Escreva partituras no Linux

Você quer escrever partituras, mas acha que não existe programas decentes para escrevê-las no Linux? Então neste artigo vou te espantar e mostrar três modos de se fazer partituras profissionais e bem feitas no sistema do pinguim.

[ Hits: 57.734 ]

Por: albert guedes em 06/11/2006 | Blog: http://www.socrates.if.usp.br/~arcguede


Introdução



Os programas que irei mostrar tem três níveis de formatação: baixa, média e alta.

A formatação baixa utiliza a linguagem ABC, que todas as outras usam, é um tipo de assembler da criação de partituras.

A formatação média são as linguagens de "alto nível" que usam o ABC, mas são mais práticas, seus representantes são o Lilypond e o Musictex.

A formatação alta não são as linguagens em si, mas os front-ends para a edição das partituras, que usam as de formatação média, e estes são feitos pelos programas Denemo, noteEdit e o Rosengarden.

ABC


ABC é um padrão de escrita musical usando-se código ASCII. Na escala de níveis, ele é comparável ao assembler. O ABC foi criado em 1991 por Chris Walshaw e é uma linguagem multiplataforma.

Com o ABC é possível criar arquivos em formato PS, usando o programa 'abc2ps', e pode-se tocar um arquivo ABC em forma de midi com o programa 'abcmidi'. Um exemplo:

Em 'abc' escrevemos:
X: 308                  % número da peça (index)
T: Quem não sabe lê     % título
O: Bahia, capital       % origem
M: 2/4                  % metro (compasso)
L: 1/16                 % unidade de duração
Q: 1/4=84               % andamento (tempo)
K: A                    % tom
%
"A"A2 A2 c3 A | "Bm"B8 | "D"A2 A2 d3 c | "A"B A A A - A A3 |
w: Quem não sa-be lê Quem não sa-be lê o A-be--cê
%
"A"A2 A2 e3 c | "Bm"B8 | "D"A2 A2 d3 c | "A"B A A A - A A3 |]
w: Ve-nha is-tu-dar Ve-nha is-tu-dar o Be-a--bá
Usando o 'abc2ps' temos como saída:


Então, para quem quer escrever partituras em ABC, precisará somente aprender a linguagem, óbvio, e do programa 'abc2ps'.

A única ressalva quanto ao ABC é que este foi feito para melodias, faltando bojo para criar harmonias, defeito que é sanado pelo lilypond e o musixtex, que apresentarei na próxima página.

Mais informações:
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Lilypond e Musixtex
   3. Denemo, noteEdit e Rosengarden
Outros artigos deste autor

A arte do tetra-boot

Leve introdução às linguagens de programação

Coloque ordem em seus programas

Canal IRC do VOL - Participe você também!

Conectando Ajato com Linux

Leitura recomendada

Mais formatação especial no OpenOffice

Programação: Uso de funções

MySQL, Apache2, PHP5, phpMyAdmin e o driver de conexão com o NetBeans no OpenSUSE 11.2

IBM Omni Find Yahoo: Um mecanismo de busca corporativa em seu servidor

Compilando e testando o novo X11R6.9

  
Comentários
[1] Comentário enviado por engos em 06/11/2006 - 08:55h

Interessante artigo!


Já conhecia alguns desses programas e acredito que o Rosegarden seja o melhor programa que já vi nessa linha, independente do sistema operacional (felizmente é para o GNU/Linux).

Infelizmente não o uso, pois tenho um arranjo com mais de 3.000 partituras feitas para Encore e algumas poucas em Finale e até agora não vi como converter (ou alguma forma de copiar e colar) para o Rosegarden. Se alguém souber como, me avisem! :)


Parabéns pelo artigo, bem simples e compacto, perfeito para um rápido "review" dos programas.

[]s

[2] Comentário enviado por rjas1980 em 06/11/2006 - 16:11h

Muito legal o artigo, isso mostra que o linux também tem entretenimento mto bom!!!!

[3] Comentário enviado por rene em 06/11/2006 - 19:28h

Parabéns pelo artigo!

Já conhecia o NoteEdit e o Rosegarden.... ja tinha tentado emular o Encore com o Wine, mas não deu muito certo.... é muito importante alternativas ao Encore, Finale, afinal os músicos não podem ficar de fora do mundo open source!

t+! Abraços;

[4] Comentário enviado por kleverson em 07/11/2006 - 10:28h

Artigo muito bom. Sou músico e acho pena que essa linguagem ABC não suporte ainda mudanças de dinâmica, isto é, quando a intensidade / volume sonoro cresce e diminui. Ou ao menos no site oficial diz que não suporta... mas espero que incluam logo.

[]s

[5] Comentário enviado por davidsonpaulo em 07/11/2006 - 14:19h

Boa!

Só falta agora um artigo mostrando um passo-a-passo de como fazer alguma partitura simples em pelo menos 1 desses programas. :-)

[6] Comentário enviado por Teixeira em 28/03/2008 - 10:45h

Apesar e ser um tópico antigo e já um tanto adormecido, gostaria de saber se algum desses roda em xBox, e se é compatível com bibliotecas antigas como a libc5.
No Windows eu usava o Noteworthy Composer, que quebra um galhão, mas da mesma forma que o Encore, é proprietário.

[7] Comentário enviado por pedropolidoro em 02/11/2008 - 18:29h

free clef: http://www.freeclef.org/pt/download.php
se ainda nao estiver disponivel, creio que nao demorará
aqui voce pode achar alguns para linux
http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_scorewriters
MuseScore (ubuntu, debian, mac, windows): http://musescore.org/
LilyKDE http://code.google.com/p/lilykde/

winaveis: finale, sibelius

[8] Comentário enviado por pedropolidoro em 03/11/2008 - 17:32h

gente, instalei o freeclef é ele nao correspondeu as minhas espectativas, ja o musescore é otimo, eu recomendo

guia lilypond: http://erasmo.info/lilypond/tutorial/ (portugues)
http://www.hugoribeiro.com.br/intro_lilypond/index.html
guia linguagem de notaçao abc/abc+: http://alfarrabio.di.uminho.pt/~albie/abc/ (portugues pdf)
introdução a linguagem abc http://geocities.yahoo.com.br/hfmlacerda/abc/introducao.zip

[9] Comentário enviado por albertguedes em 03/11/2008 - 18:35h

Eu vi esse musescore, e realmente é muito bom.
Legal que agora estão aparecendo muitas coisas mais bem feitas, na época que fiz esse artigo havia bem poucas opções.
Valeu memso pessoal pela contribuição.

[10] Comentário enviado por pedropolidoro em 04/11/2008 - 21:49h

sobre o que disseram que a linguagem abc não suporta mudanças de dinâmica e apenas serve para melodias, não é bem assim o abcm2ps suporta polifonia complexa e... basta consultar o guia do link que eu postei no comentário anterior, tambem estou deixando um codigo com um trecho de uma música polifônica

[11] Comentário enviado por mvrasseli em 14/02/2009 - 15:46h

Eu acho que no quesito gráfico o MuseScore está o editor de partituras mais desenvolvido, mas eu ainda acho que o notedit um pouco melhor.

[12] Comentário enviado por pedropolidoro em 08/03/2009 - 01:11h

Existe tambem sites para converter, visualizar códigos abc
http://www.folkinfo.org/songs/abcconvert.php (exibe mensagens de erro, transpõe tonalidades, converte pdf somente uma página)
http://www.concertina.net/tunes_convert.html (o conversor de MIDI parece não suportar polifonia o mesmo nao acontece com pdf)
http://trillian.mit.edu/~jc/music/abc/ABCcontrib.html
http://www.colinhume.com/Music.aspx

Quem aida tiver dúvida e (ou) quiser experimentar tente copiar o sequinte código para o campo de uma das duas primeiras páginas que eu deixei o link. Estou postando este código para mostrar para vocês algo diferente do que dizem nos comentários. Está é parte de uma peça para piano à quatro mãos de Rachmaninoff, Italian Polka, eu criei o código
O abc2midi não é totalmente compatível com este código

X:1
M:2/4
T:Italian Polka
C:Rachmaninoff
L:1/8
%%staves {P P2} | {Pb Pb2}
V:P clef=treble
V:P2 clef=treble
V:Pb clef=bass
V:Pb2 clef=bass
K:Gb %Ebm 6b
%
%
[V:P] !crescendo(!(B/e/!crescendo)!g/|: !mf!!accent![egb])([e/g/b/]c'/ .b).[eg]| .a.[fab]!tenuto![f2a2b2]| !accent!b([f/a/b/]c'/ .b).f| .g\
.[egb]!tenuto![e2g2b2]|
[V:P2] z3/|: !accent!B(B/c/ .B).G| .A.B!tenuto!B2| !accent!B(B/c/ .B).[BF]| .[BG].B!tenuto!B2|
[V:Pb] z3/|: !mf!z[gbe'g'] z[gbe']| z.[abf']!tenuto![a2b2f'2]| z[abf'] z[ab=d']| z.[gbe'g']!tenuto![b2e'2g'2]|
[V:Pb2] z3/|: [eE]z [B,B]z| [=D=d]zz2| [=D=d]z [B,B]z| [Ee]zz2|
%2
[V:P] "_cresc.".[ge'].[ge'] .[=ge'].[ge']| !accent!([a/e'/]d'/c'/b/ a)!tenuto!([ec']| .b).[=db] "_dim.".[eb].[fb]| !p!!accent!([g/b/]a/g/f/ \
!crescendo(!e/)(B/e/g/!crescendo)!|!accent!!mf!b)([e/g/b/]c'/ .b).[eg]|
[V:P2] .[Ge].[Ge] .[=Ge].[Ge]| !accent!([A/e/]d/c/B/ A)!tenuto!(c| B).B .[B=c].[B=d]| [Be] zz2| B(B/c/ .B).G|
[V:Pb] "_cresc."z[gbe'] z[=gbe']| z[ae'] z[fc'e']| z.[fb=d']."_dim."[gbe'].[abf']| z!p!!tenuto![b3e'3g'3]| !mf!z[gbe'g'] z[gbe']|
[V:Pb2] [Ee]z [Dd]z| [Cc]z z[A,A]|[B,B]zz2| [Ee]zz2| [Ee]z [B,B]z|
%3
[V:P] .a.[fab]!tenuto![f2a2b2]| !accent!b([f/a/b/]c'/ .b).f| .g.[egb]!tenuto![e2g2b2]| .[ge'].[ge'] .[=ge'].[ge']| !accent!([a/e'/]d'/c'/\
b/ a)!tenuto!([ec']|
[V:P2] .A.B !tenuto!B2| !accent!B(B/c/ .B).[FB]| .[GB].B!tenuto!B2| .[Ge].[Ge] .[=Ge].[Ge]| !accent!([A/e/]d/c/B/ A)!tenuto!(c|
[V:Pb] z.[abf']!tenuto![a2b2f'2]| z.[abf'] z.[ab=d']| z.[gbe'g']!tenuto![b2e'2g'2]| z[gbe'] z[=gbe']| z[ae'] z[fc'e']|
[V:Pb2] [=D=d]zz2| [=D=d]z [B,B]z|[Ee]z z2| [Ee]z [Dd]z| [Cc]z z[A,A]|


[14] Comentário enviado por pedropolidoro em 17/03/2009 - 19:37h

Notação musical em lilypond no OpenOffice/Broffice
http://www.hugoribeiro.com.br/ooolilypond.html

[15] Comentário enviado por pedropolidoro em 11/04/2009 - 19:46h

O editor (gráfico) online de partitura é uma maneira fácil sem ter que fazer instalação
serve também para partitura complexa (talvez nem tanto).
http://www.noteflight.com/login

[16] Comentário enviado por yermandu em 02/03/2010 - 14:16h

Com tantos formatos XML aberto, por que não legaliza as partituras os caras enviam em .enc .sib .mus

Poxa XML rulando vai ser melhor para todos,

[17] Comentário enviado por albertguedes em 02/03/2010 - 16:32h

@yermandu os padrões de arquivo pra fazer musica são abertos, como os do lilypond e os do musitex.
Agora se você está falando em abrir o direitos autorais, não é problema de TI, mas sim legal (e talvez filosofico ...)

[18] Comentário enviado por edersonhonorato em 02/05/2010 - 11:20h

Já faz alguns anos que utilizo o Rosegarden que foi o melhor editor midi/partituras para GNU/Linux que encontrei para largar de vez o Cakewalk e o Sibelius.

De todos que experimentei, até hoje ainda é o melhor.

O Muse Score também é muito bom, embora a interface do Rosegarden seja para mim mais confortável pois lembra muito o CakeWalk.

Como já foi dito, devemos ficar de olho no projeto [b]Free Clef[/b] que embora esteja no começo é um projeto NACIONAL e merece nosso apoio.

É isso.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts