DNS rápido no RH9

Este artigo nos guia para a configuração prática de um servidor de DNS para seu domínio. Seremos apresentados à estrutura do bind, seus principais arquivos, o named.conf e criaremos um arquivo de zona.

[ Hits: 58.728 ]

Por: Sandro R. dos Santos em 04/07/2004


Rodando o bind



Caso esteja tudo OK, agora é hora de você rodar o bind. Digite:

# service named start

E espere ele dar o OK pra você na tela. Feito isso você poderá testar o servidor executando um ping no terminal:

$ ping www.rdsat.com.br

Caso ele responda, está tudo jóia. Caso ele não responda ainda, verifique o arquivo /etc/resolv.conf e adicione à ele o seu servidor DNS:

# vi resolv.conf

search rdsat.com.br
domain 127.0.0.1

Depois disso tente pingar a máquina novamente.
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Verificando o sistema
   2. Entendendo a estrutura
   3. Criando zonas
   4. Editando o named.conf
   5. Rodando o bind
   6. Conclusão
Outros artigos deste autor

Implementando quotas de disco no Red Hat

Inserindo o recurso de lixeira no Samba

Configuração de um servidor com clamav

Sendmail sem complicações

Leitura recomendada

Autenticando usuários

Mosix - Instalação e configuração de um cluster de balanceamento de carga

Dhcp3-server e Bind9 no Debian 5 Lenny Linux

Instalando o Postfix no Slackware

LTSP 5 no Ubuntu 8.04

  
Comentários
[1] Comentário enviado por jbalestrim em 02/05/2007 - 20:04h

È um excelente tutorial se possivel mostrar como criar primario e secundario dando exemplo com um apache onde o bind direcina para ele e com ip valido e claro um ip fictissio mas como se fosse valido como exemplo e informações complementares a respeito mas como disse é um excelente material so precisa ser um pouco complementado esta de parabens excelente sao profissionais como voce que essa area nescessita


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts