Debian Constantly Usable Testing (CUT)

Nesse artigo veremos como transformar em algo concreto, a ideia surgida do núcleo dos desenvolvedores Debian, ou
seja, a criação do Debian CUT (Constantly Usable Testing) uma distro rolling-release.

[ Hits: 25.872 ]

Por: edps em 21/01/2012 | Blog: https://edpsblog.wordpress.com/


Instalação - Parte I



Para que possamos por em prática o projeto, primeiramente devemos baixar a imagem mínima de instalação (snapshot) do Debian Testing (18MB) do seguinte endereço:
A imagem utilizada neste artigo foi a "debian-testing-snapshot-20110727T212503Z-i386-mini.iso", disponível no endereço a seguir:

Linux: Debian
Constantly Usable Testing (CUT)

Linux: Debian
Constantly Usable Testing (CUT)

Hoje, passados quase 5 meses da publicação deste artigo em meu Blog, a imagem mais atual em 14/Jan/2012, são essas:
Deve-se levar em conta que este é um tipo de mídia que deve ser utilizada por aqueles que dispõem de acesso à Net fácil, seja por rede, Proxy ou por outro meio. Pois tal como o artigo do Ubuntu que fiz para o VOL , todo o processo se dá através do download de componentes do Debian Installer e de pacotes dos repositórios Debian direto da Internet.

* O que não quer dizer que os demais colegas não poderão testar este método, pode-se também instalar um sistema básico com a mídia NetInstall:
** Ou outra mais completa e ao final da instalação mínima alterar o "sources.list" para o apresentado mais à frente.

Após a gravação da imagem de instalação, seja em CD/DVD ou Pen-USB, iniciamos o processo de instalação no VirtualBox. Na imagem abaixo, se teclada a opção 'Install', o sistema terá o Gnome como ambiente gráfico:
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

Clicando em 'Advanced Options' > 'Alternative Desktop Environments', temos a opção de escolha entre os ambientes: KDE, XFCE e LXDE:
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

Mas voltamos à tela 'Advanced Options' e escolhemos a opção 'Expert Install':
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

Em seguida, os passos pouco diferem de uma instalação personalizada do Debian, tal como exemplificado no artigo que fiz para o VOL:
- Seleção do tipo de teclado e o 'locale' a ser utilizado.

- Configuração da rede.

A seguir e de diferente, logo de cara vemos a opção para escolha do Mirror a ser utilizada para o download dos componentes do Debian Installer:

* Este método alternativo pode ser visto num artigo que fiz sobre uma instalação mínima do Ubuntu.

- Escolha de um espelho do repositório Debian:
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

- Protocolo utilizado (aqui o 'http'):
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

- Por padrão, o Mirror escolhido é o dos Estados Unidos:
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

- A confirmação do espelho (snapshots.debian.org):
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

- Configuração de Proxy (se necessário):
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

- Atualização das listas de pacotes:
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

- Escolha da 'release' padrão (Wheezy/Testing):
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

E a seguir, podemos começar o download dos componentes do Debian Installer:
Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

Linux: Debian 
Constantly Usable Testing (CUT)

O completo processo de instalação pode ser visto no artigo publicado em meu Blog.
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Instalação - Parte I
   3. Instalação - Parte II
   4. Atualização do Sistema
   5. Prova de fogo!
Outros artigos deste autor

Apt-fast - turbinando o apt-get em distros Debian-like

À procura por pacotes em distros Debian-based (Ubuntu, Linux Mint e outras)

Compilação, empacotamento, instalação e configuração do WINE-dev

kernel-ck para Arch Linux

Personalidades do mundo Open Source

Leitura recomendada

O útil comando "du"

Sabayon CoreCDX FluxBox 5.3, excelente!

Leia, grave e execute!

Principais novidades do Linux Mint 20 Ulyana

Linux: kernel e distribuições

  
Comentários
[1] Comentário enviado por crf-rafa em 21/01/2012 - 13:43h

:C
Acabei de fazer netinst
se tivesse visto tinha instalado essa versão
To indo formatar de novo dpois digo oq achei

[2] Comentário enviado por removido em 21/01/2012 - 15:31h

@crf-rafa,

obrigado pelo comentário, sobre o que instalar veja isso:

http://gnu2all.blogspot.com/2012/01/um-scriptzinho-tosco-feito-em-oficina.html

[3] Comentário enviado por crf-rafa em 21/01/2012 - 15:54h

Eu tenho esse script aqui com umas pequenas modificações (:

[4] Comentário enviado por mcnd2 em 22/01/2012 - 01:03h

Ótimo artigo.

Só fiquei na dúvida se para deixar o sistema sempre atualizado deverá sempre ser editado o 'sources.list'?

Parabéns pelo ótimo trabalho.

[5] Comentário enviado por removido em 22/01/2012 - 10:14h

@mcnd2, grato pelo comentário,

sobre as atualizações, o primeiro linha indica o snapshot (você poderá alterá-la quando quiser).

# Debian CUT Wheezy|Testing Snapshot (2011/11/19 às 15:35:37h)
deb http://snapshot.debian.org/archive/debian/20111119T153537Z/ wheezy main contrib non-free
deb http://security.debian.org/ wheezy/updates main contrib non-free
deb http://www.debian-multimedia.org wheezy main non-free

* no momento como eu disse no decorrer do artigo, não sei como eles tratarão a substituição do snapshot, se por meio da instalação de algum pacote, uso de script, etc. Por hora já que ainda não é oficial é editar na mão como explicado aqui:

Voltando aos repositórios, a seguir você tem o 'Security Updates' é dele e do Debian Multimedia que seus pacotes serão atualizados.

Eu faço algo similar a isso no Arch Linux:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/ARM-utilizacao-de-snapshot-de-pacotes-no-Arch-Linux/

Onde meus espelho estão configurados para usar o snapshot de 20 Jan 2012:

#
## Arch RollBack Machine.
#

[core]
Server=http://arm.konnichi.com/2012/01/20/core/os/i686

[extra]
Server=http://arm.konnichi.com/2012/01/20/extra/os/i686

[community]
Server=http://arm.konnichi.com/2012/01/20/community/os/i686


Isso reduz e muito aquelas atualizações gigantescas, daí digamos que em 01 Fev 2012 eu queira alterar, basta trocar ( 2012/01/20 ) por ( 2012/02/01 ).

[6] Comentário enviado por mcnd2 em 22/01/2012 - 10:49h

Obrigado pelo esclarecimento @edps.

Abç...

[7] Comentário enviado por pinduvoz em 22/01/2012 - 18:19h

Quinquagésimo artigo? Parabéns! Aliás, 50 x "parabéns" pelo seu espírito comunitário, meu caro Edinaldo.

E se o ritmo for mantido, não vai demorar muito para que os usuários do VOL leiam seu centésimo artigo.

[8] Comentário enviado por removido em 22/01/2012 - 19:13h

Obrigado André,

não custa nada compartilhar o pouco que aprendi nesses 10 anos usando Linux, aprendi muito aqui mesmo estando de fora do 'sistema', então nada mais justo de compartilhar.

Um abraço.

[9] Comentário enviado por crf-rafa em 23/01/2012 - 07:03h

Estranho, com sistema 64bits só é detectado metade da minha memoria
tenho 4Gb e o sistema só reconhece 2Gb, Kernel PAE não é apenas para OS 32bits?

[10] Comentário enviado por removido em 27/01/2012 - 18:43h

@crf-rafa, sim o PAE é para a arquitetura i686 e o kernel amd64 deveria reconhecer seus 4Gbs de RAM.

[11] Comentário enviado por levi linux em 14/05/2012 - 19:19h

Como sempre os seus tutorias salvam as nossas vidas. Não conhecia esse recurso, acho que será a melhor solução para mim nesse momento. Acabei de configurar e rodar o dist-upgrade. 10!

[12] Comentário enviado por removido em 14/05/2012 - 21:13h

Obrigado Levi, que bom que tenha sido útil, vou voltar a usar os snapshots, mas nesse caso será no Debian SID, meu Squeeze não tem tantos updates.

* não esqueça de também fazer uso do debdelta.

# apt-get update
# apt-get install debdelta
# debdelta-upgrade
# apt-get dist-upgrade

Um abraço.

[13] Comentário enviado por cristianovrrj em 05/07/2012 - 14:21h

O meu Debian Wheezy deixou de atualizar

Sabe me informar o processo para voltar a funcionar.

Obrigado

[14] Comentário enviado por removido em 05/07/2012 - 15:40h

Abra um post no fórum e posta seu sources.list, provavelmente é devido ao fato do Wheezy ter entrado no estado 'frozen' onde a partir de agora só receberá atualização de segurança.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts