Dynamic libraries com libtool

Este artigo tem como objetivo dar uma pequena noção de como utilizar a ferramenta libtool para gerar uma biblioteca dinâmica, os famosos libalgumacoisa.so. Isso permite que você linke várias funções que são usadas em vários códigos numa mesma biblioteca.

[ Hits: 20.882 ]

Por: Perfil removido em 27/07/2007


Usando a biblioteca



Para usar a biblioteca é muito fácil. Ao compilar um novo fonte que usará esta biblioteca, use o seguinte comando como exemplo:

$ gcc -o programa -I/usr/local/include -lteste -L/usr/local/lib fonte1.c fonte2.c...

Logicamente não é necessário incluir as flags -I e -L, pois a maioria dos sistemas já vem com eles por padrão. Já a flag -lteste fará com que adicione a biblioteca libteste.so em seu programa. Não tenho certeza quanto à isso, mas para saber o nome a colocar em -l, é apenas pegar o nome libteste.so e tirar o 'lib' e o '.so', restando 'teste'.

Para dúvidas, consulte-me. Boa sorte e espero ter ajudado.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. O Makefile
   2. Regras para compilação e link
   3. Instalação
   4. Usando a biblioteca
Outros artigos deste autor

Arch Linux - Passo a passo pós-instalação

IDS com Debian 4, Snort 2.8.3.1 e BASE 1.4.1

Instalando Wine no Slackware 14.0

Linux: For Human Beings?

Ubuntu 14.04 no AD com CiD

Leitura recomendada

openCertiface: Biométrica Facial em nuvem baseada em software livre

Bug afeta todas as distros

Tutorial OpenGL v3.0

Programação com números inteiros gigantes

Sinais em Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por balani em 27/07/2007 - 17:28h

Muito bom, parabens. seu artigo dá uma otima noção.

[2] Comentário enviado por sombriks em 29/07/2007 - 01:25h

é sim, pra pegar o nome da libe é só cortar fora o "lib" e o ".la | .so". Tá no pdf do brian cough.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts