Dukto - Transferindo arquivos entre computadores conectados à mesma rede

Este artigo se propõe a ensinar a obter e usar o Dukto para transferência rápida e simples de arquivos entre estações de trabalho em uma mesma rede LAN / WAN.

[ Hits: 21.298 ]

Por: andre uebe em 02/02/2011 | Blog: http://resa.net.br


Software Dukto



Conforme o próprio site do projeto, o Dukto é um software de transferência de arquivos para uso em LANs e WANs. A grande vantagem do mesmo é sua simplicidade de uso sem preocupações acerca de configurações de usuários, permissões, sistemas (é multiplataforma), protocolos, e todos estes detalhes que são desnecessários para uma, as vezes necessária, rápida transferência de arquivo entre duas estações de trabalho.

Acredito que o software vai agradar, também, aos usuários novatos ou que, como eu, não querem se preocupar, em um primeiro momento, com as ditas configurações de rede.

Vantagens do Dukto:
  • Interface (GUI) de uso simples
  • Desnecessário presença de um servidor ou conexão de internet (basta a conexão de rede)
  • Não é necessário fazer QUALQUER configuração de rede (usuários, permissões, protocolos, instalações extras etc)
  • Os computadores clientes são localizados automaticamente
  • Transferência rápida de arquivos (caros, é bem rápido mesmo, pude testar!)
  • Multiplataforma (roda em diversos OS)
  • Não é necessário instalar (o arquivo é um executável stand alone)
  • Permite transferência de diversos arquivos e pastas por vez
  • Gera registro (log) da operação de transferência
  • Compatível com celulares Nokia (Infelizmente só Symbian OS, ainda)
  • Gratuito e Open Source

Obtendo o Dukto

Para obtenção do Dukto para Linux, acesse:
Para outros sistemas operacionais, acesse:
e clique nos ícones correspondentes.

No Linux, uma vez baixado o arquivo DuktoR3-Linux.tar.gz, abra o navegador de arquivos (Nautilus, Konqueror etc), clique com o botão direito do mouse sobre o mesmo e selecione "Extrair Aqui" para descompactar a pasta.

Ou pela linha de comando, digite:

tar -xvzf DuktoR3-Linux.tar.gz

Obs.: O "R3" significa "Release 3" e pode mudar em função da versão do Dukto mais recente disponível para download.

Acessando o Dukto

Conforme dito, o Dukto não precisa ser instalado. Portanto, basta acessar a pasta descompactada e clicar no ícone:

DuktoR3
Se o acesso for feito pelo terminal, acesse a pasta do executável e digite:

./DuktoR3

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Software Dukto
   2. Transferindo arquivos
Outros artigos deste autor

Capturando vídeo através do mencoder

Traduzindo legendas de maneira prática no Linux

Facilitando o acesso a disquetes e memory keys (PenDrives) no Kurumin

Convertendo arquivo de vídeo em áudio via ffmpeg (incluindo metadados)

Fazendo backup no Gmail via cliente de e-mail e IMAP

Leitura recomendada

Ogle: O player de DVD

Ktechlab - Ambiente de simulação de circuitos

Instalando antivírus LinuxShield no SuSE e OpenSuSE

Asterisk - Instalando o AsteriskPBX 1.4 no Ubuntu Server 6.06 LTS com interface FXO X100P

Aprendendo a linguagem Python - parte II

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cruzeirense em 02/02/2011 - 17:16h

Achei o programa legal mas nos meus testes não achei tão rápido assim...
Velocidade quase igual ao normal...
O bacana é ele ser portatil e multiplataforma...

[2] Comentário enviado por stack_of em 03/02/2011 - 11:09h

Para o propósito de transferência simples de arquivos entre 2 "boxes" Linux utilizo o ncat.
Na máquina de origem do arquivo:

nc -l 3030 < arquivo ( a flag -l significa listen, escutar na porta 3030)

Na máquina de destino:

nc ip-da-origem 3030 > arquivo

[3] Comentário enviado por andreuebe em 04/02/2011 - 11:37h

cruzeirense:

Não sei se a velocidade é tão maior mas para mim, pareceu bem satisfatório. A questão mesmo são as vantagens que você disse.. :)

stack_of:

Valeu pelas linhas de comando. Sempre útil. Mas uma GUI (ainda mais sem muitas pré-configurações de uso), é, também, bem convidativa.

TODOS:

Vejam no ultimo screenshot que o próprio Dukto fornece o IP não sendo necessário recorrer à Linha de Comando para obtê-lo.


[4] Comentário enviado por zenazara em 14/06/2012 - 01:51h

Valeu andreuebe! Me quebrou um galhão. Boa dica!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts