Dando uma olhada no Mageia 7 (beta)

Relato da minha experiência com a nova versão dessa distribuição, pouco lembrada atualmente, porém muito interessante e estável.

[ Hits: 4.989 ]

Por: Tadeu em 10/04/2019


Conclusão



Já faz quase uma semana que estou usando o Mageia 7 (beta) e sem grandes problemas até agora. Claro, alguns bugs sempre vão existir, afinal é uma versão beta. Por exemplo, o scroll do mouse não funciona na Centro de Controle Mageia e, eventualmente, os menus do botão direito no thunar, aparecem meio incompletos e tenho que clicar novamente para ele abrir normalmente. Enfim, como disse, bugs são esperados nesse tipo de versão.

No mais, tenho gostado bastante do Mageia, a distribuição é bem estável, leve e simples de manter. Um ponto muito positivo, na minha opinião, é o modo netinstall deles. Você pode escolher os pacotes por grupos (escritório, internet etc.) ou pode escolher individualmente. Durante a minha instalação marquei apenas três opções, Documentação, Configuração e Xfce. Como disse na introdução, ele baixa só o essencial, o que é bem interessante.

Se quer uma distro pronta, é só baixar os DVDs/Live Media que eles vêm bem completos e prontos para uso, se quer uma instalação mais personalizada, utilize o modo netinstall.

Um ponto que me chamou atenção ao longo dessa semana de uso foi o consumo de memória. Achei que o Mageia tem um consumo ligeiramente maior que as outras distros que estou acostumado, mas é pouca coisa. Lendo pela internet e aqui no VOL, parece que as .rpm têm esse comportamento por padrão. Ou seja, um consumo de memória ligeiramente maior. Nada que atrapalhe ou impeça o uso, afinal, o que vale é o gerenciamento da memória, não apenas o que a distro está consumindo após o boot ou ao longo do tempo de uso.

Para concluir, o Mageia não é muito popular, mas, até agora, se mostrou muito bem feito e estável. Pelo jeito vou ficar um bom tempo com ele instalado no HD. Uma pena o projeto não possuir uma divulgação maior. Embora ele seja filho de outros projetos, merece destaque por, atualmente, ser um projeto independente. A gente está ficando um pouco preso em distribuições só baseadas em .deb (especialmente no Ubuntu) ou na moda atual, as arch-based.

Então, fica a dica; se tem vontade de conhecer uma distribuição diferente, teste o Mageia. Eu recomendaria a distribuição para quem quer um desktop estável e simples de manter. Sem esquecer que é rpm e, depois dos .deb, acho que é o que tem mais material na internet.

Seguem dois prints, o primeiro do Mageia padrão, como vem com o Xfce depois da instalação. No segundo é como deixei meu ambiente, mais com a cara do Xfce "normal".
Linux: Dando uma olhada no Mageia 7 (beta)
Ah, no print acima, da minha área de trabalho, como uso o tema do Mint, ele quando passo o mouse, ele marca os arquivos com a cor verde (dá para ver bem isso na imagem, com o ponteiro em cima do menu "favoritos"). Alguém sabe como se altera essa cor? Dá pra fazer isso? Se alguém souber, por favor, deixe ai nos comentários. Valeu!

Enfim, o objetivo da dica foi apenas apresentar, rapidamente, essa distro pouco divulgada. Espero que aproveitem.

Links:
Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Pós-instalação
   3. Conclusão
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

FreeBSD i386 7.0 em DVD

Porque se aventurar no Linux (parte 2) - Instalei, e agora?

Empacotamento e compactadores de arquivos

Principais Comandos de Gestão e Prioridade de Processos no Linux

Desknotes e Walkpcs

  
Comentários
[1] Comentário enviado por clodoaldops em 10/04/2019 - 20:24h

Usei Mageia até versão 4. Testei versões5 e 6 mas acabei optando pelo Fedora como distribuição rpm padrão.
Só não sei dizer como está relação do Mageia com máquinas UEFI pq as minhas ainda são BIOS.



[2] Comentário enviado por removido em 11/04/2019 - 18:05h

Excelente artigo, utilizo o Mageia desde a versão numero 3, ela é uma excelente distribuição, muito estável.


Carlos Filho

[3] Comentário enviado por removido em 13/04/2019 - 05:38h

Bom dia,

Bacana, sou seguidor deles. Uso e também testo o Mageia desde a versão 3. Parabéns por compartilhar conosco.


Usuário de CentOS 7.6

[4] Comentário enviado por T.D.Reis em 14/04/2019 - 21:53h


[1] Comentário enviado por clodoaldops em 10/04/2019 - 20:24h

Usei Mageia até versão 4. Testei versões5 e 6 mas acabei optando pelo Fedora como distribuição rpm padrão.
Só não sei dizer como está relação do Mageia com máquinas UEFI pq as minhas ainda são BIOS.





Aqui é UEFI, foi tranquilo sem problemas. Mas, confesso, foi deslize. Sempre uso em modo legacy, fui fazer algumas coisas e acabei habilitando ele denovo e, na hora da instalação fiquei com preguiça de reiniciar o pc para mudar :)


[5] Comentário enviado por T.D.Reis em 14/04/2019 - 21:56h


[2] Comentário enviado por carlosfilho em 11/04/2019 - 18:05h

Excelente artigo, utilizo o Mageia desde a versão numero 3, ela é uma excelente distribuição, muito estável.


Carlos Filho



Mesmo eu usando a versão beta, tá bem estável. Estou gostando bastante da distro, como está em fase de testes, eles atualizam sempre e nunca tive qualquer problema com atualização. Isso me surpreendeu muito.


[6] Comentário enviado por T.D.Reis em 14/04/2019 - 21:58h


[3] Comentário enviado por Jbaf em 13/04/2019 - 05:38h

Bom dia,

Bacana, sou seguidor deles. Uso e também testo o Mageia desde a versão 3. Parabéns por compartilhar conosco.


Usuário de CentOS 7.6

Opa, obrigado. Resolvi fazer o artigo para divulgar mais a distribuição. O pessoal anda falando pouco nela. Acho que quando sair a versão estável a comunidade vai falar mais um pouco. Para quem quer uma distro de uso fácil, acho que é uma das melhores que já testei.

[7] Comentário enviado por xerxeslins em 15/04/2019 - 14:23h

Vou testar ela em movo live e talvez instale em máquina virtual.
Atiçou minha curiosidade.
--
"There are lots of Linux users who don't care how the kernel works, but only want to use it. That is a tribute to how good Linux is." - Linus Torvalds


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts