos da faculdade. Temos total apoio do diretor do ICET, e pessoal determinado a levar o projeto à frente. Façamos isso! O Linux tem tudo o que precisamos! Levemos ele à grande massa acadêmica, e aí tudo mais surgirá.
Abraços!

[11] Comentário enviado por Xxoin em 21/07/2004 - 21:07h

Primeiro: Parabéns ao autor pelo artigo!
Segundo: Parabéns ao autor/professor pela "estratégia"!
Terceiro: O comentário sobre o assunto:

Respeitosamente, dirijo-me aos colaboradores deste debate. Recentemente postei neste site, um artigo abordando o "COMO" levar o Linux para o desktop/usuário_doméstico, e observei que a tendência é o "debate" virar um "desabafo"... Claro que todos têm razão, mas isto acrescenta pouco ao que TODOS nós desejamos ver acontecer... O avanço do Linux!!!

Quarto: Agora, aproveitando para também desabafar " /:-| ":
O pior inimigo do Linux é a "cultura do software_paralelo" (pirataria). Podem acreditar!
Não se trata de pregar moralidade, mas algo que teria um resultado interessante, seria o Legislativo criar uma lei que obrigasse o contribuinte a -declarar- o SERIAL de seu Software_Proprietário.

Abração a todos, Xxoin

[12] Comentário enviado por tarso em 21/07/2004 - 23:52h

Olá muito sua materia,mas para o linux ficar pronto para Desktop ainda precisa alguns ajustes uso o mesmo a 02 anos.Hoje estou usando o Kurumin é sem duvida o mais fácil para o mesmo.
Porém instalei o mesmo para alguns leigos e percebi muitas dificuldades.Claro precisa para os usuários se desintoxicar da contaminação do ruindows.Meu amigo Carlos Alberto assim como você eu também sou um batalhador do sistema livre por ideologia e patriotismo.O nosso lema deve ser numca desistir.

[13] Comentário enviado por fabrizmat em 22/07/2004 - 04:37h

É isso ai. Eu tb sou fã de sua tática!

[14] Comentário enviado por ice2642 em 22/07/2004 - 07:14h

Acredito que existem programas exelentes para linux como o gimp, openoffice, xine, xmms, etc acho q a melhor maneira de difundir o linux é mostrar o lado facil dele e nao as entranhas do shell, quando um iniciante pergunta como instalar um programa no mandrake por ex, nao chegar e falar pro carinha jogar rpm - i programa no console mas sim mostrar o gerenciador de pacotes e como ele pode instalar e desinstalar qq coisa só com um clique de mouse. quando ele perguntar como mudar o modo de video, nao mandar o carinha editar o shell, mas usar o drakconf. acho q é por ai. outro lance é ir propagando os programas que rodam multiplataforma, como o propio gimp, openoffice, etc para ele ir se acostumando com os programas linux dentro do windows e quando ele ver um KDE funcioando, perguntar para ele mesmo o q ele ainda faz na porcaria do win que nao é tao customisavel nem tao bonito e funcional.
para muitos usuarios o linux ja esta mais do que completo, para outros ainda um ou outro programa esta prendendo no windows, mas isso é uma bola de neve, nao tem o programa para linux pq nao tem usuarios suficientes usando o programa, e nao tem usuarios suficientes usando o linux pq normalmente este usuario usa 2 sistemas, se ele começar a cobrar para o produtor do programa que quer usar esse aplicativo no linux, e o produtor ver que tem demanda, para ele o q importa é vender o programa e nao fazer o programa para win pq ele é fanatico por win, ele com o tempo vai fazer o programa para linux, se o usuario so se lamentar e continuar a usar 2 sistemas sem reclamar essa historia nunca vai mudar.

[15] Comentário enviado por wronieri em 22/07/2004 - 09:36h

Parabéns pelo artigo na faculdade onde estudo há uma certa rixa entre as células academicas de .Net e a minha turma q curte Java e estamos desenvolvendo umj cluster na faculdade pena q eles tem tudo e nós ficamos sempre com o resto mas aos poucos estamos tentando mudar a situação :-)

[16] Comentário enviado por felipebalbi em 22/07/2004 - 11:20h

Parabéns pelo seu artigo Professor, também sou bastante polêmico com relação ao futuro do sotware livre e procuro, de todas as formas, espalhar o software livre pra quem eu puder.

Não encontro lógica em certas situações, como: Por que e pra que pagar licenças de software se temos um software livre, altamente funcional e, em determinados caso, até melhor que o software proprietário?

Administro algumas redes, faço faculdade de engenharia elétrica e procuro, em todos os momentos da minha vida, espalhar e divulgar as iniciativas livres: softwares, linguagens, sistemas operacionais, documentos, etc...

O SL evoluiu tanto que chegou a um patamar que "onde eu clico?" ou "quem vai me dar suporte?" não mais são argumentos para a sua extinção de certos âmbitos empresariais. Óbvio que em certas aplicações, como o CAD por exemplo, o SL ainda está um pouco atrasado. Eu disse AINDA.

Temos uma massa de desenvolvedores trabalhando constantemente para fazer do SL a solução-padrão para todas as áreas do conhecimento. Principalmente no Brasil, onde sofremos com crises econômicas e Ações movidas por gigantes do Software (para quem não sabe, a M$ moveu uma ação contra o Governo Brasileiro pela decisão do Governo Lula de migrar as instituições do Governo para SL) contra nosso governo.

Espero que todos que participam de comunidades, grupos de usuários, sites, fóruns, listas de discussão e até mesmo aqueles que se juntam aos finais de semana sem compromisso, somente pelo prazer de "viver SL", tenham em suas conciências a necessidade que temos de ajudar a Comunidade que tanto veneramos: A Comunidade do SL.

A luta é difícil: é como um monte de camponeses desarmados lutando contra um exército tecnológico. Porém, se os camponezes se organizarem, eles conseguem elaborar um esquema de armadilha ou tocaia como quiserem chamar e saírem vitoriosos da batalha.

Um abraço a todos e, mais uma vez...
Parabéns Professor.

Felipe Balbi

[17] Comentário enviado por adell em 22/07/2004 - 11:47h

Muito bom ver pessoas discutindo este assunto, afinal somente desta maneira poderemos definir o nosso alvo.

Mas algumas coisas que nos que trabalhamos na area ou somos geeks temos que tirar da nossa cabeça é que para alguém usar este ou aquele software deve aprender algumas coisas mais a fundo, isto não vai acontecer nunca com alguns, mas eu não vejo isto como problema.

Ai alguém vai dizer "Como não traidor? :)", bem diga a sua mãe por exemplo que ela deve sabe como funciona o carburador/injeção eletrônica do carro para que ela possa dirigi-lo! Acredito que ela não irá acha muito divertido isto, eu não acho e não sei quase nada disto e ainda assim consigo me locomover bem com um veículo e quando ele tem problemas levo ele para um profissional qualificado resolver o problema.

Software bons? Sim temos otimos e em varios segimentos desde editor de texto até cientificos, mas será que ele agradaria um usuario de outro sistema? Bem, creio que não, e a razão não é por ser inferior ou mais complexo e sim a quebra de conceitos - tente trocar a cor de seus cabelos, ou usar roupas totalmente oposta ao que você usa hoje -.

Como já tagarelei demais, fico por aqui.

[]'s
adell

[18] Comentário enviado por jllucca em 22/07/2004 - 12:15h

Ao interressante a idéia do professor, mas esse não é o caminho. Dar um cd e falhar que alunos vão ter bonificação os que começarem a usar o linux. Faz somente com que ele seja usado buscando nota, acredito que deveriamos batalhar para nas faculdades entre o primeiro e segundo semestre termos uma cadeira só sobre Linux não importando o curso.

Está certo que muitos professores de Introdução a Sistema Operacional, usam linux em suas disciplinas para estudo dos fontes. Mas, nem de longe é isso que queremos que um leigo apreenda, mesmo porque os usuarios não querem aprender coisas novas. Isso é a falta de cultura, mas não é a cultura "microsoft" neles. É a falta de cultura de "aprender a aprender" que é o que as empresas atualmente buscam em profissionais.

Sobre a ideia de batalhar para uma cadeira, certamente não é pensamento meu do tipo "quem vai me dar suporte?". A idéia é reduzir os acionamentos do suporte que muitas vezes ocorre por coisas tolas e usuarios win-like se demorar um pouco vão acionar o suporte dizendo : "o computador não funciona".

Sobre o linux para desktop, minha opinião ainda é o linux não está prepado. Porque? Simples, um usuario real de computador não precisa instalar ele. Mas, precisa poder usar jogos e talvez alguns programas "raros" que não são multi-plataforma. Na area de jogos, vejo o linux acrescendo muito bem. Mas, ainda está muito longe do patamar que a MS alcançou(todos os jogos tem versão para win).

Agora, dizer que "usuarios" não vão instalar o linux pode ser um erro. Muitos usuarios podem ser curiosos e querer instala-lo para saber o "como é". Ai, se deparam em conhecimentos que deveriam ter já de ante-mão. Mas, que não possuem e isso pra mim é algo que mais "tranca" o avanço do linux. Claro, que esse usuario curioso(acho que a palavra seria fuçador, mas não gosto dela :p) vai correr atrás. Mas, um usuario nunca quer aprender coisas técnicas.

Para encerrar o comentario queria dizer o seguinte, o que causa mais impacto no pessoal pensando em divulgação? "Nossos laboratorios são 100% software livre" ou "Nos temos a última geração de computadores e o mais novo sistema operacional lançado!"(a ultima é referente ao Windows XP, pra não perderem a trilha). Se visse uma faculdade falando que tem laboratorios 100% software livre concerteza trocaria de faculdade, mas para um leigo o que conta é a velha historia quanto mais $$ se gasta, mais qualidade tem. O que todos nós aqui sabemos, mas o mundo lá fora não.

[]'s

[19] Comentário enviado por jllucca em 22/07/2004 - 12:17h

Apenas corrigindo pra não me entenderem mal na primeira linha: "ao" é acho e "falhar que alunos" é "falar que alunos". Acho que tava com pressa pra escrever e comi letra e botei outras pode ter alguns errinhos assim ainda mais pra dentro por que não revisei...

[]'s

[20] Comentário enviado por nilsonmatias em 22/07/2004 - 13:35h

Sou usuário do linux há quase um ano. E usuário simples, comum, analfabeto em matéria de programação. A minha primeira distribuição foi o Mandrake, obtido em uma dessas revistas do Linux. Não tive qualquer problema para instalá-lo em meu computador doméstico e pude utilizar normalmente editores de textos, ouvir músicas, filmes etc. A única limitação foi escutar rádios que utilizam o Windows Media Player. Até hoje, mesmo depois de mudar de distribuição (experimentei Conectiva, Suse e atualmente estou utilizando satisfatoriamente o Slackware), a limitação continua.
Acho que a idéia de divulgar o Linux em escolas e universidades e excelente. Boa parte das dificuldades que encontramos no Lunux (número pequenos de jogos e programas comerciais) se devem ao baixo número de usuários em desktops. À medida que o uso se difundir, os problemas diminuirão porque o Linux é muito mais eficiente do que o Windows. Tenho 3 filhos cursando o ensino fundamental. Recentemente entreguei ao professor de informática deles - que não conhecia o Linux - um CD do Kurumin. Dias depois o rapaz me procurou encantado, e hoje já incorporou ao currículo da escola algumas noções sobre software livre.
Acho que uma medida para tornar o Linux mais acessível ao usuário comum seria tornar mais simples tarefas como, por exemplo, instalar uma impressora, que muitos usuários acham complicado até no Windows. Veja, por exemplo, o meu caso. Ao utilizar o Slackware, a minha impressora foi reconhecida automaticamente pelo Slack. No entanto, em alguns aplicativos (Mozilla e OpenOffice, por exemplo) ela não está disponível. Esse tipo de problema afugenta o usuário comum porque o obriga a enfrentar um assunto que foge da sua área quotidiana de atuação. E às vezes não se trata de preguiça o fato do usuário não investigar a causa do problema, mas simplesmente falta de tempo.
Mas, enfim, parabéns ao autor do artigo pelas lúcidas colocações.

Abraços,
Nilson Matias

[21] Comentário enviado por adrihenper em 22/07/2004 - 13:42h

Excelente artigo Carlos, comecei a faculdade de webdesign, e prometo que vou tentar desenvolver soluções em software livre na faculdade, em relação ao linux, é na verdade uma "criança" que vc adota,assim como o windows o LINUX tem seus problemas, mas devemos lutar para que seja difundida esse idéia, talvez forçar o Aluno a conhecer o Kurumin não seje uma boa ideia, mas derepente envolve-los em um projeto procurando mostrar realmente o fantastico mundo do LINUX.
Parabens pela iniciativa.

Adriano
adrihenper@linuxmail.org

[22] Comentário enviado por vodooo em 23/07/2004 - 00:30h

Ótimo artigo Carlos!

Realmente acho que deve existir mais incentivo ao uso do Linux e a quedra de preconceitos quanto a falta de facilidades para um "usuário iniciante".
Descordo do nosso amigo "rivo" pois existem "ruins" e "ótimos" softwares tanto para o Linux quanto para qualquer outro SO!

Abraços

[23] Comentário enviado por rivo em 23/07/2004 - 08:39h

ola vodoo
concordo que existam softwares ruins e bons para qualquer platarforma que exista, mas existem muito mais softwares para window$ que linux e eles sempre funcionam sem muitos problemas. sei que com o iniciativa do fadopinguim isto possa mudar mas ta na hora dos desenvolvedores tb mudarem a forma de fazer programas de tal forma que estes fiquem tao faceis e pouco problematico como sao os programas do window$.(sim, os progs do window$ dao pau mas bem menos do que o do linux, veja o realplayer). so uma coisa triste que vj mas que infeliosmente é verdade, sera quase impossivel vencer a bosta da micro$oft. e pq acho isso? bom ela tem muito, muitoi dinheiro suficiente para contratar todo tipo de doutor e especialista bitolado para fazer o melhor para seus produtos, alem disso ela é bem esperta(nao sei se norte-americanos tem capacidade de raciocinar mas tem dinheiro para pagar alguem que pense por eles), acredito que se o linux avancar muito ela comece a sabotar o linux e distribuir seu window$, como tem feito para algumas empresas aki no ceara. alem do mais umas das empresas que mais sai ganhando com software livre é a propria micro$oft e vc pergunta pq?!?!?!?!?!? veja um caso: no linux surge algo que acelera os browsers, o codigo é disponibilizado a todos(ja que é soft livre), a micro$oft pode muito bem usar o que foi feito no soft livre e incorporar ao seu produto, nisto teremos as melhoras do soft livre e as melhoras que ela mesmo fez no iexplorer, mas quem faz o mozilla, por exemplo, nao pode usufruir das melhoras feitas pela micro$oft. ela sempre pode pegar o que fizemos e colocar nos seus produtos como se fosse dela, mas o inverso nao é verdade. alem do mais o linux ainda melhorar um bocado.

[24] Comentário enviado por rivo em 23/07/2004 - 08:44h

so mais uma coias sobre o que disse:
vcs estao vendo como o oxp esta um tanto parecido com o linux? li uma vez que a microsoft ira fazer com o programas do unix rodedm no linux nativamente. isto nao esta me cheirando bem...
acho que o linux poderia fazer algo para tentar seguir o que o lindows fez, tentar rodar progs window$ nativamente(nunca usei o lindows).

[25] Comentário enviado por engos em 23/07/2004 - 08:46h

Achei o artigo fraco, mas com idéias interessantes.

Acredito que você deixou muito a desejar no artigo por ter sido mais um desabafo do que um artigo propriamente dito, mas o fato de contribuir nessa "guerra santa" de Linux x Ruindows já é algo que merece parabéns.

Estou há poucas semanas de abrir oficialmente uma empresa com o objetivo de fazer a minha parte nessa "guerra santa" e acredito que se para cada 1000 usuários de linux 1 apenas fizesse algo como estamos fazendo, a guerra acabaria em poucos dias.

Parabéns pela iniciativa.

PS.: Quem falou que o Linux é fraco na praticidade e usuabilidade comparado com outros S.O.'s estão demonstrando desatualização absurda sobre o Linux. Procurem os vídeos lgcommercial.mp4 e lg_show.mp4 sobre a tecnologia looking glass da SUN.

[26] Comentário enviado por dln_jr em 23/07/2004 - 09:24h

É isso aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee professor!!!! LINUX neles!!

Adorei isso!!

Aahh!! to com o deejah na discussão lá em cima!!

Pô! SOu usuário de LINUX a 4 meses, to trampando a 2, e não vejo melhor solução "até" para Desktop se naun for LINUX!! Se é interface parecida com Rwindows ke vc ker pra usuário final usa KDE, Gnome, até Icewm...pô é igualzinhu a droga do rwindows!! Afinal o ke um usuário "dona de casa" ker? Usar o Office, entrar na net pra ver a conta bancária, e os filhos chatos jogarem joguinhus 3D e mesmo esses joguinhus já estão começando a serem transportados para LINUX... O usuário final naun tem muito o ke mexer, o KDE já dá o suporte necessário para esse tipo de usuário! E ferramentas para profissionais, bom, nem preciso dizer nada né! Então é isso chega desse monopólio e vamos saudar o Linuz Torvalds por esse ótimo S.O. ke dominará tudo em poucos anos, azar pro bichinha do Bill Gates! hahahahahahahah

Abraços galera!!

Fui

[27] Comentário enviado por betosaqua em 23/07/2004 - 10:23h

estou na briga com o pessoal da minha faculdade para abrir os olhos para o software livre e deixar essa atitude conservadora e preguiçosa, foi colocado os custos e benefícios + o pessoal gosta mesmo e de gastar montanhas de dinheiro com licenças... ñ da para acreditar q um ambiente educativo ñ procura novos metodos e ferramentas de ensino ++++ e isso mesmo vamos divulgar e lutar pelo software livre

[28] Comentário enviado por agk em 23/07/2004 - 14:29h

Só ressaltando o comentário do rivo:

"a micro$oft pode muito bem usar o que foi feito no soft livre e incorporar ao seu produto"

Pelo que sei o que for licenciado por GPL não pode ser incorporado em software comercial. Pode ser copiado, redistribuido, alterado, mas desde que permaneça sob GPL, se estiver errado por favor me corrijam.

[29] Comentário enviado por bigbruno em 23/07/2004 - 21:23h

Ae pessoal que tópico que fez barulho em, vim dar uma dica e ao mesmo tempo fazer propaganda, também sou usuário Linux a alguns anos mas migrei pra somente Linux ainda não faz 1 ano, realmente o Linux a pouco tempo atras era dificil de instalar, complicado de configurar, detecção de hardware era muito ruim tb, mas tudo está diferente, eu queria ver mais gente também usando o debian, mas como explicar aquilo pros amigos que tem dificuldade com o XP???

red hat, mandrake ja são mais simples, mas mesmo assim pra um leigo preguiçoso ainda é praticamente impossivel

kurumin, achei legal cheguei a mostrar pra algumas pessoas, acharam interessante, mas muito vazio e um pouco estranho de se usar.

Criei minha distro BIG LINUX, baseada no kurumin, mas destinada principalmente ao usuário de windows, tentei colocar praticamente todo tipo de progrrama que um leigo usa, o layout e posicionamento das coisas do KDE parecidos com o do windows.

Tem open office, gimp, navegadores, java, jogos, programas de conversação, P2P e por ai vai

Até agora não teve nenhum usuário windows que mostrei o sistema funcionando que ele não ficou admirado do sistema e da quantidade de coisas já vem funcionando e nem precisa instalar, so rodando pelo cd.

Como diz alguém ai pra cima que não lembrro quem, uma dona dee casa (no caso minha mãe) que não tem conhecimento praticamente nehum, agora faz tudo que ela fazia antes no windows agora no Linux, so ensinei pra ela que o icone do navegador não é mais o E azule sim o a estrela com dinossauro vermelho e coloquei o icone do free cell no desktop, pronto, simples e facil

Minha namorada conseguiu instala sozinha ele no HD, e ela não consegue instalar o windows xp, alias instalar consegue, mas instalar os drivers?

No linux todo o hardware do pc dela ja vem funcionando.

Então além de deixar meu comentário sobre o Linux espero que vocês também deem uma olhada na minha distro www.bigbusca.com.br/linux

[30] Comentário enviado por pistosbo em 25/07/2004 - 04:19h

Meuw Linux e tdb (tudo de bom) que campanha que nada o proprio Linus Torvalds e uma das 50 pessoas mais conhecidas do mundo ele chegou nisso sozinho e não fzendo campanha "Usem o Linux" que nada o esquema e esse Linux usa quem quer, não e a toa que todos os dias muitas pessoas buscam o GNU/Linux como saida contra pirataria afinal ele e livre.

RaFaeL --> PiStO
"Linux for ALL"

[31] Comentário enviado por emeah em 25/07/2004 - 21:39h

O que posso dizer eh que nao justifica mais ser pirata...
Ateh minha filhinha de seis anos se sente bem no Linux(uso o Kalango e ele aqui sobe nas paredes...ehehe).

[32] Comentário enviado por dio.red em 27/07/2004 - 12:50h

Caro Professor Carlos Bezerra

Sou um usuário de linux iniciante e concordo plenamente. Se na faculdade tivessemos atitudes como essa do Sr, imagina que maravilha seria. Todos saberiam mais de um ambiente, e ficaríamos livres para escolher o ambiente, qual linguagem, qual servidor e etc. Mas parece que tudo acontece ao contrário, o que eu puder fazer para difundir o linux pode contar comigo, já estou conseguindo algum sucesso.

[]'s
Zé -- Dio.Red
Viva o Linux R.D. !

[33] Comentário enviado por fadopinguim em 27/07/2004 - 19:25h

Caros amigos a idéia inicial é formarmos células do PINGUIM.
Se cada célula do PINGUIM conseguir conquistar 10 novos usuários, dentro de bem pouco tempo estaremos prontos para discutir sobre quem é o melhor S.O. para Desktop(Porque em outra esfera nós ganhamos sem muito esforço). A idéia de presentear o CD do Kurumin é apenas um reconhecimento ao Morimoto do GDH. Ele faz um excelente trabalho. Cabe a nós fazermos também. Basta observar o caso do nosso colega bigbruno no link , www.bigbusca.com.br/linux.

A luta continua.

Abraço a todos.

[34] Comentário enviado por leonardocmendes em 27/07/2004 - 22:09h

Se meu professor de cálculo 1 adota-se esse método na prova talvez eu não ficasse de DP, hehehe.
Boa iniciativa, eu faço o que posso sempre, distribuo cds, ensino quem se interessa, indico sites. Cada um de nós tem que fazer algo, se quisermos ver o SL crescer.
Abraços

[35] Comentário enviado por Rodrigues em 27/07/2004 - 23:50h

Sem comparações Linux é f*** ;)

[36] Comentário enviado por sombriks em 01/12/2005 - 04:02h

Eu ainda acho que a atitude de certas pessoas em insistir na idéia de que linux é dificil há muito já caiu por terra. Não dou mais que cinco anos para o negócio do Bill ficar difícil. vocês viram o que o novo gnome faz? E as novidades do kde 3.5???? O que já era fácil agora então!

tenho certeza que se dentro das escolas e universidades a cultira do pensamento livre for levada mais a sério logo poderemos dizer que o software que usamos é realmente nosso!

[37] Comentário enviado por ice2642 em 01/12/2005 - 05:12h

Acho q o linux so vai mudar quando a cabeça da moçada mudar, pois o linux nao é de forma nenhuma complicado de usar, muito mais facil uma dona de casa que nunca viu um computador e comprou seu primeiro pra escrever receitas na cozinha se habituar ao linux do que com o windows.

Sei la onde vcs acham facil usar windows, nao consigo nem fazer ele ver os 1gb de memoria que coloquei nele, que apesar de estar la mostrando que tem 1gb ele continua trabalhando detonando o swap achando que tem 256.

nao consigo nem fazer ele ver meu hd udma, ele mostra la q é dma normal, mo complicado ele.

mudar um icone é um trampo filho da mae pra colocar o grafico dentro de uma dll pro sistema ver. ai se fosse como no linux q é so jogar uma imagem png qq no hd e setar ela como o icone do que quero.

e por ai, vai.

6 devem estar tudo doido de achar que linux é complicado.

usar de forma leiga, qq sistema é tranquilo, quando começa a se aprofundar pra tirar leite de pedra win da de 10 a 0 em linux em complicação, a diferença é que as coisas que vc faz no linux funciona, no win nem sempre.

[]'s

[38] Comentário enviado por Spider_Jerusalem em 06/12/2005 - 08:35h

O exemplo da dona de casa é perfeito.

Um conhcido meu trabalha com suporte e consultoria de Unix, Linux, Windows e é defensor ferrenho de SL. O pai dele já tá na casa dos 70 e resolveu comprar um PC. Ele, o pai, nunca tnha mexido em pc nenhum. NUNCA. E o que o filhão fez? Colocou SuSe pro pai dele... e o velhinho consegue usar? Claro que consegue!!

Temos que dismistificar isso de "Linux é coisa de nerd". Pelo amor de deus gente, minha mãe (sem ofensas) não sabe instalar programa nem no windows. Qual seria a diferença pra ela de mexer no win e no KDE? Editar texto nos ms word da vida ou no abiword?

Gente, configuração de QUALQUER coisa em QUALQUER ambiente é coisa de "entendido". Temos, sim, que dismistificar e mostrar o Linux para todos.

PS.: só gostaria de contar com a colaboração da empresa onde trabalho e da faculdade que curso... hehe

[39] Comentário enviado por omega_indigo em 02/02/2006 - 10:48h

Primeiramente, parabens pelo artigo, pois somente com a união dos usuarios de SL, podemos assim, ampliar o uso do Linux. Sei que muitos aqui poderão não gostar do meu comentário, mas como tenho contato com muitos usuarios leigos (em windows e em linux), noto que o Linux AINDA precisa amadurecer em certos pontos, algo que não demorará a acontecer. Sempre digo pra quem esta começando a usar um PC que o Linux é a melhor solução em relação ao Windows, pq nao tem problema de virus, Worms, e ter o risco de ter sua maquina invadida minimizado em 95%. Mas como todos sabem, usuário quer seu computador com uma TV, DVD, ou como em qualquer aparelho, quer CHEGAR E USAR, sem ter que saber como funciona, ou porque tem que configurar. Embora a maioria de users Windows não sabem nem como trocar o fundo da tela, para desktop ele AINDA continua mais facil . Por isso digo que devemos ajudar a encontrar soluções para alguns pontos que AINDA dificultam o uso do Linux em desktops. Taí meu recado

[40] Comentário enviado por removido em 02/10/2006 - 11:58h

samba de uma nota só?

[41] Comentário enviado por landex em 10/06/2010 - 11:11h

Cara gostei muito do artigo muito bom mesmo. E aos poucos o GNU/Linux vai crescendo dentro os usuários em geral. O nosso maior problema ainda está nas lojas de varejo, onde já presenciei alguns vendedores dizendo, leva este note aqui ele tem linux é bom e barato, mas o linux é ruim ai você formata e poe um Windows XP ou Seven que é melhor e fácil. Pronto com estes simples argumentos um usuário bem desentendido do assunto vai levar e vai alterar o S.O. para um pirata, nem experimentou o Linux. Mas é a cultura do momento pirateamento de software. Um dia eu pratiquei isto mas hoje em dia eu sou contra.
Sempre oriento os meus conhecidos a usarem o sistema que gostem e os programas preferidos mas que evitem em usar pirata. E em comprar o software pirata, use os software livres por que só assim o mundo vai mudar e as megas corporações vão dar ouvidos ao que é livre.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts